ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Petrobras põe direitos de potássio na Amazônia à venda

MP autoriza exploração de minérios nucleares por setor privado

Psicóloga atende na Pax Nacional; agende já sua consulta

Petrobras reduz preços de venda de gasolina para as distribuidoras a partir desta terça-feira (16)

Brumado: Vitimas do grave acidente na BR-030 foram identificadas

FGTS vai distribuir R$ 13,2 bilhões em lucro aos trabalhadores

Chegou em Brumado, Auto Diesel: O melhor preço da Bahia!

Brumado: Dois jovens morrem na BR-030 após moto ser atingida por carro

Pai tenta matar o próprio filho com golpe de faca em Tanque Novo

Brumado: Professora de matemática do IFBA sofre AVC e morre cinco dias depois

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Eleitor tem até quinta-feira (18) para pedir voto em trânsito

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 27 milhões

Universidades Estaduais Baianas apoiaram Carta Aberta à Democracia

Brumado: Duas mulheres ficam feridas em acidente na BA-148

Deputados e senadores querem aumentar os seus salários para R$ 36,8 mil


Brumado: Fabrício Abrantes repudia o projeto que pretendia alterar o Código de Obras e Urbanismo

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em nota enviada ao site 97NEWS, o presidente do Democratas de Brumado, o empresário Fabrício Abrantes, manifestou a sua total indignação contra o Projeto de Lei nº 041/2021, que altera o Código de Obras e Urbanismo do município. Para Abrantes, a proposta traz graves prejuízos à população. “Com a rejeição do projeto na Câmara de Vereadores, temos a sensação do dever cumprido e a certeza de que devemos continuar firmes na defesa dos interesses da população brumadense”, destacou. Abrantes ainda agradeceu aos vereadores Rey de Domingão, Beto Bonelly, Amarildo Bonfim, João Vasconcelos, Vanderlei Boca, Harley Lopes, Rubens Araújo e Verimar Meira por honrarem os votos dos brumadenses, não permitindo que o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (Sem Partido) crie mais contratempos e entraves burocráticos para a comunidade. Na nota, Abrantes ainda questionou que, com a aprovação do projeto, o prefeito poderia suspender os atuais fornecimentos de água e luz das residências e comércios por atraso no IPTU, bem como poderia não autorizar as ligações de um imóvel quando outro imóvel no nome do proprietário estiver inadimplente com o Município. “É preciso que a população brumadense e os vereadores estejam atentos e digam não ao Projeto de Lei nº 041/2021, que altera do Código de Obras e Urbanismo de Brumado e concede ao prefeito amplos poderes”, concluiu a nota.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário