ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Secretaria de Educação divulga lista de alunos contemplados no sorteio eletrônico da rede municipal de ensino; Veja

Duplo homicídio é registrado na tarde desta terça-feira (21) em Aracatu

Saiu mais um ganhador do 'Show de Prêmios' da Locar Rápido!

SMTT realiza mudanças no sentido de via nas Travessas Moreira e Manoel Meira Clemente Sertão, centro de Brumado

Brumado: Secretaria de Educação realiza sorteio eletrônico de matrículas para rede municipal 2020

Brumado: Polícia Militar recupera mais uma motocicleta roubada

Crimes contra o patrimônio lideram ranking de registros em Brumado

Número de casos suspeitos de intoxicação por cerveja sobe para 21; 4 mortes já foram confirmadas

Endocrinologista Pediátrica da Clínica Mais Vida fala sobre os cuidados com as crianças diabéticas no retorno às aulas

Ônibus da empresa Novo Horizonte pega fogo e passageiros saem às pressas de veículo

Meteorologia prevê possibilidade chuva esta semana em Brumado e Região

Vitória da Conquista

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Rio de Pires: Polícia localiza explosivos e suspeito morre em confronto

Lagoa Real: Acidente na BA-940 deixa uma pessoa morta e três feridas

Conquista: Carga de gado avaliada em mais de R$ 60 mil é recuperada pela polícia

Brumado: Motorista foge de abordagem policial e é detido com drogas e veículo com restrição


Brumado: 'Estamos no início do ano e a Embasa já mandou o consumo do mês de fevereiro', relata morador do bairro São Jorge

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Desde que recebeu a conta do mês de janeiro deste ano, o zelador Ademir Ferreira Souza, morador da Rua Santa Rita de Cássia, no bairro São Jorge viu a sua conta de água ser multiplicada tendo o mesmo consumo de antes. Intrigado com o valor cobrado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa), o zelador cogitou a hipótese de um vazamento, mas logo chegou a conclusão que o erro era da companhia. “Acabamos de pagar o talão de água e não tem 9 dias que usamos a água, e a [Embasa] já mandou o do mês de fevereiro com o mesmo valor absurdo. Se nem acabou o mês, com eles fazem isso? Acho um absurdo”, explica ao 97NEWS. Segundo eles, o problema é que o parâmetro de comparação da Embasa não condiz com a realidade. “A média que eles alegam no mês de janeiro, é de 22 metros cúbicos de água, sendo que eu comecei a usar agora, apenas nove dias, até ai eu intendo. Mas como eles já calculam o mês de fevereiro se eu ainda nem usei?”, conta. Ou seja, usaram a mesma média de consumo e Ademir vai pagar pelo que ainda não consumiu. Além disso, o consumidor alega que a média dos meses anteriores foram bem inferiores com os meses recentes. “Entre os meses de setembro a dezembro a minha média de consumo era de 16 a 19 metros cúbicos de água. Como que no início do ano essa média subiu tanto”, afirma. Segundo Souza, ele já procurou a Embasa para esclarecer o assunto, mas que ninguém soube explicar. "Já fui no órgão, eles não resolveram, isso é um absurdo, se eles não resolverem vou acionar o direito do consumidor", conta o morador que acrescentou dizendo, "eles não estão colocando pessoas para fazer a leitura do relógio, estão usando a leitura do mês anterior e jogando na seguinte, isso tá errado", desabafa o zelador.



Comentários

  • Alex

    "Olhe o período de consumo (09/12/2019 a 09/01/2019) da conta e essa taxa de esgoto aí hein, ta louco... EMBASA abusa mesmo."

  • nilva

    "um absurdo mesmo em casa tá assim mas ninguém faz nada vamos nos reunir e fazer uma baixa assinada no somos nós que devemos pagarmos funcionários "

  • Nei Pereira Almeida

    "Como falou o colega acima ,o que vale é o período de consumo que nesse caso foi de 09/12/2019 a 09/01/2020 ,a data do vencimento que é pra fevereiro,mas a taxa de esgoto está absurdamente cara ."

  • Joao

    "No bairro residencial brisas também tá assim cobrando antis mesmo de usar e também quase todo fim de semana falta água no bairro,quero saber quem responde por isso"

  • Amaury

    "Isso chama desorganização da entidade pública, já fiz uma reclamação sobre isso mas até o momento eles só mostram incapazes de resolver esse erro no detalhando do consumo na conta, a leitura feita em janeiro 2020 o correto seria o consumo de dezembro de 2019 e não fevereiro de 2020."

  • Luciene

    "Aqui na casa da minha Mãe e na casa de alguns moradores aqui no campo seco 1 está a mesma coisa isto é um absurdo uma falta de respeito com a população ."

Deixe seu comentário