ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Covid-19: cai de 12 para 8 semanas prazo entre as doses da AstraZeneca

Presidente da Alba assume interinamente o governo da Bahia após viagem de Rui e Vice

MP-BA recomenda que Guanambi desalugue prédio da Cultura após erros em licitação

Brumado tem 100,3% da população acima de 12 anos vacinada com a primeira dose

Bahia: Menino de 11 anos cria simulador para jogos de celular com materiais recicláveis

SSP-BA recebe empresas para contratação de câmeras corporais

Psicóloga Paula Machado aborda o tema: Sabemos lidar com as perdas?

Brumado: Um ano depois, 'funileiro' termina veículo inspirado no modelo WT

Operação Nossa Senhora Aparecida: PRF apreende cerca de R$ 2,5 milhões em drogas nas estradas da Bahia

Brumado: Após bloqueio de moradores, SMTT remove pneus de via no Apertado do Morro

Bahia: No combate a violência doméstica e tráfico de drogas, Polícia deflagra ação no interior

Brumado: Presidente da Câmara é vítima de fake news e denuncia crime à Polícia Cívil

STF derruba lei que liberava venda de remédios para emagrecer

Salvador: PM apreende armamento e drogas durante evento de paredão

Durante live, Bolsonaro volta a defender 'kit covid'

Bahia: Cerca de 14 mil processos de suspensão de CNHs serão arquivados

Brumado: Sindsemb homenageia os professores com mensagem de agradecimento e valorização

STJ autoriza retorno de Maurício Barbosa ao cargo de delegado da PF

Major Leila Silva realiza visita institucional a presidente da Câmara de Brumado

Brumado: TOR apreende produtos eletrônicos sem nota fiscal na BR-030


Associação diz que governo e Agerba sabiam da situação das embarcações em Salvador

Foto: BNEWS

O presidente da Associação de Defesa dos Usuários de Transportes Públicos da Bahia, José Batista, em entrevista ao site Bocão News, deu declarações indignadas com relação à falta de atenção da Agerba com relação à fiscalização da travessia Salvador-Mar Grande. Batista relatou que a situação ruim das embarcações já havia sido informada ao governador e à Agerba através de ofício: “foi anunciado isso em ofício ao governador e ao superintendente da Agerba, e não tomaram providência. Agora está aí com vítimas, transtorno, sofrimento da população”. “Nós da associação estamos aqui pra nos unir com os irmãos da Ilha para mandar ofício mostrando que sempre pedimos atenção das autoridades e nada foi feito. Já havia sinais disso com embarcações parando, ferries parando”. O presidente da Associação também teceu duras críticas à Agerba: “essa Agerba é mais um cabide de empregos e não de ações concretas que beneficiem os passageiros da Ilha e de Salvador”. Com relação à declaração de uma sobrevivente, que relatou que a embarcação que naufragou era a pior de todas, o presidente confirmou: “ela já era pra ter sido condenada. Era pra servir de barco pesqueiro. Se houvesse a fiscalização solicitada pelas associações isso não teria acontecido”. Por fim, o presidente da Associação relatou: “os moradores das ilhas e a Associação sempre lutaram para que a Agerba e os responsáveis tomem providências, agora temos que ver essa desgraça que está acontecendo aqui”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário