ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumadenses são presos em Goiás por roubo de carga avaliada em R$ 180 mil

Brumado vacina contra a Covid nesta segunda-feira, pessoas de 12 a 17 anos com comorbidades

Bombeiros continuam em combate a incêndios na Bahia

Brumado: Mulher fica ferida após acidente entre carro e moto no bairro Santa Tereza

Vítima de câncer, morre ator Luis Gustavo aos 87 anos

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Vacina da Pfizer não foi causa provável de morte de adolescente, diz governo de SP

Brumado: Tentativa de homicídio é registrada na Vila Presidente Vargas

Nove cidades sofrem com focos de incêndio na Bahia

Em vista a Paratinga, presidente da Câmara de Brumado conhece Associações e projetos importantes

CIB recomenda retomada imediata da vacinação de adolescentes na Bahia

Brumado: Denúncia contra vereador 'Nem' pede cassação do seu mandato na Câmara

Bahia: Estado tem mais de 1,5 milhão de títulos eleitorais cancelados



BUSCA PELO ARQUIVO "05/2018"

Governo publica decreto que autoriza uso das Forças Armadas para liberar rodovias

(Foto: Folha SP)

Foi publicado na noite desta sexta-feira (25), em edição extra do "Diário Oficial da União", o decreto do governo federal que autoriza o uso das Forças Armadas em todo o território nacional, para desobstrução de vias públicas federais. A medida foi anunciada depois da crise gerada pelo movimento dos caminhoneiros, que bloqueiam estradas há 5 dias contra o aumento do diesel. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) prevê ações de desobstrução de vias públicas federais a partir desta sexta até o dia 4 de junho. Ainda de acordo com a publicação, a medida anunciada também inclui: remoção ou a condução de veículos que estiverem obstruindo a via pública; escolta de veículos que prestem serviços essenciais ou transportem produtos considerados essenciais; garantia de acesso a locais de produção ou distribuição de produtos considerados essenciais; medidas de proteção para infraestrutura considerada crítica O decreto autoriza, ainda, a atuação das Forças Armadas na desobstrução de vias públicas estaduais, distritais e municipais, desde que solicitado pelo prefeito ou governador, e se demonstrado a insuficiência da Polícia Militar local para a liberação das pistas. Além do decreto, o governo também publicou portaria que autoriza a Força Nacional a acompanhar a Polícia Rodoviária Federal nas ações para desbloquear as rodovias, interrompidas pela greve dos caminhoneiros, pelo tempo que as manifestações durarem. De acordo com a portaria, a medida pretende garantir a segurança dos manifestantes e da população em geral, e assegurar circulação nas rodovias federais e coibir eventuais atos de violência.

Nesta sexta, o presidente Michel Temer determinou o emprego de forças federais para desobstruir as rodovias, depois que boa parte do movimento ignoraram o acordo assinado com o governo na quinta-feira (24), para suspender a paralisação por 15 dias. Os protestos bloquearam estradas e resultaram em desabastecimento de combustível nos postos e escassez de alimentos nos supermercados. Coordenador do grupo que o governo criou para monitorar a greve dos caminhoneiros, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional Sergio Etchegoyen, que é general do Exército, declarou que o “gatilho” para o uso “enérgico dos recursos legais” foi o “risco de desabastecimento”. Realizadas exclusivamente por ordem expressa da Presidência da República, as missões de GLO ocorrem nos casos em que há, segundo o Ministério da Defesa, "o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem". De acordo com o Ministério da Defesa, nessas ações, as Forças Armadas "agem de forma episódica, em área restrita e por tempo limitado, com o objetivo de preservar a ordem pública, a integridade da população e garantir o funcionamento regular das instituições". Após o anúncio do uso das Forças Armadas nos desbloqueios, o governo informou que que 419 de um total de 938 pontos interditados em rodovias de todo o país (quase 45%) tinham sido liberados até a tarde desta sexta-feira (25). O ministro da Segurança Pública Raul Jungmann explicou que o governo avalia utilizar o instrumento da “requisição de bens”, mas que não tem como foco os caminhoneiros autônomos, mas as empresas. Jungmann disse que a Polícia Rodoviária Federal foi solicitada para fazer escolta de caminhões de abastecimento, porém, ao chegar nas transportadoras, “não havia disposição das empresas de liberar os seus motoristas” para o transporte da carga. “Nosso foco não está sobre o autônomo, sobre o proprietário do caminhão. Nosso foco está naquelas transportadoras, distribuidoras que estão se negando a fazer o transporte de carga. Esse é o nosso foco e porque propusemos esse dispositivo”, disse. A requisição de bens é amparada no artigo 5º da Constituição, inciso XXV, que prevê que “no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano”.

CONTINUE LENDO


26 de Maio: Dia Nacional de Combate ao Glaucoma; saiba como se prevenir

(Foto: Reprodução)

O dia 26 de maio foi instituído pelo Ministério da Saúde como Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, principal causa de cegueira irreversível no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A doença está relacionada ao aumento de pressão do interior do olho, geralmente no nervo ótico, responsável pela visão. O problema é mais frequente em pessoas com mais de 40 anos. Quem tem algum familiar de primeiro grau que já teve glaucoma também tem maiores chances de ser acometido pela doença. A prevenção é a principal forma de combate ao glaucoma. Consultas regulares com médicos oftalmologistas é a melhor forma de evitar a doença, já que não apresenta sintomas até o estágio avançado, em que o paciente já perdeu parte da visão periférica. “Antes de ficar cego, o paciente começa a ter perda da qualidade de vida com a redução da orientação para se locomover. Ele vai perdendo a independência. Começa a se chocar com as laterais dos móveis, a cair, a tropeçar”, exemplifica o médico oftalmologista do CIES Global Diego Ruiz. 

Os procedimentos básicos são a campimetria, que analisa qual o estágio de lesão do campo visual, e a paquimetria, responsável por avaliar a espessura da córnea, que fica fina com a pressão do olho elevada. O mapeamento de retina também ajuda no diagnóstico. O oftalmologista Diego Ruiz lembra de ter recebido paciente de 70 anos cego devido ao glaucoma. O idoso não sabia do que se tratava se tratava, uma vez que aquela era sua primeira consulta com um especialista. Diego comenta sobre as duas maneiras de se tratar o glaucoma: o emprego de medicamentos e a cirurgia. “Ambos os procedimentos são para impedir o avanço da doença, já que não há reversão do caso. Se os colírios forem insuficientes no tratamento, pode ser indicada uma cirurgia para melhorar a drenagem do líquido do olho. Tanto um caso quanto outro são para regularizar a pressão intraocular”. As consultas de oftalmologia nas unidades móveis e modulares do CIES Global contribuem para a prevenção e combate ao avanço do glaucoma. Esses exames acontecem em 6 locais de atendimento na cidade de São Paulo, tanto no programa Hora Certa Móvel quanto no Doutor Saúde. Mensalmente, são realizadas cerca de 4 mil consultas com a realização de exames como mapeamento de retina e tonometria, para os pacientes do SUS encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde.

CONTINUE LENDO


PM nega suspensão de patrulhamento na Bahia e define estratégia de segurança

(Foto: 97NEWS Conteúdo)

A Polícia Militar negou que vá suspender o patrulhamento das viaturas na cidade durante a crise no abastecimento dos postos de combustíveis na Bahia. Em entrevista ao Metro1, o porta-voz da corporação, capitão Bruno Ramos, afirmou que haverá uma série de estratégias para viabilizar a manutenção da segurança nas diversas regiões da capital e do interior do estado.  "Nossas viaturas de emergência não sofreram qualquer impacto desse desabastecimento. Estamos mantendo o abastecimento, inclusive colocando cota máxima nos veículos para que a gente possa ter essa utilização por alguns dias sem nenhum tipo de problema", afirmou o oficial. Segundo a PM, será avaliada a disponibilidade de deslocamento de combustíveis para determinados postos da capital para garantir o abastecimento das viaturas nos próximos dias, principalmente após o fim de semana. Ainda de acordo com o porta-voz da PM, outras modalidades de policiamento serão empregadas durante o desabastecimento. "Vamos priorizar as viaturas em locais estratégicos, vendo o deslocamento por meio do Centro Integrado de Comunicação ou através do acionamento de alguma de nossas equipes. Vamos racionalizar dessa forma, além de outras estratégias e modalidades de policiamento que podemos empregar que não utilizam o combustível derivado do petróleo, como a utilização de drones, o caso de cavalos, bicicletas e até as motocicletas, que consomem uma quantidade de combustível muito menor que os automóveis", declarou.



Fligê 2018 amplia programação e participação de jovens

Divulgação

A Feira Literária de Mucugê (Fligê) chegará à sua terceira edição, no período de 16 a 19 de agosto, com uma grade de programação mais robusta e diversificada, aberta ao público em diferentes espaços da histórica e aconchegante cidade de Mucugê. Às conferências, mesas de conversa, concertos lítero- musicais, lançamento de livros, leituras guiadas, contação de histórias, intervenções artísticas e exibição de filmes e shows, que se constituem em fortes atrativos da feira desde a primeira edição, serão somadas atividades desenvolvidas por alunos da rede pública de ensino, que devem atrair especialmente o público jovem. A Fligê já se notabiliza como a terceira feira literária do estado e uma forte alternativa para interiorizar o incentivo à cultura na Bahia. A curadora da Fligê, Ester Figueiredo acrescenta ainda o fato de se tratar de um evento aberto ao público, totalmente gratuito, que tem atraído pessoas de dentro e fora do país e, especialmente, da região da Chapada Diamantina, onde está situada a cidade de Mucugê. Nesta terceira edição, a Feira literária realizada pelo Instituto Lavra- Literatura Artes Visuais e Outras Realidades Afins -mantém-se custeada com recursos de emenda parlamentar do deputado federal Waldenor Pereira (PTl), do Ministério da Cultura (Minc) e da Secretaria Estadual de Cultura (Secult). Desta vez trará o tema “Literatura e resistência: a vida nos rastros da palavra”, que vai nortear toda a programação. A entrada de atividades culturais desenvolvida por estudantes da rede pública estadual  na programação é uma proposta da Secretaria Estadual de Educação, que também chega para apoiar o evento.  Depois de conversar com o secretário da Educação, Walter Pinheiro, a curadora  Ester Figueiredo esteve reunida, na última segunda-feira (21), com o superintendente de Educação Básica, Ney Campelo, e sua equipe de assessores. O encontro constou de apresentação de propostas de exibição de programas culturais desenvolvidos nas escolas, e definição de espaço a ser utilizado pela SEC no circuito da feira.



AGU pede que STF declare greve dos caminhoneiros ilegal

(Foto: Divulgação)

A Advocacia-Geral da União (AGU) acionou o Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira (25), com pedido de liminar para determinar o desbloqueio imediato de todas as rodovias estaduais e federais, inclusive acostamentos, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia para cada manifestante que descumprir a ordem. Além do motorista se recusar a desobstruir via pública, as próprias entidades responsáveis pela mobilização estão sujeitas a multa de R$ 100 mil por hora. A AGU também pede autorização para o uso de força policial na abertura das rodovias em todo país. O caso segue para relatoria do ministro Alexandre de Morais. “Trata-se de situação de evidente exercício abusivo dos direitos de livre manifestação, de greve por profissionais que exercem atividade considerada como essencial. O limite ao exercício desses direitos fundamentais deriva do próprio Texto Constitucional, que explicita a necessidade de observância à função social da propriedade, em que se incluem os bens públicos de uso comum; bem como impõe a apuração e punição dos responsáveis pelos abusos cometidos no exercício do direito de greve”, diz trecho da ação. Desde o início desta semana, a AGU entrou com ações na Justiça em todo país para obter a desobstrução de rodovias federais durante as manifestações de caminhoneiros. “Como é fato notório, as rodovias federais vêm sendo utilizadas para a realização de protesto de caminhoneiros, com a ameaça e obtenção de efetivo bloqueio e obstrução do tráfego, o que tem sido objeto de questionamentos perante o Poder Judiciário”, destaca a ação enviada hoje ao STF. O bloqueio das rodovias federais e estaduais está no quinto dia sem um acordo de fato firmado, apesar das tentativas de negociação do governo.  A ação ajuizada pela AGU alega que a greve tem gerado quadro de verdadeiro caos nos centros urbanos, em virtude da drástica redução dos estoques de combustível e de gêneros de primeira necessidade. Em pronunciamento no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (25), o presidente Michel Temer (MDB) disse que acionou forças federais para desbloquear as estradas. O emedebista informou que um decreto será assinado a fim de viabilizar o emprego das forças federais para desbloquear rodovias. A Polícia Federal também se pronunciou e informou, por meio de nota, que “já está investigando a associação para prática de crimes contra a organização do trabalho, a segurança dos meios de transporte e outros serviços públicos”. A manifestação da PF foi divulgada após pronunciamento do presidente Michel Temer (MDB) em rede nacional. Até a manhã de hoje (25), havia 23 decisões proibindo obstrução de rodovias federais nos estados do Ceará, Rio Grande do Sul, Sergipe, São Paulo, Paraná, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Goiás, Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba, Rondônia, Distrito Federal e Rio Grande do Sul.



Brumado: Agroamigo realiza 'Calendário do Bem 2018'

Foto: Divulgação

O Instituto Nordeste Cidadania (INEC), através do Programa de Microcrédito do Banco do Nordeste (AGROAMIGO), realizou nesta sexta-feira (25), o Calendário do Bem 2018. O calendário do bem é uma iniciativa que visa, durante o ano de 2018, promover atividades socioambientais tendo como eixo “Educação e Meio Ambiente”. A ação realizada foi um trabalho ambiental de recuperação das matas ciliares às margens da Barragem do Rio do Antônio com a plantação de espécies nativas do local a ser reabilitado, que contou com a parceria da Secretaria de Meio Ambiente do município de Brumado e teve como objetivo incentivar a importância da preservação e conscientização do meio ambiente, responsabilidade de cada cidadão, visando priorizar e contribuir para a diminuição dos problemas ambientais. O Agroamigo tem por missão contribuir no desenvolvimento da agricultura familiar mediante a concessão de microcrédito rural, orientado e acompanhado, de forma sustentável, promovendo o incremento de renda e a melhoria da qualidade de vida das famílias beneficiadas.



Brumado: Prefeitura divulga programação dos festejos do aniversário da cidade

(Divulgação)

São 141 anos de Brumado, vamos comemorar? A prefeitura Municipal de Brumado, através da Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer,   com apoio cultural da Câmara Municipal de Brumado, realizará nos dias 9 e 10 de junho, na Praça da Prefeitura, uma incrível festa em comemoração ao aniversário da cidade. Confira a programação: no sábado, dia 9 de junho teremos a Banda Magnatas, Forró  Aceso e Chris Pimenta. No domingo, dia 10 teremos Rasta Chinela, Fann Estourado e Edi Rossi. Venha se divertir com a gente!



Sindicato comunica que não tem mais gasolina nos postos da Bahia

(Foto: 97NEWS Conteúdo)

O Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniência do Estado da Bahia emitiu um comunicado na tarde desta sexta-feira (25) que chegou ao fim o abastecimento de gasolina e álcool em todos os postos da Bahia. Ainda segundo o Sindicombustíveis, apenas 5% dos postos do estado ainda têm diesel. O problema ocorre em função da falta de abastecimento dos postos, devido à greve dos caminhoneiros em todo o país. 



‘Bairro está esquecido com ruas esburacadas, muito mato, sem UBS e sem quadra de esportes’, afirmam moradores do Esmeraldas

A situação do bairro na área de infraestrutura é precária. O local que era para ser construída uma quadra poliesportiva está tomado pelo mato (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

O cenário do déficit urbano na cidade de Brumado vem sendo um dos maiores desafios das administrações públicas, que alegam que a falta de repasses provocada pela crise, limitou as ações desenvolvimentistas. O 97NEWS vem fazendo uma série de reportagens nesse sentido, as quais comprovam a grande necessidade da população, em especial dos bairros mais distantes do centro. Desta feita foram os moradores do Bairro Cidade das Esmeraldas que entraram em contato com a nossa redação para expressar a forte indignação contra o que eles classificaram de “total abandono”. Segundo o motorista Adriano Ribeiro dos Santos (31) “as ruas estão esburacadas, sem iluminação, o mato e o entulho tomando conta, o que traz ratos e cobras”. Angustiado ele ainda relatou que “estamos realmente esquecidos, só lembram de vir aqui na época das eleições e depois desaparecem”. O aposentado Joelito Pereira da Silva (67), que mora no bairro há 27 anos, declarou que “só estamos na promessa, mas não somos santos para vivermos de promessas, porque a nossa situação é de total abandono, quase nada foi feito. Uma das situações mais revoltantes é na Praça da Ametista, que vem sendo tomada pelo lixo e pelo mato. Não temos unidade de saúde e a quadra poliesportiva que foi garantida até agora nada, tanto que já levaram a placa e o material. Estamos muito insatisfeitos”.



Exército escolta caminhão até Reduc na 1ª ação após anúncio de Temer

(Foto: Reprodução)

Quatro viaturas e quatro motocicletas da Polícia do Exército passaram, no início da tarde desta sexta-feira (25), entre os manifestantes que estão na frente da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), em Duque de Caxias (RJ), fazendo escolta para um caminhão-tanque. Os manifestantes aplaudiram os militares, em apoio à sua presença – em pronunciamento na tarde de hoje, o presidente Michel Temer anunciou que forças forças federais seriam usadas para desobstruir vias bloqueadas pelo movimento dos caminhoneiros. A escolta do caminhão-tanque até a Reduc é a primeira ação neste sentido desde que o presidente anunciou a medida. Segundo informações obtidas entre os próprios caminhoneiros, o caminhão-tanque levará combustível para suprir necessidades de serviços públicos essenciais. Porém, a assessoria do Comando Militar do Leste (CML), não confirmou as informações dos caminhoneiros. De acordo com os caminhoneiros, a disposição da categoria é continuar com a greve, embora não haja intenção de resistir à ação dos militares. "O sentimento é de resistir pacificamente. O protesto é de autônomos, não de empresas. Só queremos os nossos direitos", disse Porfirio Mota, que está com o grupo em uma concentração na Rodovia Presidente Dutra, mas veio à Reduc em apoio aos companheiros.



Pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia usa Tribuna Livre da Câmara para falar sobre projeto Impacto Esperança

(Foto: Eliana Costa | Ascom CMB)

Na manhã desta sexta-feira, 25 de maio, o Pastor Jaldemir Batista dos Santos, membro da Igreja Adventista do 7º Dia de Brumado, fez uso da Tribuna Livre para falar sobre o projeto Impacto Esperança, desenvolvido pela referida igreja, que tem como objetivo principal a distribuição gratuita de literatura incentivando a leitura através de temas que buscam a valorização do ser humano. Durante sua explanação destacou a importância do movimento iniciado em 2006 com a distribuição do livro o Grande Conflito de forma condensada. Na ocasião foram distribuídos 1,2 milhões de livros. Destacou que os adventistas ao realizarem o ato saem às ruas em mais de oito países sul-americanos a fim de distribuírem revistas e livros com mensagens bíblicas à comunidade, tendo para isso um dia especifico. Jaldemir Batista informou que em Brumado esse ato estará sendo efetivado neste dia 26 de maio, quando os membros da igreja entregarão à comunidade o livro “O Poder da Esperança”, que trata sobre temas atuais como: ansiedade, estresse, depressão, entre outros. Ao final de sua explanação o Sr. Jaldemir realizou uma oração pedindo bênçãos a todos os que estavam presentes na sessão, estendendo à comunidade brumadense. Distribuindo também o exemplar do livro a todos. O presidente da Câmara de Vereadores, vereador Léo Vasconcelos agradeceu a presença de todos os membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, destacando a importância do movimento realizado pela instituição religiosa. 



'Senado está de plantão para resolver greve', diz Eunício

(Foto: Reprodução)

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse nesta sexta-feira (25) que o Senado está de plantão para resolver o problema da greve dos caminhoneiros e poderá, inclusive, convocar uma sessão extraordinária a qualquer momento para votar algum projeto que solucione o impasse. Eunício observou que não cabe ao Congresso, mas ao Executivo, interferir na política de preços da Petrobras. — A política de preços da Petrobras não cabe ao Congresso. Cabe ao governo. Agora, a quanto à contrapartida por conta da lei de responsabilidade fiscal de recursos para cobrir essas despesas, nós estamos aqui. Eu me propus a abrir um debate em relação a essa essa questão. O que nós queremos dizer ao Brasil é que o Senado está aqui de plantão, aberto para qualquer discussão em torno dos interesses da população brasileira, que está aflita – disse. Entre as propostas que podem ser incluídas na pauta estão o PLC 121/2017, que regula o preço mínimo dos fretes rodoviários e o projeto que zera até o final do ano a cobrança de PIS/Cofins sobre o óleo diesel, aprovado na quarta-feira (23) pela Câmara dos Deputados. Mas para votar essas propostas, é preciso votar primeiramente seis medidas provisórias que trancam a pauta do Senado: as MPs 812, 813, 816, de 2017, e 817, 818 e 819, de 2018. Segundo Eunício, líderes e senadores estão de sobreaviso: — Tudo que for necessário para encontrar uma solução nessa questão dos combustíveis o Congresso está aberto ao debate. Se o governo mandar agora um projeto de emergência para resolver essa questão eu vou reunir o Senado extraordinariamente para resolver a questão – respondeu.



Presidente do Sindicato dos caminhoneiros na Paraíba diz que Temer acaba de decretar ‘guerra civil’: “O que vier a gente vai enfrentar”

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros na Paraíba, Emerson Galdino, avisou, durante entrevista na tarde desta sexta-feira (25), que a categoria vai permanecer paralisada nas estradas, mesmo com a determinação do Governo Federal de colocar as forças armadas nas ruas. Para ele, o presidente Michel Temer acabou de decretar uma guerra civil. “A gente não está obstruindo a estrada. Nós não estamos impedindo o direito de ninguém, agora eu acho que não é da forma que ele quer e acho que ele acaba de decretar uma guerra civil. A gente não pode obrigar nenhum trabalhador a deixar a paralisação. Todos os caminhoneiros, não só da Paraíba, mas do Brasil, está disposto a enfrentar o que vier, a gente vai enfrentar”, disse. Emerson destacou que a categoria reforça o respeito a todas as autoridades, o exército e a polícia militar. “Ninguém é obrigado a fazer o que não quer”, arrematou. “A gente não teme nem o enfrentamento nem o confronto. A gente espera que isso aconteça. Pelo que vejo ninguém vai abrir de jeito nenhum. Essa intervenção do exército deveria ser pra eles, pra retirar o presidente da cadeira da presidência”, arrematou.



Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

Foto: Reprodução

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (25) que acionou forças federais para desbloquear estradas, ocupadas por caminhonheiros em greve. Ele fez um pronunciamento no Palácio do Planalto. Temer optou por acionar as forças federais depois de se reunir com ministros para uma "avaliação de segurança" no país, já que a greve dos caminhoneiros continuou, apesar do acordo firmado entre governo e representantes da categoria na noite de quinta (24). Em razão da paralisação, há registros de falta de alimentos em supermercados e de combustível em postos de gasolina. O transporte coletivo em diversas cidades foi afetado, indústrias pararam atividades e voos começaram a ser cancelados por falta de combustível nos aeroportos. "Comunico que acionei as forças federais de segurança para desbloquear as estradas e estou solicitando aos senhores governadores que façam o mesmo." Segundo assessoria do Ministério da Segurança Pública, as forças federais incluem: Exército, Marinha, Aeronáutica, Força Nacional de Segurança e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Temer disse que tomou a decisão para evitar que a população fique sem produtos de "primeira necessidade". "Não vamos permitir que a população fique sem gêneros de primeira necessidade. Não vamos permitir que os hospitais fiquem sem insumos para salvar vidas. Não vamos permitir que crianças sejam prejudicadas pelo fechamento de escolas. Como não vamos permitir que produtores tenham seu trabalho mais afetado", afirmou Temer. Os caminhões poderão ser apreendidos e os motoristas, presos. O governo informou que já entrou em contato com governadores, para que as polícias militares também sejam utilizadas na operação para desbloquear rodovias estaduais. 



Brumado: Caminhoneiros defendem ‘Intervenção Militar Já’

O movimento em Brumado defende de forma declarada a intervenção militar já (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

A recente crise sócio-política que vem assolando o Brasil, teve na greve dos caminhoneiros o um grande catalisador, ganhando uma dimensão inimaginável, magnetizando os sentimentos populares de revolta com o atual estado das coisas. Tendo no descrédito com a classe política e a repulsa à corrupção desenfreada o seu principal pilar, os brasileiros resolveram “subir a ladeira da indignação” e protestar de uma forma nunca vista, num movimento que já é considerado um marco histórico na luta por uma nação mais justa. O sentimento de mudança ganhou robustez e fez o brasileiro “sair da toca”, levantar da “cadeira do comodismo” e ir para o front do enfrentamento às mazelas que vêm sendo patrocinadas por governantes consumidos pela praga da corrupção. Neste contexto, o desejo de uma interferência mais contundente também vem ganhando uma forte musculatura e, novamente, o movimento dos caminhoneiros vem sendo um canal para isso, já que o movimento vem apoiando o slogan “Intervenção Militar Já”. A equipe do 97NEWS esteve nessa manhã no acampamento que se tornou o QG do comando da greve em Brumado e pode observar, com muita clareza, essa tendência, onde vários caminhões tinham expressos em suas para-brisas os dizeres “Queremos Intervenção Militar Já”. Em contato com o comando da greve, os líderes confirmaram que “os brasileiros estão apavorados com tudo o que está acontecendo, por isso a melhor solução é a intervenção militar, para colocar ordem nessa baderna que vem sendo causada por esses políticos corruptos que são os grandes culpados por esse caos social que se estabeleceu” e ainda destacou que “tivemos informações que generais deram o prazo até segunda-feira para tudo de normalizar, ou se não irão tomar a nação. É isso que esperamos, pois não dá mais para continuar como estamos, com ladrões no poder e o povo sofrendo”. O movimento também ganhou apoio dos proprietários de vans que também tinham em seus veículos o apoio declarado à intervenção militar, como pode ser visto na foto abaixo:

O movimento ganhou apoio dos proprietários de vans (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Brumado: 5º dia da Greve dos Caminhoneiros confirma união da categoria e repulsa aos sindicatos

O movimento dos caminhoneiros em Brumado ganhou o apoio da sociedade e se tornou ainda mais forte (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

A Greve dos Caminhoneiros em Brumado já considerada um marco histórico da categoria, que se uniu e recebeu um grande apoio da sociedade, que fortaleceu ainda mais o movimento que vem representar a indignação da população com a classe política. Em seu 5º dia, o movimento continua firme e forte, com o comando da greve muito resoluto e garantindo que irão dar continuidade enquanto o governo não voltar atrás na política de preços que controla a venda do óleo diesel. A equipe do 97NEWS esteve mais uma vez, na manhã desta sexta-feira (25) no quartel-general da greve, que fica no entroncamento da BR-030 com a BA-262 e falamos com um dos líderes do movimento, o caminhoneiro Marcos Antônio dos Santos (41) que fez questão de expressar que “o movimento não irá parar, somos incansáveis, estamos preparados para suportar até que o governo zere a CIDE e recue nessa política desumana que está acabando com o Brasil. Infelizmente eles estão se mostrando homens sem caráter e sem temor a Deus, achando que o povo é imbecil, mas nós estamos dando a resposta à altura para eles se conscientizarem que o povo unido jamais será vencido”. Questionado sobre o acordo anunciando com o governo, que teria sido aceito pelo sindicato da categoria, ele foi enfático ao disparar que “primeiramente nosso movimento é autônomo, não apoiamos sindicato, porque eles são políticos também, então, os caminhoneiros que assinaram esse acordo que baseado numa proposta indecente, não nos representam. Como eu disse, sindicato é política e não estamos fazendo política aqui, é um movimento livre, que está tendo todo o apoio da população, que está cada vez mais horrorizada com a classe política”. Ele ainda solicitou que “que o comércio feche pelo menos por duas horas as suas portas e venham nos apoiar, porque essa luta é de todos, para que tenhamos um Brasil mais justo, humano e igualitário. Chegou a hora de darmos um basta a esses abusos, desmandos e a toda essa prática nefasta que vem assolando a nossa nação. Vamos continuar firmes e fortes em nossa luta, pois sabemos que Deus está do nosso lado”.



Em pronunciamento no Legislativo, vereadora Lia Teixeira externa o seu apoio aos caminhoneiros

A vereadora Lia Teixeira destacou a importância dos caminhoneiros para o desenvolvimento do país (Foto: Daniel Simurro | 97NEWS)

Um dos pontos altos da sessão da Câmara de Vereadores de Brumado desta sexta-feira (25) foi o pronunciamento contundente da vereadora Lia Teixeira (PDT), que, de forma, muito emblemática fez uma defesa muito consciente do movimento dos caminhoneiros, prestando todo o seu apoio à categoria. Iniciando a sua argumentação, ela declarou que “as manifestações dos caminhoneiros chamaram a atenção de todo o Brasil. A luta é contra os aumentos abusivos do diesel, dos pedágios, dos impostos e buscam a aprovação do projeto de lei que estabelece um preço mínimo para os fretes de suas cargas que há trinta anos está defasada. O desenvolvimento do nosso país, necessariamente, passa pelas rodas dos caminhoneiros, que carregam com muito esforço e determinação as riquezas produzidas em nosso solo, mas que, historicamente, vem passando por um desgaste e uma falta de reconhecimento do seu valor, pagamento uma conta muito alta por isso”. A parlamentar ainda lembrou que “diante dos grandes prejuízos que os aumentos no valor dos combustíveis vêm causando também ao setor produtivo, declaro o meu apoio ao movimento dos caminhoneiros pela redução dos impostos que vêm sendo aplicados pelo governo, os quais além de abusivos, se mostram desumanos”. E finalizou destacando que “estamos diante da falência do Estado Nacional, dos estados e municípios e a fúria aberta da corrupção que ameaça as nossas instituições, vem destruindo a Democracia, colocando em risco o bem comum e roubando a esperança do povo de um futuro digno e decente. Vamos mostrar a nossa indignação saindo do silêncio e da passividade, vamos mostrar aos governantes maiores que o Brasil que queremos um Brasil sem corrupção, já que somos um povo honesto e que merece ter o pleno direito a dignidade. Chegou a hora de resgatarmos o Brasil. Parabéns a todos os caminhoneiros pela coragem do enfrentamento, todos vocês têm todo o apoio da vereadora Lia Teixeira”.



Embasa recomenda economia de água durante greve dos caminhoneiros

Foto: Conteúdo l 97News

Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) recomendou, nesta sexta-feira (25), que a população baiana economize água durante a greve dos caminhoneiros, que já dura cinco dias. De acordo com a empresa, a greve dificulta a entrega de produtos químicos usados no trtamento da água distribuída para a população e também, por conta dos bloqueios nas estradas do país. A empresa disse, ainda, que, por conta de escassez de combustível nos postos, a empresa está priorizando a realização de serviços de manutenção programados e emergenciais que sejam mais urgentes e inadiáveis.



Grupo de jovens realiza evangelismo no centro de Brumado

O grupo de jovens chama a atenção nas ruas de Brumado (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Em um mundo cada vez mais conturbado, onde a maldade é cada vez maior, as mensagens de esperança são sempre bem-vindas. Foi justamente isso que um grupo de jovens evangélicos vem realizando no centro de Brumado, levando as boas-novas do Reino e anunciando que existe salvação para a humanidade. Liderados pelo jovem operador de máquinas Sandro Moraes (24), o qual reuniu jovens e adolescentes para transmitir a mensagem da Cruz. A atuação do grupo vem chamando a atenção, já que eles são intrépidos e não têm receios de chamar as pessoas para levar uma palavra de fé e transformação. Sem o sectarimso que é tão comum à essas ações, os jovens não defendem placas denominacionais, mas sim a salvação por meio da fé. O que também se destacou é que com a greve dos caminhoneiros o clima é de apreensão e até de pessimismo na cidade e quando os populares se deparam com o grupo evangelizando, o sentimento de esperança ressurge.



'Maio Amarelo': Tiro de Guerra recebe visita da SMTT

Foto: Divulgação

Na quinta-feira (24), o Tiro de Guerra 06-024, dando continuidade as atividades do Maio Amarelo, recebeu a visita do coordenador de educação no trânsito da Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Jansen Ricardo, onde basicamente abordou temas falando de um conjunto de ações preventivas que envolve todos os atores (motoristas, pedestres e ciclistas) para tornar o trânsito um lugar mais seguro, evitando acidentes e mortes. Destacou ainda, que os acidentes de trânsito representam a maior causa de morte de jovens entre 15 e 29 anos no mundo. No Brasil, pessoas entre 20 e 29 anos representam 38% das vítimas de acidentes de trânsito. Os adolescentes a partir de 14 anos são a segunda categoria de vítimas jovens no trânsito e, anualmente, no Brasil, cerca de 7 mil crianças com idade até 7 anos ficam inválidas permanentemente.