ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Nova frente fria se intensifica no Sudoeste da Bahia; Brumado registrou 10ºC na madrugada de hoje (29)

Homem é condenado a 30 anos de prisão por matar garota a pauladas na Bahia

Legislativo aprova indicações e moção de aplausos e congratulações; saiba mais

Bahia tem alta na geração de empregos em maio

Paramirim: Dinheiro falso é apreendido pela Polícia na agência dos Correios

Mortes violentas caem 6% no Brasil em 2021, aponta anuário

Governo sanciona lei que devolve PIS/Cofins cobrado na conta de luz

Produção Mineral Baiana Comercializada cresce mais de 68% em maio de 2022

Mais de 40 pessoas são encontradas mortas em caminhão abandonado no Texas

Aposta da Bahia que ganhou quase R$ 18 milhões na quina de São João foi feita em um bolão

Oposição pede ao STF apreensão de celular da Petrobras que pode incriminar Bolsonaro

Guanambi: PM resgata mulher em condições de abandono e maus tratos na cidade

Preço da gasolina no Nordeste fecha primeira quinzena de junho acima da média nacional

Brumado: Morre João Souza, aos 80 anos, pai do editor do Achei Sudoeste

Aracatu: Vereadores denunciam prática de nepotismo na prefeitura

Caminhão é recuperado após identificação de roubo pelo sistema da RotSat

Em busca de votos, candidatos ao governo visitam mais de 20 municípios durante São João

Reconhecimento facial ajuda na captura de 12 foragidos nos festejos de São João na Bahia

Professor de 42 anos morre atropelado no município de Caculé

OMS diz que, 'no momento', varíola dos macacos não é uma emergência de saúde


OCDE aponta baixo crescimento econômico do Brasil nos próximos meses

Foto: Divulgação

Dados divulgados nesta terça-feira (12) pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) prevê crescimento econômico fraco no Brasil, índia e Rússia, ao passo que a zona do euro, China e Reino Unido devem ganhar força. Segundo a OCDE, o índice de indicadores antecedentes dos 34 países que integram a entidade subiu para 100,7 em setembro, em relação aos 100,6 registrados em agosto. Leituras acima de 100,0 indicam que o crescimento econômico fica em linha com a tendência, que varia de país para país. O Brasil permaneceu com 99,1 em setembro, enquanto a Índia apresentou queda, com 96,7 em setembro (com leitura anterior de 96,9), e a Rússia registrou ligeiro aumento para 99,6, de 99,5 anteriores. Os indicadores da OCDE têm o objetivo de fornecer sinais antecipados de pontos de viragem na atividade econômica de cada país e são baseados em informações com histórico de sinalizar mudanças futuras. O levantamento ainda sugere que o ritmo de crescimento global deve se acelerar nos próximos meses, o que diminui temores de que uma desaceleração na China e em outros países em desenvolvimento possa anular a recuperação modesta vista em economias desenvolvidas.

Por: Agência Estado

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário