ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Serviço de primeiro emplacamento só poderá ser realizado após a confirmação de dados

Brumado: Adolescente de 13 anos diagnosticada com tumor no cérebro aguarda por uma vaga em uma UTI avançada

Novo carregamento da vacina pediátrica da Pfizer chega ao Brasil

Mulher doa rim para namorado e homem acaba relacionamento após traí-la

Guanambi: Duas pessoas são conduzidas à delegacia por furto de energia

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Euclides da Cunha: Mulher é achada morta dentro de imóvel com sinais de enforcamento

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Brasil registra 84 mil casos de Covid e cerca de 1 milhão em uma semana

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Guanambi: Prefeitura habilita 10 leitos clínicos para tratamento da Covid-19 e mais 10 leitos de suporte à UPA

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Bahia atinge 18.314 casos ativos de Covid-19 e registra 18 mortes pela doença

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira


Filha do prefeito de Cipó recebe Bolsa Família, aponta relatório da CGU

Auditorias realizadas este ano pela Controladoria-Geral da União em 60 cidades brasileiras identificaram irregularidades na aplicação dos recursos por parte das prefeituras no Bolsa Família e na construção de creches, pré-escolas e Unidades Básicas de Saúde. As três iniciativas são bancadas pela União, mas executadas em conjunto as administrações municipais, que recebem a verba federal sob uma série de condições, como a entrega de documentos para o começo de uma obra, a comprovação de que o projeto está em execução ou o envio de uma lista de beneficiários. Entre as ilegalidades apontadas pela CGU, aparece até mesmo a filha de um gestor como beneficiária do Bolsa Família. De acordo com a Folha de S. Paulo, a filha do atual prefeito do município baiano de Cipó, Romildo Ferreira Santos (PSD), recebe dinheiro do programa. Segundo o relatório do órgão – que não cita nomes – ela recebia mensalmente R$ 102 e sua renda per capita familiar era superior ao teto estabelecido pelo programa. O mesmo documento afirma que a prefeitura de Cipó alegou ter cancelado o benefício em 6 de março deste ano. O Município, porém, não apresentou documentos para comprovar a suspensão do pagamento.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário