ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Adolescente de 13 anos diagnosticada com tumor no cérebro aguarda por uma vaga em uma UTI avançada

Novo carregamento da vacina pediátrica da Pfizer chega ao Brasil

Mulher doa rim para namorado e homem acaba relacionamento após traí-la

Guanambi: Duas pessoas são conduzidas à delegacia por furto de energia

Euclides da Cunha: Mulher é achada morta dentro de imóvel com sinais de enforcamento

Brasil registra 84 mil casos de Covid e cerca de 1 milhão em uma semana

Guanambi: Prefeitura habilita 10 leitos clínicos para tratamento da Covid-19 e mais 10 leitos de suporte à UPA

Bahia atinge 18.314 casos ativos de Covid-19 e registra 18 mortes pela doença

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira


Brumado: Fabrício Abrantes repudia o projeto que pretendia alterar o Código de Obras e Urbanismo

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em nota enviada ao site 97NEWS, o presidente do Democratas de Brumado, o empresário Fabrício Abrantes, manifestou a sua total indignação contra o Projeto de Lei nº 041/2021, que altera o Código de Obras e Urbanismo do município. Para Abrantes, a proposta traz graves prejuízos à população. “Com a rejeição do projeto na Câmara de Vereadores, temos a sensação do dever cumprido e a certeza de que devemos continuar firmes na defesa dos interesses da população brumadense”, destacou. Abrantes ainda agradeceu aos vereadores Rey de Domingão, Beto Bonelly, Amarildo Bonfim, João Vasconcelos, Vanderlei Boca, Harley Lopes, Rubens Araújo e Verimar Meira por honrarem os votos dos brumadenses, não permitindo que o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (Sem Partido) crie mais contratempos e entraves burocráticos para a comunidade. Na nota, Abrantes ainda questionou que, com a aprovação do projeto, o prefeito poderia suspender os atuais fornecimentos de água e luz das residências e comércios por atraso no IPTU, bem como poderia não autorizar as ligações de um imóvel quando outro imóvel no nome do proprietário estiver inadimplente com o Município. “É preciso que a população brumadense e os vereadores estejam atentos e digam não ao Projeto de Lei nº 041/2021, que altera do Código de Obras e Urbanismo de Brumado e concede ao prefeito amplos poderes”, concluiu a nota.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário