ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia: APLB é denunciada por coagir professores para que recebam precatórios; entenda

Aracaju: Famílias disputam linguiça vencida descartada em terreno

Anvisa aprova uso de autotestes para Covid-19 no Brasil

Psicóloga especializada em Terapia Cognitiva Comportamental passa a fazer parte do quadro de especialistas da Clínica Mais Vida

Bahia vacina mais de 90% dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa

Caso do tripléx do Guarujá envolvendo Lula é arquivado pela Justiça

Brumado: CIPRv divulga relatório de acidentes do mês de janeiro de 2022 nas rodovias da região

Bahia: Governo suspende feriado prolongado no período do carnaval

Brumado registra 292 casos ativos e 3 pacientes internados por conta da Covid-19

Brumado: Sala do empreendedor auxilia na declaração anual do MEI

Brasil: 32 milhões de doses da vacina Janssen ainda não foram distribuídas às cidades

Pastores são presos por estupro de vulnerável e cárcere privado na Bahia

Ipespe mostra Lula no topo das intenções de voto, com 44%; Ciro e Moro empatam

Laboratórios privados deixam de notificar casos de Covid-19 na Bahia, diz Sesab

Brumado: Durante fiscalização na garagem da Novo Horizonte, PM apreende acessórios e cosméticos falsificados dentro de ônibus

Brumado: Polícia cumpre mandado de prisão contra traficante de drogas

Brumado: Prefeito destaca 1º vestibular de medicina que será realizado de forma online

Alunos da rede municipal de ensino de Brumado conquistam medalha de prata na OBMEP 2021

Homem é encontrado morto em Livramento de Nossa Senhora

Fundo Eleitoral de 2022 é 7 vezes maior do que valor destinado à Anvisa em 2021


‘Já estamos começando a passar fome seu prefeito e Guard Secure’, declara vigilante ao 97NEWS

O vigilante Juraci Campos Moura relatou a sua indignação ao 97NEWS (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

O impasse entre vigilantes, Guard Secure e prefeito de Brumado chegou ao limite e os cerca de 30 vigilantes que atuavam na empresa até o dia 30 de novembro de 2015 já começam a mostrar uma grande revolta com a situação. Na tarde desta quinta-feira, 22/01, o vigilante Juraci Campos Moura recebeu o repórter Marcos Paulo, do 97NEWS, para explicar a sua situação. “Estamos desde o dia 30 de novembro sem receber, estão nos devendo férias, 13º salário, tempo de serviço e nada, além do que não foi dada baixa na carteira o que nos está impedindo de arrumar um novo trabalho”, expressou. Muito indignado ele ainda citou que “esta indefinição entre a prefeitura e a Guard Security está nos prejudicando demais, já estamos começando a passar fome, porque estamos devendo na praça e ninguém já quer nos vender mais fiado, então prefeito Aguiberto e representantes da empresa, nos digam como vai ficar a nossa situação, já que vocês não se manifestam com uma decisão”. A esposa do vigilante também relatou a sua preocupação ao dizer que “estão acabando com a nossa vida, temos filhos que pedem comida e não podemos dar, temos dinheiro para receber, temos os nossos direitos e eles não estão nem ai, nos tratando como se fôssemos cachorros”. Ela foi mais além e disse que “se não for dada uma solução urgente para a questão vamos ter que tomar medidas drásticas, pois o desespero toma conta de nós”. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário