ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde

Negros são a maioria das vítimas de crimes violentos no Brasil, mostra levantamento

Bahia registra 3.480 novos casos de Covid e mais cinco mortes em 24h

Lutando pelo título do Campeonato Brumadense, Magnesita e Vila Nova se enfrentam neste domingo (3)

Anagé: Motociclista de 27 anos fica ferido após acidente na BA-262

Bahia deve registrar poucas chuvas em julho; volume pode ser abaixo dos 80 mm

Jovem morre após perder controle de veículo e bater em árvores na BA-262, próximo à Aracatu

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumadense ganha R$ 10 mil em sorteio do Nota Premiada Bahia


Foto de policiais com cadáver será objeto de sindicância, afirma comando da PM-BA

Foto: Divulgação

Uma foto de policiais militares em uma operação no município de Bonito, na Chapada Diamantina, onde aparecem em pose em torno do corpo de um homem identificado como “Coninho”, apontado como líder de uma quadrilha que assaltou uma agência bancária em Mucugê na última quinta-feira (7), será motivo de sindicância por parte da corregedoria da PM-BA. A imagem foi repercutida em vários sites e blogs na internet desde domingo (10). De acordo com nota da assessoria da corporação, em resposta ao Bahia Notícias, a entidade “não coaduna com o comportamento adotado pelos policiais militares da CIPE Semiárido que posaram numa foto exibindo o corpo de um criminoso responsável pelo roubo de uma agência bancária no município de Mucugê, na última quinta-feira (7)”. No texto, a Polícia Militar sinaliza que não deixará o fato cair no esquecimento. “A Corporação irá apurar o fato através de sindicância instaurada pela Corregedoria Geral”, diz a nota. O caso aparece dias depois de a PM-BA ser apontada na sétima edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública omo a que mais mata no país, ao mesmo tempo em que tem a aprovação de mais da metade dos baianos (54%). A foto também chamou a atenção da Ordem dos Advogados da Bahia (OAB-BA), que deve levar o caso ao plenário da instituição. Segundo o vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da secção baiana da OAB, Eduardo Rodrigues, a imagem traduz uma falta grave às regras de convivência em um Estado de Direito. “Não é porque o sujeito está morto que se tem o direito de desrespeitar o corpo dele, além de seus familiares. A polícia também não pode usar o corpo de alguém como um troféu”, disse o advogado em entrevista ao BN. Rodrigues disse que uma audiência já havia sido marcada com a PM-BA, antes do ocorrido em Bonito, para tratar de assuntos referentes ao trabalho policial no estado.



Comentários

  • Hnorio

    "Esta de parabens a CIPE desta operaçaoi como tambem a POLICIA CIVIL que vem tirando de pauta estas quadrilhas de fora da lei que nao querem trabalhar e quer usufluir luxos,carros,drogas e armas nas custas da naçao que dinheiro roubado em bancos quem paga e os cidadoes de bem que pagam seus impostos ,A sindicancia neste caso sim para dar aumentos salarial para todos os militares que enfrentam estes bandidos fora da lei com poucos custo nota 10 para todas as guarniçao nesta operaçao."

Deixe seu comentário