ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Palmeiras vence Flamengo na prorrogação e conquista 3º título da Libertadores

Brumado: Calçamento cede e caminhão fica com a roda presa no buraco no bairro Baraúnas

Caetité: Município volta registrar morte por Covid-19; uma mulher de 78 anos

Não há casos da nova variante identificados no Brasil, diz ministério

Brumado: SESOC discuti criação o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

'Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown', diz Presidente

27 de Novembro - Dia Nacional de Combate ao Câncer alerta para a prevenção da doença

Caculé: Família procura por advogado de 47 anos que está desaparecido

Suspeito de estuprar mulher após simular sessão espiritual é preso na Bahia

PMs são acusados de extorquir R$ 200 mil de família de ciganos

Criado em 1979, Tiro de Guerra de Brumado completa 42 anos

Brumado: Mais bancários, menos filas; Sindicato denuncia demissões nas agências bancárias do Sudoeste

Sem considerar pandemia, expectativa de vida do brasileiro sobe para 76,8 anos

Episódio #004 Tema Livre Podcast está imperdível com o radialista Kaká.

Sindicato dos bancários garante mais uma reintegração no Bradesco

Brumado: Blitz educativa da SMTT orienta condutores sobre o uso do cinto de segurança e 'jugular' no capacete

Colaboradores da Maxxnet doam sangue no Hemoba de Brumado

Brumado: Inadimplentes podem procurar agência dos Correios para o 'Feirão Limpa Nome'

Pai é preso por dever R$ 14 mil de pensão alimentícia na Bahia

Especialistas sugerem fiscalização extra nas urnas eletrônicas para combater fake news


Brumado: Guardas municipais recebem pedradas no Mercado Municipal

Os guardas tiveram que se abrigar para não serem atingidos pelas pedras, que acabaram destruindo vários balcões dos açougues (Foto: Marcos Paulo 97NEWS)

Após a intensificação das ações dos guardas municipais no Mercado Municipal, os atos de violência começaram a diminuir, mas, neste domingo (28), uma retaliação por parte de um menor que vem aterrorizando os barraqueiros, voltou a dar um tom mais sinistro ao local. Tudo começou quando o referido elemento foi receber a “taxa diária” que é cobrada dos comerciantes do local, uma espécie de “pedágio” para não serem roubados. Os guardas percebendo a ação pediram para o menor se ausentar do local, foi quando ele, num ato de revolta, começou a jogar inúmeras pedras nos guardas, fazendo com que os mesmos tivessem que correr do local. Vários estabelecimentos foram atingidos, causando prejuízos aos açougueiros. Segundo os guardas, o fato deles não terem autorização para usar uma arma de fogo faz com que os menores não os respeitem e pratiquem esse tipo de ação.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário