ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Trânsito: Multas por uso de celular ao volante crescem 33% em 2018

Guanambi: 'Pedinte Estuprador' é procurado pela Polícia

Bahia: Mulher se joga de prédio para escapar de incêndio

MP-BA abre inquérito contra delegado-geral da Polícia Civil

Café da Manhã: Uma variedade de delícias com uma qualidade inigualável você só encontra na Padaria Divina

O xadrez e os ensinamentos para a política

Preço da gasolina termina semana em alta, diz ANP

PF combate grande grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros

Caminhada 'Passos que Salvam' será em novembro na cidade de Brumado

TG 06/024 recebe palestra sobre a Semana Nacional do Trânsito em Brumado

Juiz proíbe uso de fogos de artifícios nos municípios de Tremedal, Belo Campo e Piripá

Mulher com bastão de 'selfie' causa confusão em evento de Alckmin em Salvador

Bahia: MPF instaura inquérito para apurar convênio entre governo e UPB a fim de implantar metodologia militar em escolas públicas

Livramento: Polícia identifica bandido morto em confronto e acusados de participarem do roubo ao carro-forte na BR-116

Royalties da mineração baterão recorde em 2018

Mega-Sena pode pagar até R$ 22 milhões em sorteio hoje (22)

Bahia: Carro da Secretaria Municipal de Saúde é flagrado transportando cerveja em Jussari

Forças Armadas foram solicitadas por 9 estados para manter segurança da eleição

Brumado comemora o 'Dia da Árvore' como uma das cidades mais arborizadas do Sudoeste Baiano

GCM de Brumado realiza no CAPS mais uma etapa do projeto ‘Missão Azul Solidária’


Youtuber Whindersson ajuda fã com Paralisia Cerebral e caso acaba na Justiça

Foto: Reprodução

Conhecido como um dos maiores youtubers do Brasil, Whindersson Nunes atrai a cada vez mais fãs por todo o Mundo. Mas o youtuber está tendo uma dor de cabeça enorme com uma boa ação praticada por ele que acabou indo para a esfera da Justiça. Em fevereiro do ano passado, Whindersson se comoveu com o comentário de um seguidor: o estudante gaúcho André Nachtigall, diagnosticado com paralisia cerebral, pedia ajuda para adquirir um triciclo adaptado para poder frequentar as aulas na faculdade. O comediante prometeu ajudar na compra do veículo e o fez. Whindersson transferiu o valor e a Honda, ao tomar conhecimento do caso, também doou o valor relacionado à moto, o triciclo é feito em cima de uma moto. Ao todo, foram doados cerca de R$ 25 mil. No entanto, o dono da empresa responsável não fabricou a peça. André levou o caso à Justiça e duas audiências já foram realizadas, mas até agora, não houve acordo. Segundo o estudante, o empresário que faria o veículo adaptado mora em Ananindeua, no Pará, e foi escolhido por ser considerado o único no país que faz a documentação para triciclo. Por sua vez, o proprietária da empresa responsável afirma: “Não somos bandidos, simplesmente, não tenho condições de devolver. Estamos atravessando por uma dificuldade, como qualquer microempresa que foi afetada pelo maldito governo”. A empresa também diz não poder fixar um prazo para a entrega. Diagnosticado no nascimento com a doença, Nachtigall é morador da cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e estudante de engenharia da computação na Universidade Federal de Pelotas. Ele conta com a ajuda da mãe para realizar a locomoção diariamente, mas que, devido à sobrecarga e ao conflito de horários, decidiu buscar outras alternativas. No entanto, o jovem continua na mesma situação. Nachtigall afirma que Whindersson chegou a oferecer outro triciclo, mas ele não aceitou.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário