ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Itapetinga: Passageira morre e três pessoas ficam feridas em capotamento na BA-263

Empresa abre várias vagas de emprego em Brumado

Botuporã: Três pessoas morrem e outras cinco ficam feridas em acidente na BA-156

Brumado: Campus da UNEB realiza a primeira sessão das oficinas de ‘Arteterapia’ no Bairro Urbis 2

Fisioterapeuta da Clínica Mais Vida fala sobre a importância da fisioterapia no alívio das dores causadas pela Chikungunya

Bahia ocupa 3° lugar no ranking nacional de habitações precárias, aponta fundação

Sindicato dos Comerciários conquista vários benefícios para todos os trabalhadores e trabalhadoras do comércio de Brumado e Região

Google Tradutor adiciona Guarani e outros idiomas da África, Ásia e América do Sul

Polícia Rodoviária Federal registra apreensão recorde de cocaína em 2021

Mãe tenta vender filho por R$ 400 e foge do hospital após parto

Brumado: Homem é preso após matar companheiro da ex-namorada com golpes de faca no bairro do Mercado

Planejamento das Eleições Gerais 2022 é debatido na sede do TRE-BA

Barra da Estiva: PM apreende seis carros com suspeita de serem clonados

CGU aponta R$ 2,6 bi em desvios do Farmácia Popular

Eleições no Clube Social de Brumado: Chapa 2 quer renovação e inclusão das mulheres na gestão

Estados dizem que cumpriram lei e vão recorrer no STF sobre ICMS no diesel

Em mais uma decisão, justiça suspende licitação que pretendia privatizar serviços de água e esgoto em Brumado

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Brumado: Administrador de cemitérios relata filas de enterros no mês de março

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em entrevista ao site 97NEWS, o administrador de cemitérios de Brumado, Américo Brito, o seu "Beco" relatou filas de enterros de vítimas da Covid-19 no mês de março. Segundo ele, a falta de equipe pela Prefeitura atrasa o trabalho em um momento de alta demanda pelo aumento do número de óbitos na pandemia. No último dia 15 de março, a cidade registrou 7 óbitos em 24 horas (veja aqui). No sábado, três dias antes, a Capital do Minério já havia registrado quatro óbitos em 24 horas. Já no dia 18 de março foram três óbitos em 24 horas (veja aqui). Com o aumento de mortes na cidade, seu Beco chegou a afirmar que faltaram covas durante sepultamentos. "Muitos não querem enterrar na terra, eles [parentes das vítimas] querem na gaveta, mas não temos funcionários pra essa demanda", disse Américo durante o pico de mortes na última semana. Já neste final de semana, os óbitos caíram em Brumado. Entre sexta-feira (19) e domingo (21), a cidade registrou um óbito no sábado, dia 20. Nesse mesmo dia, os casos ativos saltaram de 649 na sexta para 704 no sábado, ou seja, 55 pacientes testaram positivo para a doença em 24 horas. Ainda sobre os sepultamentos nos cemitérios de Brumado, o administrador chamou a atenção da população e pediu para que todos se cuidem. "Essa doença não é brincadeira, se vocês não se cuidarem a morte vem, e o final será sempre o mesmo, embaixo da terra sem distinção de cor, raça ou condição financeira", disse Américo Brito, o seu Beco de 84 anos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário