ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Homicídio na madrugada deste domingo (22)

Caminhão limpa fossa cai na represa de esgoto em Livramento de Nossa Senhora

Salvador: Primeira Maratona tem 3,5 mil inscritos e prefeitura quer tornar evento um dos maiores do Brasil

Apesar de fundo de R$ 1,7 bi, líderes partidários afirmam que caixa 2 continuará a existir

Conquista: Oficina sobre Desenvolvimento Social, Políticas para Mulheres e Igualdade Racial reúne 31 municípios da região Sudoeste

Proximidade das eleições de 2018 fez estados desistirem de privatizações

Está chegando a hora: Mega Estrutura da Arena Safadão começou a ser montada na manhã deste sábado (21)

Guarda Municipal de Brumado realiza a distribuição de milhares de brinquedos arrecadados na Campanha 'Doe brinquedos e ganhe sorrisos'

Jovem é morta a tiros na noite desta sexta em Poções; Vítima foi identificada

`A educação pública brasileira está sendo dilapidada´, afirma Waldenor

Justiça nega habeas corpus à empresário brumadense `Cézar de Lim´

Oito pessoas são presas em flagrante durante operação contra pedofilia em Salvador

Com Finados chegando, situação da infraestrutura do Cemitério Jardim Santa Inês é crítica; terceirização é provável

Casal de pastores é indiciado por estupros: 'Sacrifício de Abraão'

Estudantes mortos em escola serão enterrados neste sábado (21)

'Infelizmente, o candomblé continua sendo alvo de discriminação religiosa em Brumado', afirma babalorixá Dionata de Xangô

Vereadora Lia Teixeira: 'os enfermeiros da rede pública são fundamentais para o bom andamento da Saúde de Brumado'

Esgoto rompe bem debaixo de poste da Coelba no Brisa IV

Brumado: Enfermeiros da rede pública vão ao Legislativo pedir apoio dos vereadores em defesa do SUS

Goiânia: Filho de PM que sofria `Bullying´ atira em colegas dentro de escola e deixa dois mortos e feridos


Economia: Oito pessoas concentram mesma riqueza que a metade mais pobre da população mundial, diz ONG britânica

Homem conta notas de dólar e euro. (Foto: Reuters)

Oito pessoas no planeta possuem tanta riqueza quanto a metade mais pobre da população mundial, situação "indecente" que "exacerba as desigualdades", denuncia a ONG britânica Oxfam em um relatório publicado antes do Fórum Econômico Mundial, que começa na terça-feira (17) em Davos. "É indecente que tanta riqueza esteja concentrada nas mãos de uma minoria tão pequena, quando se sabe que uma em cada dez pessoas no mundo vive com menos de US$ 2", afirmou uma porta-voz da Oxfam, Manon Aubry. O relatório, intitulado "Uma economia a serviço dos 99%", revela "como as grandes empresas e os indivíduos mais ricos exacerbam as desigualdades, ao explorar um sistema econômico desfalecente, sonegando impostos, reduzindo salários e aumentando os rendimentos para os acionistas". A Oxfam, que tradicionalmente denuncia as crescentes desigualdades por ocasião do Fórum de Davos, adverte neste ano sobre "a pressão exercida sobre os salários em todo o mundo", assim como os benefícios fiscais das empresas ou o recurso a paraísos fiscais. "As empresas otimizam seus lucros, especialmente aliviando o máximo possível sua carga fiscal, privando os Estados de recursos essenciais para financiar as políticas e os serviços necessários para diminuir as desigualdades", destaca o documento. A ONG, que se baseia em "novas informações mais precisas sobre a divisão da riqueza no mundo", convoca os governos a reagir promovendo uma economia mais humana. "Quando as autoridades políticas deixarem de estar obcecadas pelo PIB, se concentrarem no interesse de todos os cidadãos e não apenas de uma elite, será possível um futuro melhor para todas e todos", afirma Aubry. No ano passado, a Oxfam havia denunciado que o patrimônio acumulado do 1% mais rico do mundo havia superado em 2015 os 99% restantes com um ano de antecedência em relação ao previsto.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário