ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Polícia Civil lança nova plataforma virtual para registrar ocorrências

Brasil registra menor média móvel de mortes desde o início da pandemia

Brumado: Tradição de vários anos, Grupo Pax Nacional doa brinquedos as crianças

Brumado: Decreto Desobriga o uso de máscara facial na cidade; mas há restrições

Brumado: Com a morte do cantor e comunicador Tote Lima, esposa passa por dificuldades

União se compromete a corrigir defasagem de doses de vacina à Bahia

Brumado: Prefeito Eduardo Vasconcelos pede desfiliação do PSB

IBGE cancela processo seletivo de 204 mil vagas para o Censo 2022

Brumado: Mesmo em lados opostos, Fabrício Abrantes repudia fake news contra 'Verimar do Sindicato'

Brumado: Policlínica municipal de saúde será transferida para a sede da Upa 24h

Paramirim: Motorista de 41 anos morre em acidente na BA-152

No exterior, Rui Costa tenta atrair projeto de energia renovável para indústria baiana

Dois foragidos que viajavam em ônibus são presos pela PRF em Vitória da Conquista

Rede estadual tem aulas 100% presenciais nesta segunda-feira (18)

Prefeitura de Brumado pretende doar terreno para construção de hospital particular

Pax Nacional promove nesta segunda-feira (18) a 'Festa das Crianças'

Brumado: Em outro ângulo, câmera registra grave acidente na BR-030; veja

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Conquista: Com ajuda de cão farejador, PRF encontra maconha levada em ônibus

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido


Por conta do apagão, Coelba é notificada pelo Procon-BA

Foto: divulgação

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) foi notificada pelo Procon-BA, órgão da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, na manhã desta sexta-feira (30) por conta do apagão ocorrido no último dia 28.

A Coelba tem um prazo de cinco dias para apresentar, no órgão, as devidas informações sobre os motivos que ocasionaram o apagão no estado da Bahia. A companhia também deve expor quais as providências cabíveis que estão sendo proporcionadas para resolver os problemas gerados aos consumidores.

De acordo com o Superintendente do órgão, Ricardo Maurício Freire Soares, “o consumidor tem direito a uma prestação eficiente dos serviços públicos essenciais, como é o caso do fornecimento de energia elétrica, além da possibilidade da reparação dos danos causados pela fornecedor, tendo em vista a sua responsabilidade objetiva, consagrada no Código de Defesa do Consumidor (CDC). Qualquer consumidor baiano pode dirigir-se ao Procon para orientações ou registro de queixa, caso tenha sofrido qualquer prejuízo decorrente do apagão”,  ressaltou.

Por: Correio da Bahia



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário