ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Petrobras sobe novamente preços da gasolina e do diesel

Brumado: OAB vai acionar prefeito na Justiça após decreto que liberou uso de máscaras

Brumado: Colisão lateral entre veículo de passeio e moto deixa dois feridos na BA-148

Motociclista de 42 anos morre em acidente na BA-148

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Obras da Fiol entre Ilhéus e Caetité vai gerar até 60 mil novos empregos

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia

Após EUA transplantar rim de porco para paciente com morte cerebral, Brasil deve iniciar testes

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Governo Federal diz que não interferirá em preços de combustíveis

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Governo da Bahia assina contrato de R$ 53 mi para colocar presídio de Brumado em funcionamento

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Homem apontado como mandante da morte de médico em Barra se entrega à polícia

Bahia: Chuvas ajudam na redução de incêndios florestais na Chapada Diamantina

Operação constata desmatamento ilegal em cerca de 589 hectares na Bahia

Trem carregado com cimento descarrila em área residencial de Brumado

Brumado: Mulher que tentou matar a filha envenenada com chumbinho foi presa após condenação da Justiça


Campo Seco: ‘Não sou o monstro que estão falando, sou sim uma vítima da homofobia’

(Arte: 97NEWS)

A população brumadense parece ter uma vocação além do normal para os exageros verbais, ou seja, a secular “fofoca” por aqui parece tomar hormônios e fica hiper dimensionada, talvez seja essa até uma das explicações para se ter cada vez mais blog na cidade. Dentro deste contexto algumas situações que ficariam somente restritas às mesas de bares, a popular “boca miúda”, acabam ganhando contornos inimagináveis. Esta seria a descrição para um caso que ficou conhecido como o “Pedófilo do Campo Seco”, que foi substanciado por uma série de denúncias de moradores do local, que afirmaram, com todas as letras, que um homem loiro, alto, que tinha um Celta Branco estava aliciando adolescentes que moravam naquela comunidade. A reportagem do 97NEWS foi procurada por um homem que disse ter sido acusado injustamente devido à matéria e foi lhe dado todo o direito de se esclarecer. Em tom seguro ele afirmou que “após a veiculação da matéria eu sofri várias acusações, inclusive com minha foto circulando no whatsapp, então, como não devo nada e estou com a minha consciência limpa vim esclarecer que tudo isso não passa de um grande mal entendido”. E continuou argumentando que “existiram algumas coincidências que levaram as pessoas a me acusarem, pois tenho um celta branco, tenho amigos no Campo Seco e sou gay assumido”. E finalizou disparando que “eu não sou o monstro que estão falando, sou sim uma vítima da homofobia, pois quando chego naquela comunidade eles não me suportam só pelo fato de ser homossexual. Que eles revejam essa atitude, pois venha passando por situações de constrangimento, sendo acusado de um ato que não cometi, quem me conhece sabe muito bem disso”. Confira abaixo entrevista na íntegra: 

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário