ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Operação Campo Seco cumpre mandado na zona rural do município

'VLI causa prejuízo claro à coisa pública', diz a ANTT sobre ferrovia que corta a Bahia

Profissionais de saúde receberão dose de reforço contra a Covid, diz ministro da Saúde

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 7 milhões

Familiares cobram de Rui Costa inauguração do presídio de Brumado, prevista para o fim de julho

Brasil: Bolsonaro afirma que extrapolou durante discursos nas manifestações de 7 de Setembro

Azeite da Chapada Diamantina conquista medalha de ouro durante concurso em Paris

Vitória da Conquista: Mulher é presa com maconha, cocaína e lança-perfume em ônibus

Brumado: Avenida Lindolfo Azevedo Brito será duplicação de 1 km e meio e terá ciclovia

Brumado: Busca pela 3ª dose da vacina contra a Covid tem sido satisfatória

Infectologista da Clínica Mais Vida destaca a importância de acompanhamento médico para síndrome pós Covid 19

Com queda de internações, Brumado poderá encerrar atividades da UPA Covid

Brumado: Boletim aponta 49 pessoas em tratamento por conta da Covid-19

Na Semana Nacional de Trânsito, SMTT realiza blitz educativa no centro de Brumado

Moradores registram vazamento de água no centro de Brumado; veja vídeo

Pediatra é assassinado dentro de consultório no oeste da Bahia

Brumado: Dois foragidos da operação 'Apópeira' se entregam à Polícia

Colisão entre ônibus que seguia para Abaíra e veículo de passeio deixa mortos e feridos

Brumado: Um homem foi preso durante operação das Polícias Civil e Militar; dois ainda são procurados

Bahia: Governo nomeia 39 investigadores da Polícia Civil e anuncia convocação de mais 171 professores


Neymar não será indiciado após acusação de estupro; jogador não cometeu nenhum crime diz Polícia

Foto: Reprodução l LOIC VENANCE / AFP

A Polícia Civil decidiu não indiciar o jogador Neymar por crime de estupro no caso em que ele foi acusado pela modelo Najila de Souza, em maio. A investigação foi concluída na segunda-feira (29) pela delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher. O inquérito policial foi aberto após a suposta vítima registra boletim de ocorrência no dia 31 de maio. A delegada tinha 30 dias para a conclusão do inquérito, mas fez o pedido de prorrogação do prazo no dia 1º de julho. A juíza acatou no último dia 12. A polícia concluiu que o jogador do Paris Saint-Germain (FRA) não cometeu nenhum crime. Os investigadores encontraram muitas contradições nos depoimentos de Najila. Com a conclusão do inquérito da polícia, o Ministério Público terá acesso à investigação e poderá pedir arquivamento, novas diligências ou denunciar Najila pelo crime de denunciação caluniosa. O prazo para que essa decisão seja tomada é de 15 dias, a partir desta terça-feira (30).



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário