ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Eleições 2024: MDB agenda convenção para o dia 05 de agosto em Brumado

Brumado: Eleição para escolha da nova mesa diretora do Conseg será em setembro

Casal de idosos morre em colisão de moto com carro em Caculé

Brumado: CDL realiza nesta sexta (19) o sorteio da Campanha de São João de Prêmios

Clínica Mais Vida amplia quadro de especialistas firmando nova parceria com gastroenterologista/endoscopista

Eleições 2024: PMB declara apoio à pré-candidatura de Guilherme Bonfim a Prefeito de Brumado

Brumado: Polícia Militar realiza operação no trânsito e autua 11 veículos

Servidores do INSS decidem por manutenção de greve na Bahia

TSE pode requisitar tempo de emissoras de rádio e TV para comunicados

Brumado é a 6ª cidade da Bahia com melhor qualidade de vida, diz IPS

Brasil registrou um crime de estupro a cada seis minutos em 2023

Dois celulares são roubados ou furtados por minuto no Brasil

Bahia se torna referência na produção de queijos artesanais

Líder de facção morre em ação policial no município de Capim Grosso

Federação Bahiana de Futebol escala brumadense Celijunior, que morreu há mais de um ano, para o Intermunicipal 2024

Multinacional alemã planeja investir R$ 11 bilhões em nova unidade e gerar 3 mil vagas de emprego na Bahia

Motorista perde controle da direção e carro fica a centímetros de penhasco em Conquista

Comunidade rural na Bahia espera energia elétrica há mais de 20 anos

Ex-governador Nilo Coelho é homenageado com medalha 2 de Julho

Vitor Bonfim entrega Trator para comunidade rural em Brumado


Veja os malefícios de tomar leite de caixa e da ultrapasteurização

Profissionais defendem que o consumo do leite UHT deve ser evitado, pois boa parte das vitaminas é eliminada (Foto: Reprodução)

O hábito de consumir leite de vaca gera controvérsias. Além da discussão sobre o alimento em si, muitas pessoas questionam se existe uma forma que traz mais benefícios ao consumidor: leite de saquinho, caixinha ou em pó. Qual seria o mais nutritivo e com menos malefícios? Há algum tempo, surgiu na mídia o escândalo do leite, com o objetivo de levar ao conhecimento da população as fraudes praticadas na produção do leite UHT, popularmente conhecido como leite de caixinha.

 


O processo do “leite de caixa”


O leite vendido em embalagens cartonadas, em forma de caixa, é processado com temperaturas elevadíssimas (daí vem UHT, ultra high temperature), que podem chegar até 150ºC, o que elimina a maior parte dos micróbios contidos no leite. O leite sofre o processo de ultrapasteurização, sendo aquecido em uma temperatura que é quase o dobro da normal por certo tempo e depois resfriado. Nesse aquecimento, os micro-organismos benéficos do alimento e que auxiliam na digestão também são mortos, reduzindo o seu valor nutritivo. Chamado de leite longa vida, o produto não precisa de refrigeração antes de ser aberto e tem prazo de validade de até vários meses. É importante ressaltar que, ao contrário do que muita gente pensa, os responsáveis pela durabilidade do leite tipo UHT não são apenas os conservantes, mas também o processo de aquecimento.

 

Malefícios do leite de caixinha

Alguns profissionais defendem que o consumo do leite UHT deve ser evitado, pois boa parte das vitaminas do alimento é eliminada durante o processo de aquecimento. O consumo do leite de caixa também gera controvérsias: alguns profissionais não indicam, outros não vêem problemas (e até indicam por conta do cálcio que ele contém), enquanto outros especialistas recomendam que o leite – seja de qual tipo for – seja evitado, pois o cálcio pode ser encontrado em folhas verdes ou no ovo. Há também os problemas de contaminação e baixas nutritivas que podem ocorrer em quase todos os produtos industrializados. Há algum tempo, tornaram-se públicos os procedimentos relatados para fraudar o leite, com a adição de soro de queijo, soda cáustica, peróxido de hidrogênio (água oxigenada), citrato de sódio e uma mistura de água, sal e açúcar. De acordo com um artigo publicado por Ismael Maciel de Mancilha, professor de Escola de Engenharia da USP em Lorena, as fraudes apontadas causam mínimo risco à saúde do consumidor, no entanto, interfere negativamente no valor nutritivo do alimento e deve ser rigorosamente combatida pelos órgãos competentes e pelos consumidores. Ainda segundo o professor, o leite de saquinho garante qualidade nutritiva superior ao leite de caixa.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário