ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Conquista: Justiça cassa mandato de vereador por denúncia de fraude em eleição

UniFG comemora 20 anos com expansão e objetivo de transformar mais vidas pela educação

Detran da Bahia implementa cartões de exames eletrônicos durante avaliações para CNH

Brumado: IMEP realizará Cruzada de Cura, Libertação e Milagres no Bairro São Felix

Brumado registra aumento de casos de chikungunya na zona rural

Dr. Felipe Leão, médico da Clínica Mais Vida, alerta sobre a importância da realização do check-up

Após dez meses de trabalho missionário, Jocum pretende construir sede própria em Brumado

412 mil baianos ainda não declararam imposto de renda; prazo acaba em uma semana

PM apreende homem por importunação sexual contra jovem em Aracatu

Presidente da Petrobras é demitido; Caio Mário Paes assume cargo

Varíola dos macacos já está presente em 12 países e já existe quarentena obrigatória para infectados

Vídeo mostra briga generalizada no Show de Gusttavo Lima em Brasília

O outro lado da história: Pai afirma que o parto da filha aconteceu em sua residência

Mãe mata filho de 5 anos em Vitória da Conquista; arma usada no crime pertence ao pai

Após suspender visita à Brumado nesta segunda-feira (23), Rui Costa anuncia para quarta-feira (25) assinatura de obras no município

Brumado: Projovem abre inscrições em Brumado; saiba mais

Brumado: Em coletiva, ACM Neto criticou atualização das alíquotas como fator para elevação do combustível na Bahia

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado: Município tem aumento de 100% em número de crianças com síndromes respiratórias

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações


Mensagem do Padre Waldech ao menino Kauã emociona os brumadenses; confira

(Fotomontagem: 97NEWS)

"Eu sou Kauã"! Em meio ao corre-corre das compras para o fim de ano, uma criança de 10 anos desaparece em sua própria rua, onde fora criado, onde tinha amiguinhos que o conhecia, que brincavam com ele. Ele sonhava enquanto sorria?

"Eu sou Kauã"! Em meio às esperanças que se renovam no fim de Ano, às preces que todos fazem para um Ano-novo-melhor, à Novena de Natal que acontece nos lares, nas famílias, na esperança de um mundo mais justo, mais fraterno, mais HUMANO... em meio a tudo isto, os Meios de Comunicação anunciamos o desparecimento de Kauã, no Facebook, Whatsapp. Seus pais, sua família desesperada. Alimentamos uma esperança que vai ser achado...talvez esteja na casa de algum amigo...

"Eu sou Kauã"! Prestes a celebrar a data memorial e sacramental de uma criança que veio ao mundo a mais de dois mil anos, enchendo a todos da mais pura e verdadeira alegria, nós anunciamos, entristecidos, que aquele menino de 10 anos, que brincava pelas ruas da Malhada Branca, que tinha amiguinhos...foi encontrado. Não precisamos dizer como mas, estarrecidos, sentimos profundamente. 

"Eu sou Kauã"! É um anjinho que é acolhido por Deus no céu. Mas...e a sua família? Como celebrará o Natal (nascimento) do Menino Jesus, se não tem em seu lar o seu próprio menino? Mas...e a segurança pública de nossa Cidade de Brumado, que garante a todos viver em sociedade, preservar a vida dos cidadãos, inclusive dos vulneráveis, como Kauã? Enquanto, ilusoriamente, tentamos nos esconder e nos proteger atrás de cercas e muros, a alma de uma criança - livre e que brinca -desafia o que mais ansiamos: a liberdade, a possibilidade de ir e vir, com segurança.

"Eu sou Kauã"! Nossas crianças não vão mais poder brincar nas ruas? Ir á casa de um vizinho? Nós vamos lamentar apenas e chorar pela vida dessa criança que foi ceifada da forma mais brutal e desumana possível? Quem vai apurar este caso? Quem vai achar os responsáveis? Quem cometeu tal atrocidade transita(m) nas ruas conosco?  

"Eu sou Kauã"! O desaparecimento de Kauã não é um caso isolado, mas inclui-se na lista dos vários casos de violência que acontecem em Brumado.

"Eu sou Kauã"! O Natal insiste em acontecer, mesmo com a vulnerabilidade de nossas crianças, nossos jovens e de todos nós, que não temos segurança; pois, no Menino Jesus, renova a nossa certeza de que a cada criança que vem a este mundo, Deus não se esqueceu de nós, Ele renova o seu amor por nós, mesmo na des-humanidade de tantos corações.

Podemos dizer tantas coisas, mas no fundo mesmo não temos palavras. Lamentamos profundamente e externamos nossos sentimentos de solidariedade, esperança e fé aos familiares de Kauã.


Pe. Waldech Brito Gondim
Paróquia Bom Jesus - Brumado



Comentários

  • Leandro Pereira Meira

    "De fato diante de tamanha barbárie somos interpelados ao passo que tenhamos mais perguntas do que respostas. Padre Waldech sua dor é a minha dor."

Deixe seu comentário