ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado

Caminhão tomba em ribanceira e deixa feridos em Conquista

Brumado: Irregularidades em Licitação pode ser um dos motivos de impeachment do Prefeito

Polícia desarticula quadrilha de receptação de caminhões furtados em Guanambi

Brumado: Em patrulhamento pelo bairro Dr. Juracy, Polícia apreende drogas

LEM: Homem é suspeito de agredir companheira e colocar fogo na casa

46ª CIPM inicia campanha contra a violência doméstica na região de Livramento de Nossa Senhora

Embasa lança Agência Virtual com diversos serviços

Auxílio de R$ 600 tira temporariamente 72% da extrema pobreza, diz ministério

Pagamento do Fies está suspenso até dezembro

Hemoba tem estoque crítico de bolsas de sangue por causa de queda nas doações

Faça seu exame de PSA no LAB

Brumado chega a 247 casos do novo coronavírus e 56 em tratamento

Cerca de meia tonelada de maconha é apreendida em Campo Formoso e Curaçá

Rui diz que cidades com aumento de casos da Covid-19 terão medidas mais duras de restrição

Tanhaçu registra primeiros casos de contaminação pelo novo coronavírus

86% das prefeituras baianas estão irregulares na transparência dos gastos com Covid-19, aponta TCM

Homem ateia fogo em residência e tira a própria vida no município de Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Mesmo sendo na modalidade 'pregão presencial', população questiona contrato entre Câmara e casa de peças no valor de 122 mil

Pré-candidato a vereador é preso com carro de luxo roubado em Contendas do Sincorá


Brumado: Superintendente de Trânsito desmente situação de 'bullying' na SMTT

Foto: Luciano Santos l 97News

Na última sexta-feira (8), agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), procurou a reportagem do 97NEWS para revelar ações internas que estariam acontecendo no órgão de trânsito. Dentre os assuntos citados a nossa reportagem, segundo um dos agentes, seria a situação de "bullying" por parte da administração pública, além disso, mudanças nos horários da escala de trabalho e pressão para possíveis irregularidades na Área Azul, o que segundo eles, estaria levando os agentes à uma situação de pressão psicológica, na qual parte da categoria já estaria inclusive buscando consulta clínica com especialistas e, que um deles, já está em tratamento psiquiátrico. Buscando ouvir o outro lado dos fatos, a reportagem do 97NEWS falou com o superintendente da SMTT, Castilho Viana no qual desmentiu os fatos narrados pelos agentes envolvidos e ainda disse que estranha o anonimato dos servidores, tratando o caso como 'assunto pessoal'. "De nossa parte a gente não tem nenhum tipo de tratamento nesse sentido, de qualquer que seja o servidor, já que eu também assumo outra pasta e, é uma declaração ao meu ver infeliz, até pelo fato da pessoa não ter a decência de se identificar. Mas de forma muito tranquilo eu posso garantir que nosso tratamento é igualitário e profissional", esclarece Viana. Sobre a escala de trabalho, o superintendente foi enfático, ao citar que na realização do certame, o concurso para o cargo de agente de trânsito oferecia uma carga horária de 40 horas, e de acordo com Viana, não seria justo só os agentes da SMTT receber essa diminuição, sendo que outros servidores cumprem as mesmas 40 horas. "Seria uma forma injusta com outros servidores municipais, ou até mesmo criar um precedente para o futuro, onde um concursado para 40 horas trabalhasse menos horas", disse. 

Foto: Luciano Santos l 97News

Castilho ainda frisou que mesmo assim, buscou junto a administração municipal, em reunião que aconteceu com a categoria, inclusive na presença da advogada do sindicato, na qual foi discutida a situação. "A advogada deles admitiu em mesa de negociação que de fato o edital do concurso deles é para 40 horas, eles saíram de lá com este entendimento, e decidiram entre eles que de fato iriam cumprir as 40 horas. Então assim está sendo, a escala é disponibilizada de forma livre, colocada em mural, nós não forçamos como foi dito pelos agentes", declarou o superintendente da SMTT. Por fim, Castilho Viana reafirmou que entende as declarações por parte dos agentes como uma situação pessoal, mas que mesmo assim não vai mudar sua forma de administrar a SMTT. "Não é por isso que nós vamos mudar nossa forma de trabalhar, estamos aqui para atender todos de uma forma igualitária, não estamos aqui para forçar ninguém a fazer nada errado, mas também não estamos aqui para sofrer nenhum tipo de chantagem", afirma Viana.   

 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário