ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Embasa é acionada por descarte irregular de resíduos em Morro do Chapéu

Brumado: Terminal Rodoviário passa por manutenção e conservação

Conquista: Comerciante é preso vendendo celulares com restrição de roubo

Bahia receberá primeira Copa Indígena de Futebol

Empresa brumadense está entre as classificadas para o Prêmio BBM de Logística 2021

Caminhoneiros acusam ministro de se empenhar para desarticular greve

Itapetinga: Homem é preso suspeito de se passar por funcionário de bancos e aplicar golpes de mais de R$ 50 mil

Brumado: Moradores da rua Bocaiuva reclamam que coleta não está sendo realizada e lixo se acumula pela rua

Novo decreto que vai liberar 50% da capacidade dos estádios na Bahia

Brumado: Moradores da Rua Princesa Leopoldina rompem manilha de esgoto após alagamento de casas

Brumado: Moradores reclamam de criação de porcos perto de residências no bairro São Felix

Brumado: Câmara recua e não vota proposta para volta das máscaras de proteção

Conquista: Acidente entre carro de passeio e carreta deixa quatro mortos

Senhor do Bonfim: Operação prende empresário considerado 'príncipe do tráfico'

Após reivindicação da vereadora Verimar, operação 'Água Potável' é iniciada em Brumado

Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

Brumado: OAB vai acionar prefeito na Justiça após decreto que liberou uso de máscaras

Brumado: Colisão lateral entre veículo de passeio e moto deixa dois feridos na BA-148

Motociclista de 42 anos morre em acidente na BA-148

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades


Onda de violência em Dias D’Ávila chega à sétima morte

Foto: SSPBA

Um menor de 16 anos é a sétima vítima fatal da violência este ano. J. S. dos S foi morto, nesta sexta-feira (20/01), na Via Pública, na 2ª Travessa Constância. No último domingo (19/01), a morte de Natanael Conceição da Silva, 38 anos, em Dias D’Ávila, cravou a sexta morte na cidade só esse ano de 2018. Com isso, a cidade realmente cessou o período de baixo índice de homicídios e chega à sétima morte em 27 dias. Entre setembro e dezembro de 2017 quatro pessoas morreram. As mortes na cidade estão acontecendo, em geral, no fim de semana, entre fim de noite de sexta e sábado. Uma dessas mortes foi a de Gutemberg Borges Filho, de 27 anos, morto no 13/01 no bairro da Concórdia, na Praça de mesmo nome. Logo no início do ano houve um duplo homicídio numa casa de culto religioso afrobrasileiro, e uma das vítimas tinha 14 anos. Quando esteve por 44 dias sem crimes contra a vida, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), alegou aumento de policiais e de blitz, cujo objetivo era prisão e apreensão de pessoas e materiais ligados ao tráfico de drogas. O que quer que tenha sido feito em 2017, já não surte o mesmo efeito em 2018.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário