ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde

Negros são a maioria das vítimas de crimes violentos no Brasil, mostra levantamento

Bahia registra 3.480 novos casos de Covid e mais cinco mortes em 24h

Lutando pelo título do Campeonato Brumadense, Magnesita e Vila Nova se enfrentam neste domingo (3)

Anagé: Motociclista de 27 anos fica ferido após acidente na BA-262

Bahia deve registrar poucas chuvas em julho; volume pode ser abaixo dos 80 mm

Jovem morre após perder controle de veículo e bater em árvores na BA-262, próximo à Aracatu

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumadense ganha R$ 10 mil em sorteio do Nota Premiada Bahia


Maior procura por leitos de UTI pode ter relação com infecção 'diferente' da 1ª onda da Covid-19

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Após a Bahia atingir o maior número de óbitos notificados pelo estado no período de um dia, a procura diretamente por leitos de UTI pode ter crescido por conta de uma infecção da Covid-19 mais forte. De acordo com a infectologista Clarissa Cerqueira, a infecção é "diferente da primeira onda da pandemia".  "Estava no hospital que estavam com Covid na primeira onda. A evolução é bem diferente. Algumas pessoas estão usando medicações em horas erradas, corticoides. Se é essa cepa, que tem resultados preliminares apontando uma maior gravidade. Estamos observando uma demanda alta para leitos de UTI e mais grave", explicou Clarissa. A última quinta-feira (18) também registrou um novo recorde de pacientes internados com casos graves da Covid-19: 1.162 pessoas. Esse número está ocupando leitos de terapia intensiva para adultos, além de 21 crianças em vagas de UTIs pediátricas, somando 1.183 baianos. Na Bahia, a diferença de ocupação entre leitos de UTI e enfermaria é de 20%. A ocupação das UTIs para adultos subiu de 86% para 87% nas últimas 24 horas, com as unidades de terapia intensiva para crianças, a taxa teve uma queda de 64% para 58%. Já nas enfermarias, o percentual de vagas preenchidas é de 67% entre as para adultos e 69% nas infantis, segundo a secretaria de saúde do estado.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário