ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Governador Rui Costa declarou que servidor vai ter que contribuir mais para se aposentar

Mistério em Livramento: Túmulos violados em cemitério municipal causam perplexidade na população

Tragédia em Tremedal: Jovem de 19 anos é atropelada e não resiste aos ferimentos

Eleição da mesa diretora da Câmara de Brumado acontece na Sessão Ordinária desta sexta-feira, 14

Brumado: Carreta da Expresso Sudoeste tomba na BR-030 na manhã de hoje (13); motorista tem ferimentos leves

Tribunal de Justiça da Bahia acata petição da Câmara de Vereadores de Brumado e Girsom Ledo deverá deixar novamente o cargo

Ambulâncias do Samu enfrentam dificuldade de circulação na área urbana de Brumado

Período chuvoso traz o aumento dos riscos da tríplice endemia; Brumado está em alerta

Brasília: PF deflagra operação e faz buscas no Ministério do Trabalho

Brumado: Projeto de Lei que propõe tirar nomes de pessoas vivas de logradouros e prédios públicos é reprovado pela Câmara

Equipe de Bolsonaro já discute nova tabela de frete para evitar greve de caminhoneiros

Brumado: Contas foram 'aprovadas com ressalvas', mas prefeito recebeu multa de R$ 5 mil pelo TCM

Em regime semi-aberto, condenado a 11 anos por estupro é preso suspeito de cometer o mesmo crime

A Clínica Saluti lança a campanha 'Natal Solidário 2018'­

Sindicato dos Comerciários de Brumado realiza assembleia e trabalhadores aprovam a pauta de reivindicações

‘O melhor caminho é o diálogo, mas o governador até o momento não entendeu isso’, afirma presidente do Sindicato dos Delegados da Bahia

Conforto e Modernidade: A4 inaugura suas novas instalações em Brumado

Rio do Antônio: Promotor pede que Câmara anule concurso após prazos suspeitos

Indícios apontam que 20ª Coorpin poderá ficar sem coordenador e delegado titular a partir de hoje (12)

Sudoeste: Desaparecimento de garota grávida de 8 meses gera fortes apelos nas redes sociais


Feminicídio: Homem é suspeito de matar mulher asfixiada em Brumado

O corpo da vítima foi levado para o IML de Vitória da Conquista (Fotos: 97NEWS)

A prática do Feminicídio, o assassinato de uma mulher pela condição de ser mulher, é cada vez mais comum na sociedade brasileira, o que vem preocupando muito as autoridades, já que em grande parte dos casos, a situação podia ter resolvido no nascedouro, ou seja, quando as agressões começaram a surgir. Brumado, apesar de possuir uma taxa ainda muito baixa desse tipo de crime, acabou, tendo um registro que pode se configurar num ato bárbaro de feminicídio. O fato ocorreu na madrugada desta segunda-feira (19) no Bairro Olhos d’Água, na Rua Senagal, tendo como vítima fatal Vilma Amorim dos Santos, de 51 anos, a qual, foi morta asfixiada. O companheiro de prenome Valdenor, acabou sendo preso suspeito de ter sido o autor do ato de asfixiamento na residência onde o casal morava. Segundo informações da Polícia Civil, o homem vivia há 30 anos com a vítima, é conhecido como “Val”, após uma discussão onde o motivo ainda é desconhecido, teria culminado o ato de fúria incontrolado. No entanto, de acordo com a polícia, o homem ligou para a mãe da vítima informando que Vilma havia passado mal, só que o irmão da vítima desconfiou e foi até a residência do casal e encontrou ela desmaiada, levando a mesma imediatamente ao Hospital Professor Magalhães Neto, onde os médicos, após uma análise mais minuciosa da situação, constataram a morte da mesma, acionando a Polícia. 

As armas artesanais foram encontradas dentro da residência do suspeito (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

Em sua apresentação, logo no início da manhã, a Polícia Civil disse que ele teria confessado o crime. Segundo a família, as brigas entre eles eram constantes. Ainda de acordo com os próprios vizinhos, não foi a primeira vez que Valdenor tentou asfixiar Vilma. Os familiares da vítima, relataram que foram encontrados no corpo dela alguns hematomas e afundamento da face. Na residência do casal, a polícia encontrou várias armas brancas, algumas de fabricação artesanal e três armas de fogo, do tipo garrucha. O suspeito foi detido pela posse ilegal de arma de fogo e indiciado por feminicídio e, se condenando, pode pegar uma pena de 12 a 30 anos. O corpo de Vilma foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Vitória da Conquista, já que não havia médico legista de plantão no IML de Brumado. Caso Vilma tivesse denunciado as agressões, a sua morte poderia ter sido evitada, mas, a grande maioria das mulheres têm medo e prefere permanecer calada.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário