ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Construção de sede da Unidade do Corpo de Bombeiros em Brumado aguarda liberação do Grupamento de Bombeiros de Vitória da Conquista

Conquista: Aeroporto Glauber Rocha marca nova fase no turismo de negócios

Brumadense que pesava 140 kg, perdeu 50 kg com exercícios e dedicação

Morro do Chapéu: Caçador mata jiboia de 3 metros em e encontra veado na barriga

Brumado: Secretário diz que ponte entre os bairros Dr. Juracy e São Jorge tem previsão de entrega para três meses

Brumado: Justiça Estadual realizará leilão de imóveis e veículos no dia 25 de julho

Líder de grupo terrorista revela plano para matar Presidente da República, diz revista

Homem arranca órgão genital do amante da esposa com tesoura após flagrar traição

Reumatologia é na Clínica Master com Dr. Kayson Lima

Brumado: Escritor José Walter lança mais dois livros; 'Bissextas' e 'Cartas Trocadas'

Inusitado: Motorista abandona carro após ser parado em blitz na Praça da Prefeitura, em Brumado

Aeroporto Glauber Rocha: Presidente Bolsonaro rebate; 'Dinheiro é do povo, não meu, nem de Rui Costa'

Animal solto na pista causa acidente e deixa motociclista ferida no anel viário da BR-030, em Brumado


Brumado: Moradores culpam empresa vencedora de licitação por não ter iniciado as obras de recuperação da Cleóbulo Meira Leite

As obras ainda não se iniciaram e a preocupação dos moradores é cada vez maior (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

A novela envolvendo a recuperação da Av. Cleóbulo Meira Leite, conhecida como antiga estrada do Esconso, que já teve muitos capítulos, ainda parece bem distante do final, pois, quando se encaminhava para o seu epílogo, com a realização da licitação há cerca de 4 meses atrás, que teve uma empresa vencedora para a realização dos serviços, a mesma, até o momento, segundo os moradores, não realizou nada. Com orçamento em cerca de R$ 700 mil, as obras são um dos grandes anseios da comunidade, já que a referida via está totalmente esburacada e com sua trafegabilidade extremamente prejudicada. Diante desse impasse, os moradores estão cada vez mais preocupados, pois estão temendo que as verbas possam retornar ao governo do estado, que é o responsável pelas obras. Segundo o representante dos moradores, o radialista Marquito Gomes “a preocupação é cada vez maior, pois com os sucessivos anúncios de que o governo da Bahia está sem dinheiro tememos que as verbas possam retornar e a obra não ser feita”. Ele ainda destaca que “a situação é muito mais complexa do que se imagina, ainda mais que a vida humana está em risco, pois com as péssimas condições da via, o risco de acidentes é muito grande”. Os moradores esperam contar com o bom senso da empresa para que ela iniciei o quanto antes as obras.

A situação de precariedade é notória (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário