ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Criança de 9 anos morre carbonizada em incêndio na zona rural

CNJ solicita informações sobre altos salários de servidores e magistrados ao TJ-BA

Ipiaú: Município registra mais 7 casos de coronavírus e o 6º óbito

Sortudo: Apostador fatura mais de R$ 10 milhões na Lotomania em Ipiaú

Brumado: Câmera de monitoramento flagra adolescente furtando estabelecimento no bairro Ginásio Industrial

Vitória da Conquista registra 3 mil casos suspeitos de dengue

Brumado: Secretaria de Saúde cria site para orientar população sobre o coronavírus

Bahia registra 14.566 casos confirmados de coronavírus

Brumado: Enfermeira aposentada acusa financeira de cobrar por dois empréstimos que não fez

Roberto Jefferson, Luciano Hang, deputado estadual de SP e blogueiro são alvos de operação

Urandi: Sobe para 65 o número de casos de Covid-19, o novo coronavírus

Brumado: Juiz determina afastamento de enfermeira do Hospital Municipal que está grávida e faz parte do grupo de risco

Endocrinologista da Clínica Mais Vida destaca cinco dúvidas frequentes de diabéticos sobre o COVID-19

Grávida entra em trabalho de parto e bebê nasce dentro de viatura da GCM

Pesquisadores criam curativo inteligente que inibe a propagação de bactérias

Bahia tem 305 novos casos de Covid-19 e total ultrapassa 14 mil; nº de mortes sobe para 477

Mutações registradas do coronavírus não são benéficas ao vírus, diz estudo

OMS prevê pandemia seguindo em 'ondas recorrentes'

Dono da Havan é condenado por divulgar fake news contra reitor da Unicamp

Sesab identifica crescimento de 815% nos casos de chikungunya na Bahia


Trecho da rodovia BR-030 na Região Sudoeste é considerado entre os mais perigosos da Bahia

Foto: Composição l 97NEWS

Os acidentes em rodovias federais seguiram a tendência de queda dos últimos anos e caíram 10,3% nos primeiros seis meses deste ano, comparado com igual período de 2018. No entanto, a gravidade dos acidentes de trânsito aumentou. Com isso, apesar de terem ocorrido menos acidentes do que no ano anterior, o número de mortes pouco mudou: foram 2.548 no primeiro semestre de 2018 e 2.520 até 30 de junho deste ano. Também foram registradas 226 pessoas feridas a mais do que no ano passado. Os dados são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Entre as principais causas de acidentes estão a falta de atenção, que inclui o uso do celular, depois vem o excesso de velocidade e não manter distância do veículo à frente. Outro fator não menos relevante, como a pressa e o cansaço são as principais causas de acidentes de trânsito registrado este ano, principalmente nas estradas baianas. Para especialistas do trânsito, a maioria dos acidentes são causados pelo fator humano e, são previsíveis e evitáveis. Recentemente, um levantamento apresentado no Painel da Confederação Nacional do Transporte (CNT) mostrou que a Bahia é o 3º estado que mais mata nas estradas brasileiras. Outro estudo, realizado pela Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), compara o período de 1º de janeiro e 31 de agosto de 2018 ao mesmo período em 2019, e mostra que, este ano, as imprudências são responsáveis por causar 73% dos acidentes nas rodovias da Bahia. De acordo com a Seinfra, o número de acidentes subiu de 3.354 para 3.450 em 2019, ou seja, 2,7% a mais, se comparado ao ano anterior. Já os que registraram vítimas fatais, atingiram 261, um aumento de 8,8% em relação ao mesmo período no ano passado, quando foram contabilizadas 238 mortes. Os acidentes com feridos passaram de 1.704 para 1.827 -- o que representa um aumento de 6,7%. Um fator que tem chamado a atenção nos últimos meses, é o número de acidentes na BR-030, trecho entre os municípios de Gunambi, Caetité, Brumado e o distrito de Sussuarana, em Tanhaçu, na Região Sudoeste. Ainda não há um levantamento com números neste segundo semestre feito pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), que mesmo sendo da jurisdição do Estado, atende ocorrências na BR-030. O que podemos observar é que, na referida rodovia, nos últimos dias houve um aumento nos índices de acidentes com vítimas fatais, principalmente na região dos municípios citados, onde os condutores abusam das imprudências. Neste trecho, os acidentes são atribuídos em sua maioria à falta de atenção dos motoristas, embriaguez alcoólica dos condutores e excesso de velocidade.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário