ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Suspeito de 20 homicídios, 'Marcos Capeta' morre em troca de tiros com PMs

Eleições da presidência da CMVC já estariam decididas a favor de Luciano Gomes

Cantor Neto Paixão cai de telhado e tem que ser hospitalizado; agenda de shows teve que ser cancelada

Polícia descarta latrocínio e investiga morte de assessor parlamentar da deputada Ivana Bastos

Ex-presidente do Vitória, Paulo Carneiro sofre mal-estar e é levado para hospital

Após colisão, veículo fica virado em avenida de Vitória da Conquista

‘Graças a Deus foi só um grande susto’, relata cantor Edson Lima sobre acidente ocorrido com o ônibus da banda Gatinha Manhosa

Dia 08 de dezembro acontece o Iº Miss Gay Brumado 2018

Idoso que foi atropelado em Caculé, acaba não resistindo vindo a falecer na manhã deste sábado (17) em Guanambi

Brumado: Mote da Hemodiálise extrapolou a área de saúde pública e foi para o campo do revanchismo político

Brasil Real: Aposentado busca renda extra para a família coletando material reciclável no anel viário de Brumado

Mais um acidente provocado por animal solto na pista na BA-148; 3 pessoas ficaram feridas

Em um ano de atividade, Policlínica de Teixeira de Freitas já realizou 76 mil exames e consultas

Silvio Santos será tema de série na Fox e já tem 2 temporadas confirmadas para 2020

Brumado: TG 06/024 recebeu visita de inspeção do chefe da 6ª Região Militar

Gado continua morrendo em Fazenda de Tanhaçu; já foram 120 cabeças

‘Quiproquó’: Vídeo de mulheres ‘saindo no tapa’ por paixão não correspondida viralizou

Brumadense visita fábrica têxtil em Espinosa/MG e exalta a história de um baiano empreendedor

Black Week está chegando e nas Óticas Sol, óculos com até 50% de desconto

Justiça baiana suspende apreensão de veículos com IPVA atrasado


Vigilante recebe auto de infração do SMTT por som alto em motocicleta que atrapalhava pedestres de conversar; ele nega e já recorreu

O vigilante Luan Almeida exibindo a sua motocicleta, garantindo que ela nunca fez serviço de propaganda volante ou coisa do gênero (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Mesmo estando errado, ninguém gosta de ser multado, e, ainda mais quando se está certo e a multa pode ter sido provocada por uma confusão ou erro de leitura. É essa a situação do vigilante Luan Almeida, de 28 anos, o qual recebeu um auto de infração considerado grave no qual ele foi penalizado com a perda de 5 pontos na CNH, além de uma multa de R$ 195,00, por estar com som alto em sua motocicleta, em uma área residencial, atrapalhando transeuntes e moradores. Luan entrou em contato com o 97NEWS e, de forma contundente, relatou que “eu fiquei muito surpreso, pois isso não ocorreu de forma alguma, minha motocicleta não tem suporta para caixa de som e eu nem trabalho e, nem nunca trabalhei, com propaganda volante, pois sou vigilante”. Ele continuou narrando que “eu, inclusive, conheço vários agentes, os quais me disseram que eu fui premiado” e emendou subindo o tom dizendo que “eu tive que perder dias das minhas férias para tentar resolver o problema, fui ao SMTT e lá não me disseram nada, somente me deram um folha para recorrer. É um absurdo porque na multa está escrito que o agente deu dois silvos para que eu parasse e isso nunca aconteceu”. 

No auto de infração está explícito o fato de som alto que atrapalhava transeuntes (Fotos: Luciano Santos | 97NEWS)

Buscando esclarecer o fato, nossa equipe foi ao SMTT e falou primeiramente com o coordenador de estatísticas Jansen Ricardo que se limitou a dizer que o problema não era de sua competência, mas que o setor já tinha recebido a documentação na qual o vigilante recorreu. Em contato com o superintendente interino do órgão, João Nolasco, o mesmo citou que estava em viagem, mas pediu uma cópia da infração e garantiu que fará toda a apuração e, caso tenha existido falha, ela será totalmente reparada. Nós passamos a cópia do auto de infração e esperamos a resposta que até o momento do fechamento da matéria não foi feita, mas, pelas palavras firmes do superintendente, o caso será totalmente esclarecido. No final, o vigilante ainda observou que “tenho certeza que deve ter existido alguma confusão, pois o fato não aconteceu. Eu recorri e sei que irei ganhar, pois, de forma alguma, iria aceitar levar 5 pontos na carteira e ainda pagar uma multa de R$ 195,00 por uma coisa que eu não fiz”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário