ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Universitários de Brumado fazem campanha para ajudar amiga com câncer

Polícia Militar apreende produtos falsificados em farmácia de Brumado

Delegado Arilano Botelho fala dos seus planos de trabalho à frente da 20ª Coorpin

Mal de Alzheimer: Cuidados essenciais para quem sofre com essa doença

Brumadenses superam a distância entre o sonho e a realidade do futebol feminino

Mineração de urânio da INB traz à tona memória de contaminação nos municípios de Caetité e Lagoa Real

Pax Nacional fecha parceria com faculdade Faveni

Chuva em Brumado surpreende moradores e ameniza temperatura no 'Sertão Produtivo'

Gás de cozinha aumenta nas distribuidoras a partir de hoje (22)

Brumado: PSD não deverá sair das mãos do advogado Thiago Amorim

Brumado: Projeto de Lei que prevê empréstimo de R$ 5 milhões volta à pauta do Legislativo

Auditoria vai apurar como 17 municípios baianos fizeram gastos em saúde

Apae de Brumado realizará assembleia geral ordinária para eleição da nova diretoria executiva

BA-148: Motociclista de 37 anos morre após sofrer acidente próximo ao distrito de 'Fazendinha'

Incêndio de grandes proporções atinge área de vegetação em Rio de Contas

PodoClin, Podologia Avançada em Brumado

Brumado: Tempo continua quente na Região Sudoeste e pode chover na quinta-feira (24)

Modelo brumadense realiza sonho de desfilar na São Paulo Fashion Week

Maetinga: Motorista de 36 anos morre em capotamento na BA-263

Lagoa Real: Idoso morre carbonizado após tentar apagar fogo em lavoura


Trecho da rodovia BR-030 na Região Sudoeste é considerado entre os mais perigosos da Bahia

Foto: Composição l 97NEWS

Os acidentes em rodovias federais seguiram a tendência de queda dos últimos anos e caíram 10,3% nos primeiros seis meses deste ano, comparado com igual período de 2018. No entanto, a gravidade dos acidentes de trânsito aumentou. Com isso, apesar de terem ocorrido menos acidentes do que no ano anterior, o número de mortes pouco mudou: foram 2.548 no primeiro semestre de 2018 e 2.520 até 30 de junho deste ano. Também foram registradas 226 pessoas feridas a mais do que no ano passado. Os dados são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Entre as principais causas de acidentes estão a falta de atenção, que inclui o uso do celular, depois vem o excesso de velocidade e não manter distância do veículo à frente. Outro fator não menos relevante, como a pressa e o cansaço são as principais causas de acidentes de trânsito registrado este ano, principalmente nas estradas baianas. Para especialistas do trânsito, a maioria dos acidentes são causados pelo fator humano e, são previsíveis e evitáveis. Recentemente, um levantamento apresentado no Painel da Confederação Nacional do Transporte (CNT) mostrou que a Bahia é o 3º estado que mais mata nas estradas brasileiras. Outro estudo, realizado pela Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), compara o período de 1º de janeiro e 31 de agosto de 2018 ao mesmo período em 2019, e mostra que, este ano, as imprudências são responsáveis por causar 73% dos acidentes nas rodovias da Bahia. De acordo com a Seinfra, o número de acidentes subiu de 3.354 para 3.450 em 2019, ou seja, 2,7% a mais, se comparado ao ano anterior. Já os que registraram vítimas fatais, atingiram 261, um aumento de 8,8% em relação ao mesmo período no ano passado, quando foram contabilizadas 238 mortes. Os acidentes com feridos passaram de 1.704 para 1.827 -- o que representa um aumento de 6,7%. Um fator que tem chamado a atenção nos últimos meses, é o número de acidentes na BR-030, trecho entre os municípios de Gunambi, Caetité, Brumado e o distrito de Sussuarana, em Tanhaçu, na Região Sudoeste. Ainda não há um levantamento com números neste segundo semestre feito pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), que mesmo sendo da jurisdição do Estado, atende ocorrências na BR-030. O que podemos observar é que, na referida rodovia, nos últimos dias houve um aumento nos índices de acidentes com vítimas fatais, principalmente na região dos municípios citados, onde os condutores abusam das imprudências. Neste trecho, os acidentes são atribuídos em sua maioria à falta de atenção dos motoristas, embriaguez alcoólica dos condutores e excesso de velocidade.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário