ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Ação Solidária da LBV leva alegria e esperança para famílias do Sertão do São Francisco

Movimento ‘Vamos de Vermelho’: Rui Costa deverá sofrer forte cobrança do grupo de situação em sua visita a Brumado hoje (20)

Mototaxista fica ferido em colisão no cruzamento entre a Deolino de Carvalho e Guilherme Dias

Brumado: Pipeiros fazem protesto; abastecimento na zona rural pode entrar em colapso

Susto na BR-030: Motorista perde o controle e capota veículo no trevo próximo à Magnesita

Dom Basílio: TCM julga improcedente denúncia contra prefeito Roberval

Brumado: Com olhar em 2020, Waldenor e Vitor Bonfim oficializam parceria em evento muito concorrido

Secretaria de Educação emite nota de esclarecimento após briga de alunas na Escola Integral Idalina Azevedo Lobo

Brumadense com mandado de prisão em aberto é preso em Feira de Santana

PC do B de Brumado convida a população para discutir o Programa de Governo Participativo

Taxa de mortalidade infantil sobe 9,2% na Bahia depois de 25 anos em queda

Brumado: ‘Arrastão do Crime’ deixa população ainda mais assustada

Convenções para escolhas de candidatos a presidente começam hoje

PM acusada de agredir comandante é liberada; colegas divulgam carta em sua defesa

Rey do Dellivery lança 'Promoção Quinta Maluca': Pizza grande por R$ 19,99 + bordas grátis

Medidas para amenizar o tempo seco em Brumado

Chegou visita em casa, então que tal os deliciosos pães de queijo da Padaria Divina

Vitória da Conquista: Clientes reclamam de encomendas extraviadas pelas agências dos Correios

Desempenho do Bahia despenca com a saída de Guto Ferreira

Rio do Antônio: Continua a novela da Limpeza Pública


Câmara aprova isenção do pagamento da conta de luz para famílias de baixa renda

Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (10) a isenção do pagamento da conta de luz para famílias de baixa renda. A medida foi aprovada durante a votação do projeto que viabiliza a privatização de seis distribuidoras de energia controladas pela Eletrobras. O texto-base da proposta já havia sido aprovado na semana passada, mas os deputados ainda precisavam analisar os destaques (possíveis mudanças ao texto original) para concluir a votação. Durante a análise dos destaques, os deputados modificaram as regras da chamada Tarifa Social. Pela proposta, serão beneficiadas as famílias: com renda mensal menor ou igual a meio salário mínimo; e que consumirem até 70 kwh/mês. O texto define, ainda, que a gratuidade será custeada pela Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). Atualmente, os descontos para famílias de baixa renda são calculados com base no consumo, que vai de 30 kwh/mês a 220 kwh por mês, em que o desconto varia de 10% a 65%. Pela lei atualmente em vigor, somente indígenas e quilombolas cujas famílias são consideradas de baixa renda têm direito ao desconto de 100% na conta de luz. Com a conclusão da votação do projeto, o texto seguirá para votação no Senado e, em seguida, para sanção presidencial.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário