ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Preço do botijão de cozinha nas refinarias aumentou mais de 600% entre 2002 e 2021

Caminhão desgovernado tomba em frente a rodoviária da região e deixa motorista ferido

Tanhaçu: Homem de 38 anos morre após levar choque em freezer

Casos de Covid sobe e Brumado volta a registrar óbito por conta da doença

Guanambi: Retorno das aulas na rede municipal é adiado por causa de casos de Covid-19

PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido no RJ

Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país, diz Ministério da Saúde

Negros são a maioria das vítimas de crimes violentos no Brasil, mostra levantamento

Bahia registra 3.480 novos casos de Covid e mais cinco mortes em 24h

Lutando pelo título do Campeonato Brumadense, Magnesita e Vila Nova se enfrentam neste domingo (3)

Anagé: Motociclista de 27 anos fica ferido após acidente na BA-262

Bahia deve registrar poucas chuvas em julho; volume pode ser abaixo dos 80 mm

Jovem morre após perder controle de veículo e bater em árvores na BA-262, próximo à Aracatu

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Brumadense ganha R$ 10 mil em sorteio do Nota Premiada Bahia


Brumado teve um saldo positivo em relação ao número de vagas de emprego em 2019

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O ano de 2019, ainda não terminou, mas os dez primeiros meses apontam um saldo positivo em relação à empregos com carteira assinada em Brumado. O resultado foi melhor desde 2015, quando aconteceram as demissões nas obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL). Os dados foram divulgados na semana passada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Para se ter uma ideia, o setor de Serviços foi o que mais contratou, foram 1.355 novas vagas, um crescimento de 61,84%. Atualmente, Brumado vive uma expansão na Construção Civil, sendo a segunda área que mais empregou brumadenses ao longo dos 10 meses. Foram cerca de 1.165 contratações com carteira assinada, contra 862 demissões. A terceira área que mais contratou em 2019, foi o Comércio. Cerca de 837 novos funcionários, mas também foi o que mais demitiu este ano, foram cerca de 786 demissões. Outros cargos ajudaram elevar o saldo de empregos na Capital do Minério, é o caso dos setores de Indústria de Transformação (+383 vagas), e Serviços Industriais (+144 vagas). Por ser uma cidade que predomina a exploração mineral, o saldo negativo foi neste setor, que contratou apenas 87 trabalhadores e demitiu cerca de 130, o que representa um saldo negativo de 59,91% no setor. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Ainda neste mês de novembro, a Vix Logística, terceirizada da RHI Magnesita anunciou férias coletiva de 15 dias para o quadro de funcionários entre dezembro deste ano à Janeiro de 2020, informação confirmada pelo próprio presidente do Sindmineradores, Édio Pereira em entrevista a imprensa local. Mesmo assim, nos dez primeiros meses de 2019, o saldo de empregos em Brumado continua positivo apesar das demissões na mineração. No total, foram abertas  3.992 novas vagas de emprego, contra 3.040 demissões, o que trás um saldo de 952 vagas até o fim do ano. Números melhores do que em 2018, que contratou cerca de 4.195 trabalhadores, mas demitiu 3.686, o que teve um saldo de 509 vagas de janeiro a dezembro do ano passado. Ainda em 2019, em todo o Brasil, foram abertas 70.852 vagas de emprego formal. Para 2020, a expectativa é que, com a injeção de novos recursos do Governo Federal, várias novas contratações com carteira assinada aconteça em todo o país.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário