ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governo federal anuncia que vai comprar 46 milhões de doses da vacina chinesa

Brumado: Em mais uma operação, Embasa descobre e retira 'gatos' de água na região dos 'Sem Terra'

Decreto presidencial libera uso das Forças Armadas para a segurança das eleições 2020

Brumado: Colisão entre carro e ônibus deixa duas vítimas com ferimentos na BA-262

Brumadense é uma das vítimas na explosão de caminhão da EPCL em Cocos

Brumado: Apdemb inaugura sede própria e dá posse à nova diretoria

Ampliando quadro de especialistas Clínica Mais Vida firma parceria com Dr. Clênito Monteiro

Brumado registra 16 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Caminhão da empresa EPCL explode e mata pelo menos três pessoas no Oeste da Bahia

Covid-19: Profissionais de saúde de Brumado recebem cartas de apoio durante o combate a pandemia

Brumado: Cresce a procura por plantas para ter natureza dentro de casa durante isolamento social

Iguaí: Homens invadem casa e matam menino de 7 anos

Sem Réveillon e Carnaval, Ecad estima queda de R$ 35,8 mi em arrecadação

Prefeitura vai desapropriar 5 imóveis para ampliação de escolas em Brumado

Brumado: Venha conhecer a loja Império 10

Registros de armas de fogo aumentam 120% em 2020 no Brasil

Gel Sol: Uma empresa especializada em renovar o seu Consumo de Energia!

Estudo comprova presença do coronavírus no cérebro de pacientes

Mulher é presa com 45 mil comprimidos usados no golpe 'Boa Noite Cinderela'

Brasil não terá horário de verão pelo segundo ano consecutivo


Liberação de R$ 600 milhões do BB para Rui em ano eleitoral irrita aliados de Temer

Foto: Anderson Riedel / Planalto

Os R$ 600 milhões liberados recentemente pelo Banco do Brasil (BB) ao governo da Bahia têm irritado os aliados do presidente Michel Temer (PMDB). De acordo com informações da colunista Andreza Matais, no Estadão, DEM e PPS estão descontentes porque a verba chega para o petista Rui Costa justamente no ano eleitoral de 2018, quando seu principal oponente é ACM Neto (DEM). Segundo a publicação, apoiador do prefeito de Salvador, o baiano Arthur Maia (PPS) chegou até a cogitar deixar a relatoria da Previdência, em revide à liberação de Temer. O senador Otto Alencar (PSD-BA), aliado de Rui, no entanto, diz que o presidente prometeu o empréstimo em troca da ajuda dos deputados baianos do partido na votação da segunda denúncia contra ele. Embora os cinco parlamentares do PSD da Bahia tenham votado contra Temer, a presença deles no plenário ajudou a garantir a sessão que decidiu pelo arquivamento da acusação. A colunista destaca ainda que o empréstimo saiu dois meses após a votação, quando já havia uma ordem judicial para que o dinheiro fosse liberado.  



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário