ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Quase 400 indicações foram feitas no primeiro semestre deste ano na Câmara de Vereadores

Brumado: Ônibus bate em poste e deixa moradores sem energia elétrica na Av. João Paulo

Morro do Chapéu: Praça com disco voador de 40 toneladas é inaugurada nesta sexta-feira

Presidente sanciona lei que amplia pena para violência contra crianças

Atirador mata 14 estudantes e um professor em escola primária no Texas

Conquista: Justiça cassa mandato de vereador por denúncia de fraude em eleição

UniFG comemora 20 anos com expansão e objetivo de transformar mais vidas pela educação

Câmara de Brumado aprova projetos de lei, requerimentos e indicações

Detran da Bahia implementa cartões de exames eletrônicos durante avaliações para CNH

Brumado: IMEP realizará Cruzada de Cura, Libertação e Milagres no Bairro São Felix

Brumado registra aumento de casos de chikungunya na zona rural

Dr. Felipe Leão, médico da Clínica Mais Vida, alerta sobre a importância da realização do check-up

Após dez meses de trabalho missionário, Jocum pretende construir sede própria em Brumado

412 mil baianos ainda não declararam imposto de renda; prazo acaba em uma semana

PM apreende homem por importunação sexual contra jovem em Aracatu

Presidente da Petrobras é demitido; Caio Mário Paes assume cargo

Varíola dos macacos já está presente em 12 países e já existe quarentena obrigatória para infectados

Vídeo mostra briga generalizada no Show de Gusttavo Lima em Brasília

O outro lado da história: Pai afirma que o parto da filha aconteceu em sua residência

Mãe mata filho de 5 anos em Vitória da Conquista; arma usada no crime pertence ao pai


A crise hídrica castiga a Bahia de ponta a ponta

São seis anos consecutivos de chuvas poucas | Adilton Venegeroles | Ag. A TARDE

É consenso: a Bahia nunca viveu em tempos recentes uma crise hídrica como a atual. São seis anos consecutivos de chuvas poucas, Resulta que, de ponta a ponta do estado, a começar pelo grande São Francisco, até as barragens que estão no volume morto ou bem na beirinha, a um passo de chegar lá.

Tanhaçu, na região de Brumado, está com sérios problemas de abastecimento. A Barragem de Pedras Altas, em Capim Grosso, que abastece 22 municípios, só tem água para mais 60 dias, alerta já dado pelo presidente da Companhia Ambiental de Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), Marcus Vinicius.

Evilásio Fraga, presidente do Comitê da Bacia do Paraguaçu e coordenador do agropolo de Mucugê e Ibicoara, grande produtor de batata do país, responsável por 55% do Nordeste com água da Barragem do Apertado, diz que estudos mostram que a crise é cíclica e que a atual exibe outro problema, a falta de habilidade do governo para fazer a gestão:

- Lógico que não é a mesma coisa que quando os rios estão cheios. Nós percebemos a crise desde 2012 e manejamos para segurar água. E agora o governo libera para gente que nunca se preocupou com isso.

No topo - Evilásio pontua que Salvador não corre risco, pelo menos no que depende de água. Pedra do Cavalo garante:

- Só se a Embasa não tiver condições de levar a água, mas água tem. Aliás, Salvador é a capital do Brasil de maior segurança hídrica. Não vejo nada parecido.

Ponto Novo e Pedras Altas - O governo está em vias de iniciar as obras da adutora que interliga as barragens de Ponto Novo e Pedras Altas, uma distância de 42 kms. Segundo Marcus Vinicius, da Cerb, a ideia é fazer um sistema de mão e contramão, com uma sempre podendo auxiliar a outra, a depender de onde tem água.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário