ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Chuvas abaixo da média na Bahia previstas para junho podem afetar safra de milho, aponta Inmet

Centro Espírita promove feijoada beneficente em Brumado neste domingo (26)

Tudo pronto para o Forró do Sítio Novo 2024 as 17h

PF fecha empresas de segurança que atuavam de forma ilegal em Vitória da Conquista e em mais 16 cidades da Bahia

Prefeitura de Brumado confirma realização de eventos juninos na cidade

Anagé: Policial denunciado pelo MP por estupro de vulnerável é preso no sul baiano

CDL de Brumado solicita instalação de semáforos em vias do centro comercial

Embasa e Bahiagás firmam protocolo de intenção para geração de bioenergia

Policiais de São Paulo poderão parar gravação de nova câmera corporal quando quiserem

Cidade do norte da Bahia registra 88 tremores de terra em um dia

Cem quilos de maconha são apreendidos pela Polícia em Guanambi

Brasil poderá dobrar produção de gás natural em 4 anos

Sextou! Faça seu pedido de frutas e verduras fresquinhas em Bete Fruits


Brumado: PM apreende homem com drogas no Residencial Brisas 3; suspeito já tem passagens por tráfico

Foto: Divulgação l 24º BPM

Um homem foi detido no residencial Brisas 3, em Brumado, na manhã de domingo (22), portando cinco trouxinhas de cocaína e dez porções de maconha. A abordagem foi realizada pela guarnição  do Pelotão Carcará do 24º Batalhão de Polícia Militar. Conforme o 24º BPM, os militares realizavam patrulhamento na Rua C, quando avistaram o suspeito levando uma sacola com refrigerante, e ao perceber a presença dos policiais, tentou fugir, mas foi alcançado e abordado. Segundo a PM, o homem já tem passagens pela prática de tráfico de drogas. O suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Delegacia, onde a ocorrência foi registrada. 



Comentários

  • J. Cícero Alves Costa+

    "Parabéns aos integrantes da guarnição policial que efetuou a detenção em flagrante do suspeito e sua consequente condução à Delegacia de Polícia. Infelizmente, a cada dia que passa, proliferam-se atividades criminosas ligadas ao tráfico ilícito de drogas no país e intensifica-se a violência urbana, levando medo e terror às populações, que acabam se tornando reféns da ação de facções criminosas que atuam em todos os estados, à exemplo do que ocorreu no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (23/10), onde dezenas de ônibus foram queimados por criminosos da maior milícia do Rio, num espetáculo de extrema violência e terror. O fato é que, seja na Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo ou em qualquer outro estado do país, o aumento da criminalidade em geral resulta sobretudo da falta de leis penais mais duras e inflexíveis, bem como de maiores investimentos no fortalecimento e ampliação da estrutura e gestão do sistema penitenciário brasileiro como um todo. Note-se que – no caso em comento - , o detido “já tem passagens pela prática de tráfico de drogas”. Reitere-se aqui , por oportuno , o que já se disse alhures do excelente portal de notícias, 97News. Muitos dos delinquentes membros de facções criminosas são bandidos reincidentes e insuscetíveis de ressocialização. Praticam os mais diversos e hediondos tipos de crime, são detidos, julgados e presos, passam uma "temporada" no presídio, comendo, bebendo e vivendo às nossas custas. Após cumprirem uma parte da pena, progridem de regime e pouco tempo depois são liberados e voltam às ruas para novamente matar, roubar, traficar até serem presos de novo, e o ciclo se repete. Fazem da cadeia uma colônia de férias. (https://www.97news.com.br/noticias/25207-2021/02/04/promotor-de-justica-detona-audiencias-de-custodia-no-brasil-parque-de-diversoes-para-bandidos#formulario) Num país como o nosso, onde é cada vez mais intensa e generalizada a violência urbana e no qual, em geral, se encontra a sociedade refém da criminalidade, já passou da hora de exigirmos do Congresso Nacional a eliminação definitiva desses facínoras do nosso meio, pelo acréscimo no Código Penal do instituto da pena de morte ou da prisão perpétua para traficantes!! Revogando-se o artigo 5º, inciso XLVII, alíneas “a” e “b”, da Constituição Federal. O legislador penal brasileiro (deputados federais e senadores) precisa saber que delinquentes contumazes não são coitadinhos, são bandidos vocacionados e irrecuperáveis que já não conseguem mais se adaptar à vida em sociedade, que já não se prestam mais ao convívio social. São antes um peso para a sociedade e um risco constante para nós outros, cidadãos de bem, que sobrevivemos de trabalho digno e honesto e respeitamos as leis. O sistema de justiça criminal brasileiro será tanto mais produtivo e eficaz, quanto mais rigoroso e efetivo for o combate à criminalidade no país. "

Deixe seu comentário