ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Superclássico: Sem inspiração, Brasil marca nos acréscimos e vence Argentina

PF indica participação de Temer em corrupção e pede bloqueio de bens do presidente

Atletas brumadenses se destacam no Campeonato de Jiu-Jítsu em Guanambi

Licínio de Almeida: Cipe Sudoeste apreende pássaros silvestres em gaiolas

Governo volta atrás e decide que horário de verão deve começar no dia 4 de novembro

Técnicos da CAR são capacitados para atuar em programa que reforça a convivência com semiárido

Conquista: Avião faz pouso antes de destino final e causa susto em passageiros

Quarta edição da Campanha Azul Marinho poderá ter recorde de doações de brinquedos

Correntistas que nasceram em outubro começam a receber o abono salarial

Sesab promove neste terça-feira (16) em Brumado o Primeiro Encontro Regional de Saúde Bucal

Barcelona retira status de embaixador de Ronaldinho após apoio a Bolsonaro

Alerta: Em inspeção da ADAB, animal vindo de Dom Basílio para o Mafrirb tem laudo comprovado de tuberculose bovina

Jornalistas e radialistas em luto: Morre aos 78 anos Gil Gomes

Endocrinologia Pediátrica é no Centro Médico São Gabriel com Drª Aruze Tanajura

Tido como o ‘castelo forte’ da oposição, Zé Ribeiro volta a subir o tom do seu discurso ao desafiar a bancada de situação

Everton ‘Avatar’ conquista o 2º lugar no Conquista Race

Brumado: 'Campanha do Quilo', doe 1 kg de alimento e ganhe um delicioso acarajé

Principal acusado da morte de ‘Camarão’, ‘César de Lin’ já estaria em Conquista e pode ir a júri popular

Ação social comemora Dia das Crianças com festa e presentes no bairro Baraúnas

PRF registra redução de acidente no último feriado, em rodovias baianas


Vigilante recebe auto de infração do SMTT por som alto em motocicleta que atrapalhava pedestres de conversar; ele nega e já recorreu

O vigilante Luan Almeida exibindo a sua motocicleta, garantindo que ela nunca fez serviço de propaganda volante ou coisa do gênero (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Mesmo estando errado, ninguém gosta de ser multado, e, ainda mais quando se está certo e a multa pode ter sido provocada por uma confusão ou erro de leitura. É essa a situação do vigilante Luan Almeida, de 28 anos, o qual recebeu um auto de infração considerado grave no qual ele foi penalizado com a perda de 5 pontos na CNH, além de uma multa de R$ 195,00, por estar com som alto em sua motocicleta, em uma área residencial, atrapalhando transeuntes e moradores. Luan entrou em contato com o 97NEWS e, de forma contundente, relatou que “eu fiquei muito surpreso, pois isso não ocorreu de forma alguma, minha motocicleta não tem suporta para caixa de som e eu nem trabalho e, nem nunca trabalhei, com propaganda volante, pois sou vigilante”. Ele continuou narrando que “eu, inclusive, conheço vários agentes, os quais me disseram que eu fui premiado” e emendou subindo o tom dizendo que “eu tive que perder dias das minhas férias para tentar resolver o problema, fui ao SMTT e lá não me disseram nada, somente me deram um folha para recorrer. É um absurdo porque na multa está escrito que o agente deu dois silvos para que eu parasse e isso nunca aconteceu”. 

No auto de infração está explícito o fato de som alto que atrapalhava transeuntes (Fotos: Luciano Santos | 97NEWS)

Buscando esclarecer o fato, nossa equipe foi ao SMTT e falou primeiramente com o coordenador de estatísticas Jansen Ricardo que se limitou a dizer que o problema não era de sua competência, mas que o setor já tinha recebido a documentação na qual o vigilante recorreu. Em contato com o superintendente interino do órgão, João Nolasco, o mesmo citou que estava em viagem, mas pediu uma cópia da infração e garantiu que fará toda a apuração e, caso tenha existido falha, ela será totalmente reparada. Nós passamos a cópia do auto de infração e esperamos a resposta que até o momento do fechamento da matéria não foi feita, mas, pelas palavras firmes do superintendente, o caso será totalmente esclarecido. No final, o vigilante ainda observou que “tenho certeza que deve ter existido alguma confusão, pois o fato não aconteceu. Eu recorri e sei que irei ganhar, pois, de forma alguma, iria aceitar levar 5 pontos na carteira e ainda pagar uma multa de R$ 195,00 por uma coisa que eu não fiz”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário