ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Barreiras: Carga de madeira sem documentação é apreendida

Brumado: Município registra 10 novos casos de coronavírus nas últimas 24h

Governo do Estado anuncia licitação para gestão de presídio de Brumado

Brumado: Promotoria de Justiça acompanha atividades da Secretaria de Educação

25 de novembro: Dia Internacional da não violência contra a mulher

Novo vírus letal surgido na Bolívia pode ser confundido com a dengue

Governo libera R$ 409 milhões para projetos de tecnologias da internet

Major Leila é nomeada comandante da 2ª CIPRv de Brumado

Casal é preso por estuprar as filhas em Itaberaba

Brumado: 237 pacientes estão em tratamento do novo coronavírus

Quadro de especialistas da Clínica Mais Vida é ampliado passando a oferecer mais um cardiologista e ecografista

Partido pede expulsão de vereador eleito por infidelidade partidária

Apresentador Fernando Vannucci morre aos 69 anos

Abrace essa Causa: ‘Projeto O Bom Samaritano’ ajudando quem mais precisa em Brumado

Polícia Civil deflagra operação contra homens e um adolescente que estupraram uma criança de 10 anos em Carinhanha

Nota Fiscal Eletrônica já está presente em 417 municípios da Bahia; já são 70 mil emissores

Auxílio Emergencial: 'Não haverá prorrogação', afirma ministro da economia

Pai de Zezé di Camargo e Luciano morre aos 84 anos

Foguete chinês é visto no céu da Bahia e chama atenção de moradores

Saiba os cuidados em possíveis fraudes no dia da 'Black Friday'


Segundo empresário, Banda Calcinha Preta não irá se apresentar no São Pedro de Aracatu

A Banda Calcinha Preta não deverá se apresentar no São Pedro de Aracatu (Foto: 97NEWS Conteúdo)

Após o Ministério Público Estadual acionar a Prefeitura Municipal de Aracatu por supostos gastos desarrazoados com as festividades do tradicional São Pedro da cidade, um novo fato colocou ainda mais sob suspeita a realização da festa, já que no cartaz oficial consta a presença da Banda Calcinha Preta, só que, segundo o empresário da banda, Guto Rodrigues, da Axemais Entretenimento Eireli isso não irá acontecer, já que a contratação não se efetivou, ou seja, a banda não irá se apresentar. A polêmica cresceu ainda mais com a divulgação pela mídia local da comparação contratual com os festejos em Livramento de Nossa Senhora, que teria apresentado uma forte discrepância, já que no referido município os valores pagos estariam quase 4 vezes mais elevados. A notícia causou ainda mais estranheza e deixou muita gente em dúvida, já que os rumores sob um possível cancelamento da festa, caso o prefeito de Aracatu não atenda às recomendações do Ministério Público Estadual, vem aumentando muito. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário