ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: ‘Os vereadores do bairro são oposição, mas o povo tem que ser a situação da vez’, protestam moradores da Benjamim Santos

Lia Teixeira comemora assinatura do convênio da FUNASA para inícios das obras do sistema de abastecimento de Cristalândia e região

Brumado: Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes intensifica ações em frente às escolas

Avicii, DJ e produtor sueco, morre aos 28 anos

Vereador Elias Piau faz requerimento verbal ao Executivo solicitando a capina e a limpeza de vários bairros da cidade

Coordenador do Polo da UAB/Brumado participa de 'Encontro do Fórum Nacional de Coordenadores Estaduais' em Gramado (RS)

Brumado: Vacinação contra gripe começa na próxima segunda-feira (23)

Destruída pelas chuvas há cinco meses, motoristas apontam perigo causado por buracos na Av. Lindolfo Brito

Moradores da Rua São Judas Tadeu, no bairro São Jorge pedem com urgência a pavimentação da via

Jacobina: Professora aparece em vídeo gravado por ela mesma ameaçando criança em creche

Brumado: Prefeito, vice e 7 vereadores anunciam apoio à pré-candidatura de Márcio Moreira

Itagibá: Ciganos são detidos com armas, carros, joias e mais de R$ 18 mil

Com acúmulo de reclamações Coelba lança novo aumento no domingo (22)

Vitória derrota Internacional nos pênaltis e se classifica para as oitavas da Copa do Brasil

Decisão unânime de Turma do TRF1 confirma bloqueio de 20 mi do Fundef recebidos por Paratinga (BA)

Brumado: Passagem de nível será a primeira do país com as novas normas da ANTT

Fann Estourado chama a atenção de produtor musical com reconhecimento nacional e irá gravar seu novo sucesso com ele

Brumado: Motociclista tenta desviar de cão, cai da moto e sofre ferimentos na Virgílio Costa Ataíde

Adolescente e criança quase são atropelados por uma caminhonete na BA-148, próximo à Lagoa do Arroz

Internet Wi-Fi vs Li-Fi: conheça diferenças e semelhanças entre conexões


Câmara aprova mudanças nas regras para transporte de animais domésticos

(Foto: Reprodução)

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou proposta que garante aos proprietários de animais domésticos o direito de transportá-los nas linhas regulares nacionais, interestaduais e intermunicipais de transporte terrestre, aéreo e aquaviário (PL 274/15). O texto do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) determina que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deve expedir normas e estabelecer padrões mínimos de segurança, higiene e conforto para o transporte de animais domésticos. Como tramita em caráter conclusivo, a proposta segue agora para o Senado, a menos que haja recurso para que seja votada pelo Plenário da Câmara.

A proposta aprovada determina que o peso do animal não seja incluído na franquia da bagagem, mas permite que a empresa cobre valor adicional pelo transporte do animal de estimação, de acordo com critérios determinados pela agência reguladora competente. O relator, deputado Antônio Bulhões (PRB-SP), apresentou parecer favorável ao texto pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa. Ele também manteve as alterações apresentadas pela Comissão de Viação e Transportes. “Assim, no que toca à constitucionalidade material e à juridicidade, o projeto de lei principal, seus apensos e o substitutivo da Comissão de Viação e Transportes estão em harmonia com os princípios e regras constitucionais vigentes. Ademais, as proposições estão em harmonia com o direito e o ordenamento jurídico pátrio”, defendeu. O texto estabelece que para ter direito ao transporte do animal doméstico, o proprietário deverá apresentar documentos comprobatórios da sanidade do animal, atestando as boas condições de saúde no período de 15 dias antes da data de embarque; e carteira de vacinação atualizada, com pelo menos as vacinas antirrábica e polivalente. A proposta exige que os animais sejam acondicionados em caixas de transporte apropriadas ou similares durante toda a sua permanência no veículo, devendo ser transportados em local e na forma definida pela empresa de transporte, de modo que lhes ofereça condições de proteção e conforto. O substitutivo garante ao deficiente visual o direito de ingressar e permanecer acompanhado de cão-guia nos transportes, independente do peso do animal e do pagamento de tarifa. O texto também permite que o animal doméstico de até oito quilos seja transportado na cabine de passageiros, a critério da empresa de transporte, limitado até dois animais por veículo a cada viagem, devendo ficar em compartimento apropriado. A proposta proíbe o transporte de animais domésticos em via terrestre por mais de 12 horas seguidas sem o devido descanso; e de animal fraco, doente, ferido ou em adiantado estado de gestação, exceto na hipótese de atendimento de urgência e desde que a empresa transportadora tenha condições técnicas de realizar o transporte. O usuário terá o embarque recusado ou determinado seu desembarque quando transportar ou pretender embarcar animais domésticos em desacordo com o disposto na lei. A empresa de transporte aéreo poderá condicionar ou se recusar a transportar animais domésticos por questões específicas relativas à saúde e à segurança dos animais, desde que apresente documento emitido por médico veterinário justificando as razões que desaconselham o transporte.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário