ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Abastecimento em bairros e localidades rurais de Brumado registra irregularidade por falta de energia elétrica

Preço da gasolina sobe quase 60 centavos e chega a R$ 5,09 em Brumado

Clínica Mais Vida traz para Brumado o que há de mais moderno em Ultrassonografia de qualidade e alta definição

Barra do Choça: Mulher é encontrada morta dentro de casa; suspeito possuía dívida de R$15 mil

Acusado de furtar seringas, servidor foi encontrado morto antes de ser ouvido em Conquista

Fim de semana com alimentos saudáveis é na Bete Fruits

47 novos casos de coronavírus são registrados nas últimas 24h em Brumado

Brumado; Presidente da Câmara afirma que áudio em que ele pede 'farra' no primeiro salário, 'não passou de uma brincadeira entre eles'

Índia autoriza exportação de vacina para o Brasil, diz agência Reuters

Municípios atendidos pela Central de Atendimento Covid em Brumado registram aumento nos casos de coronavírus

Cinco morrem em incêndio em prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia

Em suposto áudio gravado no aplicativo de mensagens, presidente da Câmara de Brumado informa primeiro pagamento dos edis e ironiza; 'galera é pra fazer farra viu'

Mutuípe: Médico de 95 anos escolhido para ser primeiro vacinado contra Covid-19 morre horas antes de ser imunizado

Mais de 19 mil baianos já tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19

Vitória da Conquista: Juiz autoriza paciente a plantar maconha para tratar fibromialgia

Bahia: MP aciona prefeito de Candiba por improbidade; prefeito 'furou' fila da vacinação

Brumado: Casal morre e três ficam feridos em grave acidente na rotatória da BA-262 e BR-030

Bahia registra recorde na média móvel de casos de Covid-19

Brumado confirma a 47ª morte por conta do novo coronavírus

Caoa pode substituir Ford na fábrica de Camaçari, afirma coluna


Atirador que matou jornalistas foi orientado a procurar ajuda psicológica; veja cena do atentado

Bryce foi colega de trabalho das vítimas (Foto: Reprodução)

A chefia de reportagem da WBDJ7, emissora afiliada da CBS, já tinha pedido para Bryce Williams procurar ajuda médica por conta do comportamento agressivo exibido pelo então funcionário. A informação está em memorandos internos da emissora, segundo reportagem da BBC. Williams foi o responsável por atacar e matar uma repórter e um cinegrafistas enquanto faziam uma matéria ao vivo nos EUA.  Williams trabalhou por dois anos na WBDJ7. Ele é suspeito de matar dois ex-colegas de trabalho em uma transmissão ao vivo, na Virginia, EUA, na quarta-feira (26). Além do vídeo da transmissão, Williams também filmou sua aproximação das vítimas e os disparos. A repórter Alison Parker, 24 anos, e o cinegrafista Adam Ward, 27, estavam no local fazendo uma entrevista quando foram baleados. Williams postou em redes sociais o vídeo com o registro. Ele depois atirou em si mesmo e morreu.  O nome oficial do suspeito é Vester Lee Flanagan II. Ele alegou nas redes sociais que Alison fez comentários racistas sobre ele e que Adam fez uma reclamação contra ele nos Recursos Humanos. A ABC News afirmou que recebeu depois do ataque um fax de uma pessoa alegando ser Bryce Williams. Nas últimas semanas, um homem que se identificava com o mesmo nome ligou para a emissora dizendo que queria sugerir uma pauta via fax, mas nunca disse do que se tratava. O fax era um documento de 23 páginas em que autor diz seu verdadeiro nome e dá uma explicação para os assassinatos. Cerca de uma hora depois de receber o fax, a ABC recebeu uma ligação de um homem dizendo ser Bryce afirmando que estava com as autoridades "atrás dele". O suspeito desligou rapidamente. Na carta enviada por fax, Bryce diz que seu crime foi motivado pelo ataque em junho a uma comunidade negra de Charleston, na Carolina do Sul, que deixou 9 mortos. O crime, aparentemente, foi motivado por racismo.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário