ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Jogador brumadense assina contrato com o Palmeiras por quatro anos

ONU defende que licenças para produção de vacinas sejam dadas ao Brasil e Índia

Bahia ultrapassa 84 mil pessoas que tomaram 1ª dose de vacina contra a Covid-19

Fura-filas da vacinação não terão direito à segunda dose e poderão ser presos

Morre em decorrência da Covid-19 o médico de 44 anos, Dr. Lívio

New Kenko Purificadores: Beba água de qualidade e garanta a saúde para sua família

Brumado: Sem espetáculos há quase oito meses, circo volta a realizar apresentações ao público

Justiça Federal nega liminar contra prefeito de Candiba que furou fila de vacinação

Falso policial civil é preso por aplicar golpe em Livramento de Nossa Senhora

Super promoção da Loja Império 10: duas peças por somente R$ 15

Brumado: Município recebe 480 doses do imunizante desenvolvido pela universidade de Oxford

RotSat: Rastreamento de veículos ou de sua frota!

Brumado chega à 47 óbitos por conta da Covid-19

Pax Nacional sempre ao seu lado

Bancário brumadense de 52 anos morre em decorrência da Covid-19

Polícia encontra depósito clandestino de combustíveis em Itapetinga

Confira os especialistas da semana na Clínica Mais Vida em Brumado


Cerca de 130 mil pessoas podem está infectadas com HTLV na Bahia; vírus é da família do HIV

Foto: Divulgação

A Bahia possui cerca de 135 mil pessoas com casos do vírus HTLV. O HTLV é o vírus linfotrópico da célula T humana e não tem cura, mas há tratamento. Ele é da mesma família do vírus HIV, e possui as mesmas formas de contágio: relações sexuais sem proteção, uso de agulhas e seringas contaminadas, além do aleitamento materno. Segundo o site G1, a infecção pode provocar dificuldade de locomoção e até leucemia. Uma pesquisa realizada em 379 municípios, de 2003 a 2014, mostra que, a cada 100 mil habitantes, 14 estão infectados. Esse número corresponde a quase 1% da população baiana, que é cerca de 130 mil pessoas. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) começou a registrar os casos de HTLV em 2012. Até o ano passado, foram notificados quase 2500 casos de infecção do vírus. Desse total, 75% dos registros foi em mulheres, porque a pesquisa para o vírus faz parte do pré-natal. As gestantes infectadas recebem orientação médica para não amamentar os bebês, por conta da transmissão, e ela deve ser orientada para isso já durante o pré-natal. Essa mulher recebe para esse bebê a fórmula láctea. Apesar de ser parecido com o vírus HIV, o HTLV não destrói o sistema imunológico. Apesar disso, ele pode causar leucemia e problemas urinários e neurológicos. Em geral, antes da doença aparecer, a pessoa não tem sintomas.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário