ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Convite: Câmara Municipal de Brumado

Brumado: Babilônia na sinalização de trânsito promovida pelo DNIT vira motivo de piada nas redes sociais

Aracatu: Após um mês da 'Operação Chronos', prefeito continua afastado do cargo; investigações continuam e prisão ainda não foi descartada

'Sem Fôlego': Doze são presos e 68 botijões apreendidos em ação de combate à venda ilegal de gás

Lúcio se diz tranquilo sobre operação da PF: 'não encontrarão nada de errado'

Mega-Sena pode pagar R$ 4 milhões hoje (19)

Brumado: No combate à criminalidade, 34ª CIPM lança o 'Zap Denúncia'

Nas redes sociais, músicos e amigos de `Kley Santos´ prestam homenagens ao brumadense

UFBA abre curso de graduação na UAB de Brumado

Jovem conquistense desaparece após pegar um táxi; família pede ajuda

Brumado: Em novas dependências, SMTT vai em busca de superar severa crise interna; rumores apontam até para a extinção do órgão

Ex-prefeito de Piripá (BA) é condenado novamente por desvio de R$ 186 mil da Educação

Modernidade: Autorizado o pagamento de multas em débito e crédito

Brumado: Identificado o jovem que acabou morrendo em trágico acidente industrial na manhã desta quarta-feira (18)

Tragédia em Brumado: Jovem operário morre após máquina cair em cima de sua cabeça

Medicina do Trabalho na Clínica Master com Dr. Joaquim Donato Júnior

Devassa Puro Malte será a cerveja oficial da Arena Safadão

Bahia: Eternit pode ser condenada a indenizar sociedade em R$ 225 mi por uso de amianto

Filhote de veado é resgatado por médico às margens da BA-148 em Livramento

Dermatologista Dr. Bruno Prado atende no Centro Médico São Gabriel


Brumado: Exposição comercial de móveis em praça pública é questionada

Crescem os questionamentos sobre a comercialização de móveis em praças públicas em Brumado (Foto: Reprodução Facebook)

Diz a máxima que "público é de todos e privados é de alguns", mas, o que fazer, quando o privado invade o público, ainda mais para se obter lucros. Em Brumado, esse cenário, traz, novamente, à discussão, a utilização do espaço da Praça Senhor do Bonfim por comerciantes de outras regiões, os quais expõe os seus móveis para à venda. Vale ressaltar que a utilização do espaço é paga, ou seja, uma verba é destina à prefeitura municipal pela utilização do solo. Com o crescimento e fortalecimento das redes sociais, sendo elas, possivelmente, o grande "palanque" dos debates, a questão, a nível local, voltou a provocar fortes questionamentos. Um dos comentários que mais gerou repercussão aponta que "as praças devem ser públicas ou privadas? A quem cabe a fiscalização para que limites não sejam excedidos?". Diante disso, se abre um discussão sobre a utilização dos espaços públicos para fins comerciais, pois, segundo muitos, a situação é conflitante e, por isso, deveria ser proibida a venda nas praças e criar um local específico nesse sentido, onde o ir e vir das pessoas não pudesse ser prejudicado, além do que, as praças têm objetivo de oferecer espaços de lazer e entrenimento para a população e não se transformarem em "lojas externas". 

Existe mesmo o conflito visual, pois a praça tem o objetivo de proporcionar lazer para a população (Foto: Reprodução Facebook)


Comentários

  • antonio

    "Se for assim , Rei de Domingão tem que tirar o escritório dele na praça que ele fez um bar e uma sala de assessoria diária. "

  • Junior

    "Era melhor que o dono dos móveis e seus funcionários tivessem praticando assaltos na cidade. NEM TRABALHAR EM PAZ O CARA PODE , além do mais ninguém frequenta essas praças período da tarde e tem muito espaço para poder ser aproveitado por outras pessoas a fim de tirar um lazer. Me deixe viu, publique uma notícia q venha a somar."

Deixe seu comentário