ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Polícia Civil lança nova plataforma virtual para registrar ocorrências

Brasil registra menor média móvel de mortes desde o início da pandemia

Brumado: Tradição de vários anos, Grupo Pax Nacional doa brinquedos as crianças

Brumado: Decreto Desobriga o uso de máscara facial na cidade; mas há restrições

Brumado: Com a morte do cantor e comunicador Tote Lima, esposa passa por dificuldades

União se compromete a corrigir defasagem de doses de vacina à Bahia

Brumado: Prefeito Eduardo Vasconcelos pede desfiliação do PSB

IBGE cancela processo seletivo de 204 mil vagas para o Censo 2022

Brumado: Mesmo em lados opostos, Fabrício Abrantes repudia fake news contra 'Verimar do Sindicato'

Brumado: Policlínica municipal de saúde será transferida para a sede da Upa 24h

Paramirim: Motorista de 41 anos morre em acidente na BA-152

No exterior, Rui Costa tenta atrair projeto de energia renovável para indústria baiana

Dois foragidos que viajavam em ônibus são presos pela PRF em Vitória da Conquista

Rede estadual tem aulas 100% presenciais nesta segunda-feira (18)

Prefeitura de Brumado pretende doar terreno para construção de hospital particular

Pax Nacional promove nesta segunda-feira (18) a 'Festa das Crianças'

Brumado: Em outro ângulo, câmera registra grave acidente na BR-030; veja

Conheça o kit 'Barriga Tanquinho' de Marcelo Esportes

Conquista: Com ajuda de cão farejador, PRF encontra maconha levada em ônibus

RotSat: Conheça o nosso site com 'Menu' de acesso rápido


Brasileiro Rodrigo Koxa bate recorde da maior onda do mundo; veja

Big Wave awards 2017/2018 | Foto: Pedro Cruz

O brasileiro Rodrigo Koxa bateu o recorde de maior onda surfada, na Praia do Norte, na Nazaré, superando em 61 centímetros o anterior registo do havaiano Garrett McNamara, de acordo com a Liga Mundial de Surf (WSL). Na gala de atribuição dos prémios de ondas gigantes (XXL), Koxa venceu o prémio para a maior do ano, com a onda surfada em 8 de novembro de 2017, que o painel calculou ter 24,38 metros de altura, mais 61 centímetros do que o anterior máximo, de 23,77 metros, também na Nazaré e que estava na posse de McNamara. De acordo com a WSL, o registo de Koxa passa a integrar o livro dos recordes do Guinness, substituíndo o anterior, que remontava a 01 de novembro de 2011. Das dez ondas nazarenas nomeadas para os galardões, entre as 30 candidatas, além do prémio arrebatado por Koxa para a maior, foi ainda premiada a queda do ano (‘wipeout’) de Andrew Cotton, em 08 de novembro de 2017, na qual o britânico fraturou uma vértebra. O vencedor do Nazaré Challenge, etapa portuguesa do circuito mundial de ondas gigantes, o brasileiro Lucas Chianca venceu o prémio de melhor desempenho global masculino, enquanto o galardão feminino foi entregue pela terceira vez à havaiana Paige Alms, superando a candidatura nazarena da brasileira Maya Gabeira. Com uma só onda, em Jaws, no Havai, o havaiano Ian Walsh conseguiu juntar os prémios de melhor onda surfada e melhor tubo. O também havaiano Aaron Gold arrecadou o troféu para melhor onda após remada, no mesmo local, batendo Lucas Chianca, que estava entre os nomeados para a categoria, com uma onda na Praia do Norte. A Nazaré contava com outras nomeações, incluindo duas para melhor onda surfada (Ross Clarke-Jones e Sebastian Steudner), outras três para a maior (Ross Clarke-Jones, Sebastian Steudner e Benjamim Sanchis) e uma queda (Owen Schultz).



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário