ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

BA-142 fica interditada por dois dias após queda de 60 árvores por conta da chuva e ventos fortes

Com promessas de 18 anos, moradores da Fazenda Jacaré solicitam a construção de uma ponte; ‘não dá mais para aguentar’, afirmam

Duas mulheres são baleadas em tiroteio entre suspeitos de tráfico em Santo Antônio de Jesus

Brumado: Futebol Solidário com jogadores profissionais e amadores arrecada quase 800 kg de alimentos

Quatro cidades do sul da Bahia estão sem energia elétrica há três dias por conta do mau tempo

Câmara de Vereadores de Brumado realizará sessão solene para dar posse a suplente Girson Ledo

Brumado: Praça da Prefeitura terá decoração de Natal sustentável

Brumado: Jovem de 23 anos é assassinado no Bairro São Jorge

Em coletiva de imprensa, prefeito de Brumado faz prestação de contas de ações de 2018

Tá chegando a hora: Nesta quarta (12) a loja A4 veículos inaugura as suas modernas instalações em Brumado

Mais da metade da população mundial tem acesso à internet, segundo ONU

Autoteste de HIV vai ser distribuído no SUS em 2019

DF: Estudante tenta reaver R$ 150 após caixa eletrônico entregar notas picadas

Intermunicipal 2018: Itapetinga abre vantagem na decisão e vence Itamaraju por 1 a 0

Calçamento cede e faz caminhões de lixo encalharem em Brumado

Buerarema: Ex-presidiário é acusado de ter matado irmã a facadas

Mistério em Correntina: Corpo de garota é encontrado em pista de motocross

Livramento: Sprinter tomba na pista em colisão com Fiat Uno

Chuvas na Bahia: forte ventania arranca telhado de atacadão

Brumado: menores que estavam desaparecidos são encontrados com substâncias análogas a entorpecentes em mochila


São Paulo: Juíza proíbe advogado de beber água em audiência

Foto: Reprodução l Redes Sociais

Uma juíza proibiu um advogado de beber água durante audiência na Vara do Júri de Guarulhos, em São Paulo. Segundo relato em rede social, o advogado de defesa, Fábio Tavares, teria ido até uma bancada onde havia um engradado com garrafas de água. No entanto, antes que pudesse abrir a garrafa, a juíza interrompeu o advogado de acusação, Edson Belo, que discursava no momento, para proibir Tavares de beber daquela água. A magistrada argumentou que a água era somente para membros do Tribunal e devolveu a palavra a Edson. Diante da proibição, Edson questionou a juíza porque o seu opositor não podia beber água, que, segundo ela, era do Tribunal. A mesma defendeu-se alegando que os advogados não faziam parte do Tribunal e que a água era só para quem estava trabalhando, pois não tinham verba para comprar. O advogado de acusação informou que a proibição era uma afronta a dignidade da advocacia e que a juíza os tratou como meros espectadores que só estavam ali por imposição legal.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário