ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

‘Regulamentação dos serviços de mototáxi em Brumado é inevitável, quem não se adequar não poderá trabalhar’, alerta coordenação do SMTT

Caso Kauan: Inquérito do Ministério Público fará com que novas diligências e oitivas sejam realizadas

RotSat: Contrate o rastreamento de seu veículo ou de sua frota onde você tem confiança e qualidade

MG: Acidente deixa seis vítimas fatais da mesma família na BR 381

Pavimentação da Rui Barbosa é acompanhada de nivelamento da via e deixa moradores preocupados

Jacobina: Dado como foragido, professor da Uneb suspeito de assédio se entrega à Polícia

CREA realiza reunião regional em Brumado nesta segunda-feira (15)

Brumado goleia Uruçuca por 3X0 e dá passo importante para a classificação na próxima fase do Intermunicipal 2018

Semana começa com céu nublado, temperaturas em queda e previsão de chuvas para Brumado

Brumado: 21ª Edição do 'Sudoeste Criança' é realizado na Praça da Prefeitura; o domingo foi de lazer

Feira de Santana: Homem joga filho com pés e mãos amarradas em açude

Parceria entre Sebrae, RHI Magnesita e InterCement fomentará a valorização da prestação de serviços a nível local

Brumado: Homem tem carro roubado no bairro São Felix

Promoção ligou Locar Rápido, ganhou!

Querendo convencer os eleitores da Bahia, Bolsonaro promete conclusão das obras da Fiol

'O youtuber errado para seu filho pode gerar fobias', alerta psicóloga

Homenagem ao Dia do Professor

Eleitores podem emitir certidão de quitação eleitoral no site do TSE a partir de hoje (15)

'Brasil tem que abraçar todas as religiões', diz Haddad ao criticar Bolsonaro

Apostador sortudo ganha sozinho prêmio de R$ 27 milhões da Mega-Sena


Chapada: Região registra surto de esquistossomose; Menina perdeu movimentos após banho

Além da garota, um grupo de 32 turistas mineiros também contraíram a doença, após tomarem banho no mesmo local, que já foi interditado pela Secretaria de Saúde de Lençóis (Foto: Reprodução)

Uma menina de nove anos está sem conseguir andar após contrair esquistossomose, depois de tomar banho de rio em Lençóis, na Chapada Diamantina, na Bahia. A criança, que é da cidade de Itaberaba, visitou a região com a família em janeiro desse ano e, somente em abril, começou a apresentar os sintomas da doença. Os parentes dizem que só desconfiaram que a menina estava com a doença depois de verem uma reportagem sobre 32 turistas mineiros que também contraíram esquistossomose após um passeio na Chapada. Os turistas tomaram banho em um ponto turístico conhecido como Poção, que fica dentro de uma fazenda particular. A menina de 9 anos também passou pelo local com os parentes. A área foi interditada após os visitantes mineiros serem diagnosticados com a doença. Ainda conforme os familiares, dois irmãos da criança também foram contaminados, mas não manifestaram a doença. Os pais aguardam resultados de exames para saber se também foram infectados. Além do Poção, dois locais utilizados por moradores da cidade baiana de Lençóis para banho foram interditados após uma análise detectar presença de caramujos infectados com esquistossomose na água. Os dois locais de banho interditados agora foram o “Poço Verde” e o “Banho da Ponte”, que fica às margens da BR-242. Segundo a secretária de Turismo da cidade, Lilian Andrade, esses locais estão no leito do Rio Santo Antônio, assim como o “Poção”, e por isso todos foram fechados. Os turistas mineiros infectados, que são praticantes de trilhas com bicicletas, só descobriram a doença dois meses após o passeio na Bahia.

 

“O Rio Santo Antônio recebe dejetos de comunidades ribeirinhas e foram detectados presença de caramujos contaminados nesses três pontos. A vistoria foi realizada pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) e pela Vigilância Epidemiológica do município. Fizemos a coleta na colha do rio e detectamos o problema”, destacou, em contato com o G1 nesta quarta-feira (21). A secretária disse que o “Poço Verde” e o “Banho da Ponte” não são locais turísticos e que são utilizados para banho somente pela população local. O Poção, por sua vez, que fica localizado dentro de uma fazenda particular do município, foi aberto por um período de três meses como atrativo turístico, mas fechado logo depois de os turistas mineiros serem detectados com a doença. “Logo quando começou a circular as informações sobre a suspeita da doença nos turistas, o proprietário [da fazenda] fechou e continua fechado até hoje”, disse a secretária. Lilian Andrade disse que ainda não há uma previsão de quando os locais serão liberados. “Isso é imprevisível, porque, para se ter uma certeza, é preciso uma ação do poder público, não só em nível municipal, como estadual e federal. Falta saneamento básico”, destaca. A prefeitura informou que está tomando providências para realizar uma campanha de prevenção junto à população, incluindo as escolas do município e agentes de turismo local. A médica infectologista Letícia de Mello Mota, que realizou o tratamento de alguns dos turistas infectados, diz que a esquistossomose é adquirida mediante o contato com águas contaminadas com ovos do Schistosoma e a presença do caramujo, onde o parasita passa uma parte do desenvolvimento dele e tem a sua maturação para a forma larval denominada cercaria. A especialista diz que, após o diagnóstico da doença, é preciso fazer um monitoramento com os pacientes até que seja eliminada a possibilidade de liberação desse óvulos pelas vítimas da doença.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário