ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: SMTT realiza ações na 'Semana Nacional de Trânsito 2021'

Números de Covid na Bahia não são divulgados por falha no sistema do governo federal

Município de Guanambi é condenado a indenizar donos de carro atingidos por queda de árvore

Foi preso em SP o suspeito de cometer latrocínio em Paramirim

Brumado: Parentes, amigos e colegas dão último adeus a Daniel Simurro

Osmar Botelho é o novo presidente da Auditoria Pública Cidadã Baiana

Mais de 600 mil doses de vacinas serão distribuídas na Bahia nesta terça

Brumado: Venha conhecer a loja Império Utilidades

Jornalista Daniel Simurro morre aos 58 anos em Brumado

Brumado: Há 19 dias município não registra morte por Covid-19

Guanambi: Rui entrega reforma de estrada e autoriza R$ 35 milhões em ações

Brumado: Blogueiro Daniel Simurro é internado após mal súbito em sua residência

Brumado: Sindicato dos Mineradores denuncia assédio moral em empresa de refino de talco

Brumado retoma vacinação de adolescentes com 16 e 17 anos nesta terça-feira (21)

Novas chamas atingem Chapada Diamantina entre Mucugê e Lençóis

Caetité lidera produção mineral baiana em agosto

Em carta, governadores desmentem Bolsonaro sobre alta da gasolina

Brumado: Manifestantes protestam contra Bolsonaro e prefeito Eduardo Vasconcelos em praça pública

Brumado: Após 1 ano e cinco meses, grupos de capoeira retornam com encontros em praças

Tem novidade na Gel Sol, sua representante Intelbras na Bahia


Brumado: Família e amigos raspam o cabelo para dar apoio a brumadense com câncer; '#SomosTodosDú'

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A luta contra um câncer se tornou bem mais leve para um morador de Brumado que recebeu o apoio de amigos e familiares. Como a maioria das pessoas que passam pelo tratamento de um câncer com quimioterapia, Eduardo Santos de Oliveira, de 33 anos, também iria perder o cabelo, mas a notícia ruim foi acompanhada de belas demonstrações de amor. O pai de Eduardo, o irmão, um tio, e um amigo decidiram que passariam pela dificuldade de perder o cabelo junto com gerente operacional. “Quando fiquei sabendo da doença, do tratamento e que o cabelo cairia, eles já me falaram que estavam junto comigo, mas que também ficariam carecas foi uma surpresa”, lembra Oliveira. Diagnosticado com a doença no dia 17 de outubro deste ano, ele conta que foi um momento muito difícil. "Quando se fala em câncer a gente fica bastante abalado, parecia que o mundo iria desabar em cima de minha cabeça. Mas a gente serve um Deus que é vivo, e tenho recebido muita força. Além disso, minha família e meus amigos vem me dando um apoio muito grande, e isso a gente vai vencendo", conta Eduardo Santos ao 97NEWS. Depois da segunda sessão de quimioterapia, ele decidiu cortar o cabelo e alguns amigos e a família participaram do momento. “Começou a cair muito cabelo e decidi raspar. Na noite do dia 23 deste mês meu tio veio aqui com um amigo, meu pai e meu irmão e anunciaram a ação deles, fiquei muito emocionado”, conta. Para Oliveira, o gesto demonstrou o amor que sua família e amigos tem por ele, e isso o fortalece ainda mais. "Quando você descobre que está numa situação desta, sua cabeça fica a mil, mas quando você tem pessoas te apoiando, ai... eu me fortaleço mais para lutar e vencer esta batalha", relata. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Euclides Souza de Oliveira, pai de Eduardo declarou a reportagem que o momento foi maravilhoso. "Estamos juntos nessa campanha e ele vai vencer", disse o pai de Dú. Gabriel Kauê Santos, amigo de Eduardo também relatou que como eles não podem fazer a quimioterapia pelo amigo, eles decidiram realizar a ação como forma de afeto ao Eduardo e dizer: "estamos juntos Dú". Amarildo Bonfim, tio de Eduardo, contou ao 97NEWS que a ideia inicial era compartilhar a ação com a família nas redes sociais, mas o momento viralizou e chamou a atenção pela causa. "Quando a pessoa está com dificuldades, e ela encontra o apoio em amigos e na família, isso é muito importante. Principalmente numa doença como o Câncer, que as vezes as pessoas interpretam como uma sentença de morte, e ai, o psicológico abala muito, então é muito importante o apoio de todos", diz Bonfim que também está com sua mãe passando pelo mesmo tratamento. "A forma de encarar a vida é um abraçando o outro, e assim, vamos caminhando juntos confiando em Deus, que pode fazer toda mudança. Acreditamos sim na recuperação de Dú, ele está na segunda sessão de doze, ou seja faltam dez ainda, mas graças a Deus a gente percebe que ele está bem", disse Amarildo. A campanha #SomosTodosDú também foi compartilhada por parentes que moram em outros Estados. Além disso, as mulheres da família, simbolizando a campanha, usaram lenços na cabeça.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário