ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Botijões de gás são flagrados sendo transportados irregularmente

PRF resgata aves silvestres transportadas irregularmente em bagageiro na BR-116 de ônibus

Conquista: Manifestantes lotam frente do Fórum da cidade e pedem justiça pela morte do estudante e motorista de aplicativo

Brumado: Superintendente de Trânsito desmente situação de 'bullying' na SMTT

Brumado: Moradores da Vila Presidente Vargas denunciam envenenamento de gatos

Brumado: Bandidos entram em residência e levam R$ 2 mil em joias no bairro Ginásio Industrial

Jovem morre em acidente de moto na zona rural de Aracatu

Carga com mais de 3 toneladas de maconha é apreendida pela PRF na BR-116

Brumado: Após tentar disparar contra PM, suspeito acaba sendo alvejado próximo à Prefeitura

Incêndio florestal em Rio de Contas é controlado por bombeiros

Novembro Azul: Pax Nacional apoia esta ideia

Acusados pela morte do estudante de odontologia e motorista de aplicativo são presos em Vitória da Conquista

RotSat: Rastreamento veicular com qualidade, eficiência e segurança

Família procura por aracatuense, desaparecido há 7 dias

Grave acidente entre os municípios de Tanhaçu e Ituaçu deixa uma vítima fatal na BA-142

PodoClin, Podologia Avançada em Brumado

Brumado: Conseg apresenta projetos em combate a violência contra a mulher

Tremor de terra assusta moradores de cidades do interior do Estado

Inep proíbe o uso de celular a aplicadores do Enem

Mãe é presa suspeita de jogar água quente na filha de 16 anos durante briga


Brumado: Queimadas provocadas por agricultores preocupam moradores da zona rural

Foto: Luciano Santos l 97News

Queimadas para plantio preocupam moradores da zona rural. Com as altas temperaturas registradas no fim do mês de outubro e no início do mês de novembro -- período que também se aproxima à época das chuvas --, deixa alguns moradores da região rural de Brumado com a atenção redobrada. Isso porque nesse período é comum o aumento de registros com queimadas nas propriedades rurais do município. Com as chuvas de fim de ano se aproximando, agricultores da cidade, aproveitam o forte calor para desbastar o solo. Mas o que poucos não sabem, esse também é o momento de maior risco para incêndios de grandes proporções, que se não forem controlados, podem causar prejuízos a flora e fauna da nossa região, o Sertão Produtivo. Buscando alertar esses pequenos agricultores, o presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável, Frederico Neves em entrevista ao 97NEWS, chamou a atenção dos moradores e classificou as queimadas praticadas pelos agricultores como uma orientação ancestral. "Por falta de orientação ou mesmo por de outras condições, eles acabam realizando queimadas nas suas áreas de matas nativas para o plantio. E essas queimadas, se ela não for de maneira correta, como preservar árvores de maior porte ou protegidas por lei, fazer aceiros que impeça que esse fogo se alastre para outras áreas e, além de tudo, ela causa um certo empobrecimento do solo, uma vez que toda aquela matéria orgânica que poderia ser incorporada ao solo foi queimada", destacou Neves. 

 

Foto: Luciano Santos l 97News

O conselheiro também esclareceu que com as novas tecnologias, existem maneiras de realizar o plantio, sem que haja as queimadas. "Procurar um profissional para orientar esse agricultor, pode leva-lo a realizar um manejo adequado e que não cause tanto prejuízo ao meio ambiente", atentou. Frederico ainda chamou a atenção para as punições quando se realiza queimadas de maneira irregular. "Se você fizer um desmatamento sem que haja uma autorização, você está fazendo da forma clandestina, e isso tem que ser avaliado, porque o novo código florestal determina como deve ser explorada as atividades em sua propriedade rural. Haja vista que hoje é obrigatório realizar o cadastro ambiental, e nele consta todo o mapa da propriedade servindo para delimitar qual seria a função de cada uma de suas áreas demarcadas", comenta o conselheiro do CDRS que ainda lembrou no qual 20% da propriedade rural, tem que ser destinada a área de preservação ambiental. "Além dos 20% da área de preservação, é obrigatório manter leitos de mananciais preservados, delimitando uma distância, a depender do manancial, para que a mata daquele local permaneça preservada", afirma Frederico Neves, conselheiro do CDRS de Brumado.

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário