ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: SMTT realiza ações na 'Semana Nacional de Trânsito 2021'

Números de Covid na Bahia não são divulgados por falha no sistema do governo federal

Município de Guanambi é condenado a indenizar donos de carro atingidos por queda de árvore

Foi preso em SP o suspeito de cometer latrocínio em Paramirim

Brumado: Parentes, amigos e colegas dão último adeus a Daniel Simurro

Osmar Botelho é o novo presidente da Auditoria Pública Cidadã Baiana

Mais de 600 mil doses de vacinas serão distribuídas na Bahia nesta terça

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia


Policias civis repudiam portaria da SSP e ameaçam entrar em greve durante o carnaval

A portaria 080/2018 da SSP pretende obrigar a categoria a trabalhar no carnaval de Salvador, sob ameaça de “abertura de processos administrativos” contra os policiais que se recusarem a aderir à escal

A próxima Assembleia dos Policiais Civis ocorrerá nesta quinta-feira (1), das 10 às 12hs, na sede da Associação dos Funcionários Públicos da Bahia (AFPBA), localizada na Carlos Gomes, centro da capital baiana. O delegado-geral da Polícia Civil, Bernadino Brito, baixou a Portaria 080/2018, que, de forma compulsória, obriga a Polícia Civil a aderir às diárias e escalas de plantões, durante a realização do carnaval de Salvador, previsto para acontecer a partir de 8 de fevereiro. O vice-presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, classifica a medida como “autoritária” e “desrespeitosa” ao querer impor à categoria uma condição de trabalho análoga à escravidão. O sindicalista destaca que a diária no valor R$149 é incompatível com as despesas de alimentação, hospedagem e transporte. “Os policiais saem do interior para vir trabalhar na capital e esses valores são totalmente aviltantes. Os servidores acabam dormindo em viaturas e colégios. O governo ao invés de sentar para negociar e corrigir os valores pagos, institui uma Portaria que tem como objetivo ameaçar a categoria. O sindicato irá protocolar Ações Judiciais e vai promover mobilizações políticas em todo o Estado”, denuncia Lopes. O presidente do Sindpoc, Marcos Maurício, garante que o sindicato vai reagir de todas as formas para tentar ” barrar” mas esse golpe do Governo do Estado contra a categoria. “Não vamos ficar de braços cruzados diante de mais um ataque os direitos dos policiais civis da Bahia!”, enfatiza o dirigente sindical. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário