ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Bahia: APLB é denunciada por coagir professores para que recebam precatórios; entenda

Aracaju: Famílias disputam linguiça vencida descartada em terreno

Anvisa aprova uso de autotestes para Covid-19 no Brasil

Psicóloga especializada em Terapia Cognitiva Comportamental passa a fazer parte do quadro de especialistas da Clínica Mais Vida

Bahia vacina mais de 90% dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa

Caso do tripléx do Guarujá envolvendo Lula é arquivado pela Justiça

Brumado: CIPRv divulga relatório de acidentes do mês de janeiro de 2022 nas rodovias da região

Bahia: Governo suspende feriado prolongado no período do carnaval

Brumado registra 292 casos ativos e 3 pacientes internados por conta da Covid-19

Brumado: Sala do empreendedor auxilia na declaração anual do MEI

Brasil: 32 milhões de doses da vacina Janssen ainda não foram distribuídas às cidades

Pastores são presos por estupro de vulnerável e cárcere privado na Bahia

Ipespe mostra Lula no topo das intenções de voto, com 44%; Ciro e Moro empatam

Laboratórios privados deixam de notificar casos de Covid-19 na Bahia, diz Sesab

Brumado: Durante fiscalização na garagem da Novo Horizonte, PM apreende acessórios e cosméticos falsificados dentro de ônibus

Brumado: Polícia cumpre mandado de prisão contra traficante de drogas

Brumado: Prefeito destaca 1º vestibular de medicina que será realizado de forma online

Alunos da rede municipal de ensino de Brumado conquistam medalha de prata na OBMEP 2021

Homem é encontrado morto em Livramento de Nossa Senhora

Fundo Eleitoral de 2022 é 7 vezes maior do que valor destinado à Anvisa em 2021


'Pelo visto a guerra vai começar'; afirma vice-diretor da APLB/Caatinga, após categoria ter salários descontados na paralisação da rede estadual de ensino

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Terminou na última sexta-feira (21) a paralisação dos professores da rede estadual de ensino da Bahia. Mas uma nova polêmica surgiu, entre a categoria e o governador Rui Costa. Segundo o vice-diretor da APLB/Caatinga, André Azevedo, o governo da Bahia descontou o salário dos professores por conta de duas paralisações realizadas pela categoria em 2020. Na semana passada, os professores haviam suspendido as atividades entre os dias 18 e 21. Na pauta de reivindicações, estão melhorias no setor, como o reajuste linear de 12,84%, tabela, piso salarial, reforma do Ensino Médio e Bolsa Auxílio. Em entrevista ao 97NEWS, o sindicalista André Azevedo afirmou ainda que o governo Rui Costa está tratando o caso de forma truculenta. “O nosso governador [correria] correu bastante ai, e já fez o desconto em folha de dois dias de paralisação. E nossa opinião é um desconto ilegal, visto que estamos lutando pelos nossos direitos. Mas se tratando de um 'PHD' em greve, desculpem a ironia, a gente sabia que estávamos travando uma batalha contra um inimigo [astuto], um covarde, isso nós não tínhamos dúvidas", declara o vice-diretor da APLB/Caatinga. De acordo com Azevedo, o desconto em folha sirva de termômetro para a categoria, na qual pretende enfrentar uma greve. "A gente vai ver quais são as condições do professores em aceitar esse massacre em nossa carreira, e no próximo dia 04 de março teremos a assembléia geral. Pelo visto a guerra vai começar (Sic)", comentou o sindicalista. Ele ainda declara que no sábado (29), a regional sudoeste estará reunida na cidade de Vitória da Conquista e, um dos assuntos da pauta, será a possível greve.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário