ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Operação apreende carne comercializada irregularmente no Mercado Municipal de Livramento

Suspeito de agredir idoso em rua é preso após se apresentar em fórum

Provas do Encceja acontece neste domingo (25)

Feira: Cerca de 100 kg de maconha são apreendidos pela PRF

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Projeto de Lei que retira direito de votação para o cargo de diretor em escolas municipais é aprovado na Câmara sob protestos

Homem é preso suspeito de estuprar criança de 8 anos no norte da Bahia

Brumado: Feirantes não aderem à movimento e manifestação tem poucos participantes

Governo Federal suspende recursos para vigilância em Saúde de 9 cidades baianas

Comerciantes debatem sobre impactos do estacionamento rotativo, em Brumado

Operadora Vivo deixa milhares de clientes sem sinal em Brumado

Policiais Militares da 34ª CIPM participam de palestra sobre funções militares

ONGs preveem onda de ações na Justiça contra Bolsonaro por queimadas

Homenagens marcam cerimônia da Semana do Soldado em Brumado

Motociclista fura bloqueio da PM em Livramento de Nossa Senhora e sofre acidente

Privacidade de dados pessoais dos brasileiros pode ter sido violada pelo Google; diz Senacom

Idoso morre após ser agredido com golpes de facão depois de discussão com enteado

O grupo 'Arte na Praça' convida você e sua família para a 3ª Feira de Artes em Brumado

Bahia: Operação desarticula esquema que sonegou R$ 25 milhões em ICMS


Brumado: Servidor público é exonerado por gravar áudio criticando atual gestão e sair em foto de rival do prefeito

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O servidor público Robson Wilson, o "Galego", foi exonerado do cargo no dia 25 de fevereiro após gravar áudios criticando alguns vereadores e a atual gestão do prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB), por não terem apoiado o Campeonato do bairro São Felix, realizado no último mês. O pedido reforçado de exoneração do funcionário veio do auto escalão do paço municipal, após uma foto do atual opositor do prefeito, o então ex-prefeito, Geraldo Azevedo vazar na internet. No registro, é possível ver "Galego" ao fundo sem esboçar nenhuma pose, o que comprova que o funcionário não fazia parte daquele momento, considerado pelo grupo do prefeito, como apoio ao opositor. Em entrevista ao 97NEWS, Galego falou da exoneração e afirmou, em nenhum momento ele pediu para ser efetivado no quadro da Secretaria de Educação, Esporte e Cultura. "Após o Campeonato Brumadense de 2018, me chamaram para trabalhar na prefeitura, fizeram uma reunião, e eu não aceitei o pedido. Mas após a insistência deles eu aceitei, mas sem nenhum cunho político", relatou Robson. 

A foto da discórdia - Foto: Reprodução l Redes Sociais

Reafirmando o seu pensamento no quadro político atual, Galego destacou que não mentiu ao gravar o áudio e disparar nas redes sociais. "Eu não menti, os vereadores só aparecem no bairro de quatro em quatro anos. Eu falei a verdade", afirmou. Ao ser questionado sobre a participação do ex-prefeito, Geraldo Azevedo no evento como cunho político, Galego ponderou e disse, "eu não o convidei para o evento, mas como ele tem o direito de ir e vir, nós da organização não poderíamos proibir ele de assistir o Campeonato", ressaltou e completou dizendo que o ex-prefeito foi convidado a entregar o troféu por um patrocinador. "Ele participou só na entrega do troféu, ai tiraram aquela foto. Mas para mim não é comprometedora. Não considero um ato político", disse ao 97NEWS, o servidor exonerado. Ainda segundo Galego, nenhum político fez o uso da oratório no microfone, uma decisão tomada por eles antes da final do Campeonato. "A nossa comissão resolveu que, como nenhum vereador ou prefeito apoiou o Campeonato, não abriríamos espaço para nenhum deles. E assim foi feito", finalizou Galego. A prefeitura ainda não se manifestou sobre o afastamento do servidor público que trabalhava no Estádio Gilberto Cardoso.



Comentários

  • Genilson Pereira

    "Quero aqui deixar a minha indignação pelo ato feito pelo "alto escalão" como mencionaram na matéria. Em um determinado trecho da matéria o senhor Robson Wilson disse: em nenhum momento ele pediu para ser efetivado no quadro da Secretaria de Educação, Esporte e Cultura. Me chamaram para trabalhar na prefeitura, fizeram uma reunião, e eu não aceitei o pedido. Mas após (a insistência deles) eu aceitei, mas sem (nenhum cunho político). Na minha opinião isso não passou de uma falta de respeito, porque o mesmo disse: Mas “ após a insistência deles eu aceitei ”, mas sem nenhum cunho político. Entenderam ou precisa que eu faça um desenho explicando que o senhor Robson Wilson disse: aceitou sem NENHUM CUNHO POLÍTICO? E como vai ficar a situação prefeito? Para um gestor que não ouve as sugestões, não busca saber as necessidades locais da população, do que vai adiantar comandar uma cidade com tantas situações difíceis como Brumado? Não esqueça do lema prefeito, que pelo visto você não utiliza: Educar para libertar. "

Deixe seu comentário