ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Após reclamação de usuários, banheiros do terminal rodoviário de Brumado passa por reforma

China coleta amostras pelo ânus para diagnosticar Covid-19: 'Aumenta taxa de detecção'

Rui Costa diz que Anvisa tem “má vontade” para liberar uso da vacina russa

Brumado: Abertas inscrições para o curso de Pós Graduação em Gestão em Saúde na UAB

Dupla é detida com drogas no bairro Dr. Juracy, em Brumado

Há 4 anos sem renovar concessão, 'Embasa atua de modo irregular em Brumado', afirma secretário

Despesas do governo federal com alimentos passam de R$ 1,8 bilhão; só de leite condensado foi quase R$ 15 milhões

Barreiras: Caixão vazio é abandonado em beira de estrada

Brumado: Polícia Civil alerta para cuidados contra crimes de estelionato

SAC adota novo horário de atendimento aos sábados

Brumado registra 49 óbitos por conta da Covid-19, o novo coronavírus

Aracatu: Coelba desativa gatos de energia no município

Bahia: Detran capacita novos coordenadores de unidades de trânsito da capital e do interior

Brumado: Jovem tem bicicleta furtada dentro de casa no distrito de Lagoa Funda

Brumado: Clientes da Oi reclamam que telefones fixo e internet não funcionam

Tremor de terra é registrado em Jacobina

Faustão quebra o silêncio, confirma saída da Globo e não descarta deixar o país

Covid-19: Bahia já recebeu mais de meio milhão de vacinas imunizantes

Brumado confirma 27 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Jogador brumadense assina contrato com o Palmeiras por quatro anos


Vai parar: Agências bancárias não funcionarão na terça-feira (5) por conta de greve geral

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Os bancários decidiram aderir à greve geral que acontecerá na próxima terça-feira (5), em todo o país, convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Por conta disso, as agências não funcionarão neste dia. A decisão foi tomada na noite de quara-feira (29), durante assembleia no auditório do Sindicato. Além da paralisação, os trabalhadores também irão realizar uma manifestação em frente as agências de Brumado, às 7h. Segundo a categoria, a nova proposta de desmonte da Previdência Social apresentada pelo governo Michel Temer (PMDB) e que deve ser votada no dia 6 de dezembro, é mais perversa que a anterior. E, ao contrário da propaganda do governo, não corta privilégios, como as altas aposentadorias dos parlamentares, ataca apenas a Classe Trabalhadora que terá de trabalhar mais, ganhar menos e, se quiser receber o valor integral da aposentadoria, contribuir durante 40 anos, sem ficar nenhum período desempregado.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário