ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Na Bahia, mais de meio milhão de pessoas fazem menos de três refeições por dia

Alunos denunciam péssimas condições de ônibus escolar em Malhada de Pedras

Vitória da Conquista: Câmara de Vereadores diz que inauguração excluiu povo e opta por não participar

Sindicato de Servidores da Embasa anuncia paralisação de 24 horas nesta terça (23)

Suspeito de aplicar golpe milionário com campanha para filho doente é preso na Bahia

Conquista: Sem a presença da PM, Exército fará a segurança do evento presidencial na inauguração do aeroporto

Bahia é o estado com maior número de mortes por Hepatite B, diz MS

Brumado: Um homem foi preso e um menor apreendido após tentarem arremessar objetos para a carceragem da delegacia

Brumado: Primeiro dia de Área Azul deixa o centro com várias vagas de estacionamento livres

Jovem paulistana de 24 anos deseja realizar sonho de conhecer o pai biológico que provavelmente mora em Brumado

Bahia: Autorizado concurso da Polícia Militar 2019 com 2 mil vagas

Brumado: 'Toda mudança é um processo de adaptação' diz secretário de administração sobre a Área Azul

Brumado: Família da comunidade Sítio São José está sem abastecimento há 8 meses e usa água de vizinhos

Brumado: Amigas solidárias realizará torneio de baleado para arrecadar fundos à Ong AuAu

Proposta popular quer cortar pela metade os salários de prefeito, vice-prefeito e vereadores em Rio do Antônio

Livramento de Nossa Senhora: Jovem sofre acidente de moto e morre após ter 80% do corpo queimado

Tenente Coronel Mucyo Vasconcelos é o novo comandante da 2ª Companhia Independente de Polícia Rodoviária Estadual

Brumado: Cobrança pela Área Azul passa a valer nesta segunda (22)

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Brumado: Homem trafega na contramão, bate em veículo e é preso pela PM no bairro São Felix


São Paulo: Juíza proíbe advogado de beber água em audiência

Foto: Reprodução l Redes Sociais

Uma juíza proibiu um advogado de beber água durante audiência na Vara do Júri de Guarulhos, em São Paulo. Segundo relato em rede social, o advogado de defesa, Fábio Tavares, teria ido até uma bancada onde havia um engradado com garrafas de água. No entanto, antes que pudesse abrir a garrafa, a juíza interrompeu o advogado de acusação, Edson Belo, que discursava no momento, para proibir Tavares de beber daquela água. A magistrada argumentou que a água era somente para membros do Tribunal e devolveu a palavra a Edson. Diante da proibição, Edson questionou a juíza porque o seu opositor não podia beber água, que, segundo ela, era do Tribunal. A mesma defendeu-se alegando que os advogados não faziam parte do Tribunal e que a água era só para quem estava trabalhando, pois não tinham verba para comprar. O advogado de acusação informou que a proibição era uma afronta a dignidade da advocacia e que a juíza os tratou como meros espectadores que só estavam ali por imposição legal.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário