ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Caminhão baú de Brumado tomba entre o Distrito de Cascavel e Mucugê

Brumado: Mulher encontra quase R$ 2 mil próximo a banco e procura por dono da quantia

Infectologista da Clínica Mais Vida, em entrevista a TV Sudoeste, fala sobre o Dia Internacional da Luta contra a AIDS

Empresário Emanoel Araújo participa do lançamento da pré-candidatura de ACM Neto

Tema Livre Podcast desta semana recebeu o produtor de eventos e artista plástico 'Kezinha'

Municípios relatam atraso em entrega de vacina BCG; cidades sofrem com desabastecimento

Criança morre depois que parede de casa desaba em Itapetinga

Governo da Bahia publica mudanças em mais de 50 comandos da Polícia Militar

Infectologista da Clínica Mais Vida fala sobre o Dia Mundial de Luta contra a AIDS e a importância do diagnóstico precoce

Dom Basílio: Morre o blogueiro Aderson Caires, vítima de doença neurodegenerativa

Política: Jair Bolsonaro assina filiação ao PL

Homem em estado grave aguarda transferência do Hospital Municipal de Brumado para uma unidade de saúde em Vitória da Conquista

PM algema homem a moto em movimento em São Paulo e vídeo viraliza

Menina de 12 anos morre após cair de telhado em Ilhéus

Homem é preso suspeito de tentar subornar policiais na Chapada Diamantina

Dois casos da variante ômicron são confirmados no Brasil

Governo Federal pede que 625 mil devolvam o auxílio emergencial

Seabra: Grupo é preso acusado de usar e repassar R$ 1,3 mil em notas falsas

Paramirim: Mulher, criança e bebê de 1 ano morrem em grave acidente na BA-156

Guanambi: Caminhão carregado com carvão pega fogo


Polícia Militar prende suspeito de matar homem e atear fogo no corpo em Aracatu

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A Polícia Militar prendeu no último domingo (3) um dos homens suspeitos de matar e atear fogo no corpo de Magnoel Costa Teixeira,de 29 anos, encontrado em matagal da Fazenda Congresso, na região de Aracatu. O corpo de Magnoel foi localizado por populares no último domingo (3). Os exames periciais apontam que o homem foi morto com golpes na cabeça devido aos ferimentos encontrados no corpo que indicam traumatismo craniano. De acordo com as investigações, o principal suspeito, Bruno Nunes de Souza (Bruninho), teria atacado Magnoel por conta da vítima ter o reconhecido durante o roubo. Por este motivo, ele e mais dois comparsas, acabaram colocando fogo no corpo. A Polícia Civil pediu a prisão temporária do suspeito, que permance na carceragem da 20ª Coorpin até o final das investigações. Ainda segundo o delegado Orlando Quaresma, Bruno foi preso por latrocínio, que é roubo seguido de morte. Outros dois comparsas apontado por ele segue foragido.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário