ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Serviço de primeiro emplacamento só poderá ser realizado após a confirmação de dados

Brumado: Adolescente de 13 anos diagnosticada com tumor no cérebro aguarda por uma vaga em uma UTI avançada

Novo carregamento da vacina pediátrica da Pfizer chega ao Brasil

Mulher doa rim para namorado e homem acaba relacionamento após traí-la

Guanambi: Duas pessoas são conduzidas à delegacia por furto de energia

Os melhores aromatizantes para ambientes você encontra na Império Utilidades

Euclides da Cunha: Mulher é achada morta dentro de imóvel com sinais de enforcamento

A Pax Nacional tem credibilidade e compromisso comprovado, não aceite imitações

Brasil registra 84 mil casos de Covid e cerca de 1 milhão em uma semana

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Guanambi: Prefeitura habilita 10 leitos clínicos para tratamento da Covid-19 e mais 10 leitos de suporte à UPA

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido

Bahia atinge 18.314 casos ativos de Covid-19 e registra 18 mortes pela doença

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Comprovante de vacinação passa a ser exigido em delegacias da Bahia

Piloto morre após queda de avião em Luís Eduardo Magalhães

Vitória da Conquista: Terreiros de religiões de matriz africana ganham imunidade tributária

Brumado registrou 178 casos ativos de Covid-19 na sexta-feira


Brumado: Com casos ativos em queda, município está há 34 dias sem registrar óbitos por conta da Covid

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Após 34 dias, Brumado não registra óbitos por Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (05). A cidade de quase 68 mil habitantes registra queda de casos ativos da doença. Ao todo, já são 9.848 casos confirmados de coronavírus. No momento, 13 pacientes ainda estão em tratamento e 9.638 já foram recuperados da doença. Desde o início da pandemia, o município registrou 197 óbitos. Com a queda nos casos, leitos de UTI e a Central de Atendimento a Covid (UPA 24h) foram desativados. Sobre quando as coisas devem começar a se normalizar existe ainda uma incerteza sobre cada Estado, já que o avanço da vacinação varia muito. O mais provável é que todo mundo esteja vacinado no primeiro semestre de 2022. No entanto, os especialistas ressaltam que até o fim desse ano vai dar para ter uma noção de como vai ser o “novo normal” pós Covid-19.

 

 

Foto: Divulgação


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário