ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Fisioterapeuta da Clínica Mais Vida fala sobre a importância da fisioterapia no alívio das dores causadas pela Chikungunya

Bahia ocupa 3° lugar no ranking nacional de habitações precárias, aponta fundação

Sindicato dos Comerciários conquista vários benefícios para todos os trabalhadores e trabalhadoras do comércio de Brumado e Região

Google Tradutor adiciona Guarani e outros idiomas da África, Ásia e América do Sul

Polícia Rodoviária Federal registra apreensão recorde de cocaína em 2021

Mãe tenta vender filho por R$ 400 e foge do hospital após parto

Brumado: Homem é preso após matar companheiro da ex-namorada com golpes de faca no bairro do Mercado

Planejamento das Eleições Gerais 2022 é debatido na sede do TRE-BA

Barra da Estiva: PM apreende seis carros com suspeita de serem clonados

CGU aponta R$ 2,6 bi em desvios do Farmácia Popular

Eleições no Clube Social de Brumado: Chapa 2 quer renovação e inclusão das mulheres na gestão

Estados dizem que cumpriram lei e vão recorrer no STF sobre ICMS no diesel

Em mais uma decisão, justiça suspende licitação que pretendia privatizar serviços de água e esgoto em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Neste domingo (15) haverá o fenômeno 'Lua de Sangue' triplamente especial

Sabadão! Tudo pronto para a festa 'Apaixona Brumado' no espaço Popeye Prime

STF suspende políticas estaduais sobre o ICMS do diesel a pedido do Governo Federal


Após discussão com PM em micareta na BA, cantor e vereador Igor Kannário será indiciado por desacato

Foto: Reprodução

O cantor e vereador Igor Kannário prestou depoimento à polícia, sobre a discussão com uma policial militar na Micareta de Feira de Santana, cidade distante cerca de 100 km de Salvador, em maio deste ano. O cantor esteve na delegacia do município no final da manhã desta terça-feira (27). Segundo o delegado João Uzzum, coordenador da Polícia Civil em Feira, Kannário alegou ter agido sob "violenta emoção". Ele será indiciado por desacato a funcionário público. A discussão entre Kannário e a policial ocorreu no último dia da Micareta de Feira. De cima do trio, durante a apresentação na festa, Kannário afirmou ter mais autoridade do que a PM, pelo fato de ser vereador na capital baiana. As declarações dele foram filmadas e o vídeo repercutiu nas redes sociais. Na época, o cantor postou nota em uma rede social, onde se disse abismado e surpreendido com o que viu do alto do trio elétrico, e que precisou parar de tocar várias vezes por causa da violência policial. Conforme Uzzum, o vereador disse no depoimento desta terça que reprovou a atitude da policial, mas que não teve intenção de ofender a PM e nem a corporação. O G1 procurou o cantor Igor Kannário para comentar o caso, por meio de sua assessoria, mas não conseguiu contato até a publicação desta reportagem. Conforme o delegado João Uzzum, o crime de desacato prevê pena de seis meses a dois anos de detenção, mas, por ser considerado crime de menor potencial ofensivo, existe a possibilidade de penas alternativas, que vão desde prestação de serviços comuntários a pagamento de cestas básicas. Kannário chegou na delegacia por volta das 10h desta terça-feira, acompanhado do advogado. De acordo com Uzzum, o depoimento dele foi necessário para a conclusão das investigações do desacato a funcionário público em exercício da profissão. O cantor faltou à primeira audiência que estava marcada para o dia 20 deste mês.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário