ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Número de candidatos que se apresentam com identidade religiosa bate recorde

Anvisa permite importação excepcional de remédios e vacinas para varíola dos macacos

Endocrinologista pediatra da Clínica Mais Vida alerta sobre cuidados com exercícios físicos

Guarda municipal não atua como força policial, decide STJ

CIPRv apreende 2 kg de maconha em ônibus interestadual próximo a Caetité

Brumado: Policial de folga identifica foragido de unidade prisional e aciona guarnição da 34ª CIPM

Homem desmaia após explosão de pneu em borracharia no Oeste da Bahia

Armazém do Criador: 19 de Agosto - Dia da Aviação Agrícola

Brumado tem redução de 40% em crimes violentos letais intencionais no 1º semestre de 2022

Bahia registrou 138 denúncias desde 2019 sobre trabalho escravo

Guanambi: Carro capota e médico sai ileso de acidente na 'Curva da Morte'

Pedestres se arriscam atravessando fora da faixa no centro comercial de Brumado

Adolescente de 15 anos usa a rede social para denunciar abuso sexual em Livramento de Nossa Senhora

Homem é morto a tiros e pedradas em Coaraci

Celular explode enquanto criança de 6 anos assistia vídeo no interior do Ceará

Guanambi: Jovem de 24 anos tem perna amputada após acidente de moto

Vitória da Conquista: Boliviana é presa com cocaína encontrada dentro de saco de 'batatas'

Site do governo da Bahia é suspenso após decisão judicial

Bahia registra 5 mortes e 1.170 novos casos de Covid em 24h

Tema Livre Podcast desta semana conversou com Joan Júnior, cantor e compositor


Em site, Interpol inclui Henrique Pizzolato na lista de procurados

Foto: Interpol/Reprodução

A Interpol (polícia internacional) incluiu no início da tarde desta segunda-feira (18) o nome e a foto do ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato na lista de procurados internacionais, chamada de difusão vermelha. A Polícia Federal considera que ele está foragido e pediu, no sábado (16/11), para que o nome dele fosse lançado na lista de procurados da Interpol.  As informações sobre a fuga dele, que teve a prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federtal (STF) na sexta-feira (15/11), foram repassadas em um alerta que vai para 190 países com um mandado de prisão.

O advogado Marthius Sávio Cavalcante Lobato, defensor de Henrique Pizzolato, afirmou que o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil está na Itália. Em telefonema para o delegado Marcelo Nogueira , Cavalcante disse que, ao chegar à casa do seu cliente, em Copacapana, no Rio de Janeiro, na sexta-feira (15) foi informado por familiares que ele tinha viajado para o país europeu.

Pizzolato enviou uma carta, divulgada pelo então advogado dele Marthius Sávio, em que justifica sua saída do país e diz que quer novo julgamento na Itália. Em seguida, o advogado informou que não representa mais o ex-diretor do Banco do Brasil.
 

Henrique Pizzolato é o único dos 12 condenados do processo do mensalão que tiveram os mandados de prisão expedidos na sexta-feira (15) que ainda não se apresentou à polícia. A pena total dele é 12 anos e 7 meses, tendo sido condenado pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro. O STF negou o último recurso possível e decidiu que, para Pizzolato, o processo do mensalão terminou. A pena deve ser cumprida em regime fechado, em presídio de segurança média ou máxima.

Para o delegado Marcelo Nogueira, o réu, que possui cidadania e passaporte italianos, saiu do Brasil de forma clandestina, uma vez que seu nome estava na lista de procurados impedidos de deixar o país. Agora, de acordo com o delegado, cabe ao Ministério da Justiça pedir a extradição judicial do condenado.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário