ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Em nova ação em prol da zona rural de Brumado, Zé Carlos de Jonas participa de cerimônia junto com o governador Rui Costa

Brumado: Mais uma obra da Embasa atrapalha o desenvolvimento urbano da cidade

Deputado Daniel Almeida garante recursos para o São Pedro dos Olhos d’Água

Brumado: Prefeitura antecipa 50% do 13º salário dos servidores para o dia 20 de junho

Donos de lotéricas cobram o fim de impasse entre a Caixa Econômica e Coelba; empresários pedem a população para acionar o Ministério Público

Alternativa FM em Luto: Faleceu na noite desta segunda-feira a 'Dona Neuza' mãe do secretário Ivan Oliveira

Salvador: Policial é preso por negociar armas com suspeitos de tráfico

Equivocados: Brasil tem a 2ª população mais fora da realidade do mundo

Crea realiza da Caravana BIM em Brumado e mais 16 cidades da Bahia

Comandante da PM não confirma que mortes em Feira tenham relação com homicídio de policial

Salvador: Homem é preso em flagrante acusado de espionar mulheres em banheiro de igreja

Forró do Sítio Novo 2018: Valeu Brumado!

Agricultores de Palmas de Monte Alto recebem trator agrícola

‘Sertânia’: Filme que retrata o cangaço está sendo rodado em Brumado

RotSat: Contrate o rastreamento de seu veículo ou de sua frota onde você tem confiança e qualidade

Brumado: Coelba vai autorizar novos postos de pagamento para conta de luz; transtornos continuam

Brumadense é preso transportando cocaína na BR-030, próximo a Caetité

Fonoaudiologia na Clínica Master com Drª Marcela Cássia

Conquista: Lojistas protestam contra feira de negócios

Mega-Sena acumula e pode premiar R$ 35 milhões na próxima quarta


Baiano de Ubaitaba, Isaquias Queiroz é consagrado com o prêmio Brasil Olimpíco

O baiano da Chapada Diamantina, o primeiro atleta brasileiro a ganhar medalhas em uma só Olimpíada (Foto: Reprodução)

Prêmio Brasil Olímpico de melhor atleta masculino foi para o baiano de Ubaitaba Isaquias Queiroz, que iniciou as suas atividades na canoagem no Rio de Contas (foto abaixo). O primeiro atleta do país a ir ao pódio três vezes na mesma Olimpíada, com duas pratas (C1 1000m e C2 1000m) e um bronze (C1 200m), anunciou que iria quebrar o protocolo e desceu do palco e pediu a sua namorada em casamento. Ela disse o famoso "sim" e se levantou para receber o anel de noivado.- Para quem não sabe, ela está grávida de quatro meses. Vai ser menino e vai ser atleta com certeza - brincou o atleta, para aliviar o nervosismo. O discurso, no entanto, não se resumiu ao momento romântico. Isaquias também fez um agradecimento especial a Jesus Morlán, seu treinador, que luta contra uma doença grave. - Estava disputando com grandes atletas. Serginho, me inspiro muito nesse cara. Thiago Braz fez história. Queria dedicar esse troféu a meu treinador, Jesus Morlán. Se não fosse ele, não teria esse troféu. Todos sabem da situação que ele está passando, se Deus quiser vai sair dessa - acrescentou, referindo-se à cirurgia para retirada de um tumor no cérebro do treinador.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário