ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia: Roças com 120 mil pés de maconha são descobertas em Curaçá

Empresa brumadense vai investir R$ 8 milhões na cidade e gerar novos empregos

Embasa descobre novas ligações clandestinas no distrito de Lagoa Funda, em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Sesab afirma que está preparada para vacinar 5,08 milhões de pessoas na Bahia

Passa valer a partir desta sexta-feira (15), o aumento no número de vagas e novos preços na Área Azul

Queima de pneus usados contamina residencial Brisas com fumaça tóxica

Exames Laboratoriais na Clínica Mais Vida - excelência de qualidade com maior comodidade

Brumado registra a 46ª morte por conta do Coronavírus

Brumado: Mãe procura delegacia e devolve produtos furtados pelo filho em loja da Av. Antônio Mourão Guimarães

Prefeitura de Vitória da Conquista vai receber instalação de Parque Tecnológico

Brumado: Jovem que furtou loja na Av. Antônio Mourão Guimarães 'já vinha pesquisando a rotina dos funcionários', afirma empresária

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Clínica Mais Vida traz para Brumado o que há de mais moderno em Ultrassonografia de qualidade e alta definição

1ª Promotoria de Justiça de Brumado recomenda restrição nas atividades dos optometristas

Brumado: Diretor do INEB afirma que colaboradores não estão com férias e décimo terceiro atrasados

Produtora abre inscrições gratuitas para projeto sociocultural voltada para crianças e adolescentes

Brumado se aproxima dos 4 mil pacientes recupersdos da Covid-19

MPF abre procedimento para acompanhar impactos causados pela saída da Ford do Brasil


Cristo está acima deste tipo de debate, diz juiz em decisão que nega suspensão de peça com travesti representando Jesus

(Foto: Reprodução)

O juiz da 11ª Vara Cível e Comercial de Salvador, Benício Mascarenhas Neto, indeferiu o pedido de suspensão da peça teatral “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, que traz como protagonista um Cristo travesti. A decisão foi expedida na segunda-feira (30). Após uma liminar ter impedido a encenação no Espaço Cultural Barroquinha, a apresentação ocorreu no Teatro do ICBA, na Avenida Sete de Setembro. “A peça, ao retratar Jesus Cristo de forma diversa, em relação a sua sexualidade, quis corporificar em um homem, incontestável, em outro, que sofre preconceitos diários, em suas diversas formas. Em nenhum momento, percebi qualquer ato que pudesse desqualificar Jesus Cristo, ao contrário, faz uma comparação atual do sofrimento deste magnífico homem, com outro de sexualidade diversa da sua, mostrando a incompreensão e a intolerância humana”, diz o magistrado em seu despacho. Em sua decisão, o juiz argumenta que Jesus Cristo está “acima deste tipo de debate, que nada acrescenta e só traz sofrimento e rejeição a quem é discriminado por sua opção sexual”. Ele acrescenta também que a “intolerância, seja de que tipo for, não ajuda em nada. Acredito na liberdade de expressão, desde que não incita ao ódio ou a discriminação, o que não é o caso em debate nesta autos”. Por fim, ele decide que “diante do exposto, entendo prejudicada a liminar e, mesmo que não estivesse, indeferiria o pedido”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário