ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Artistas bumadenses são selecionados para Mostra Cênica Motin Bahia

Bahia recebe 6ª remessa de vacinas contra Covid-19

Brumado: Novas restrições ampliam dificuldades do 'chapa de caminhão' em conseguir levar sustento para casa

Rui Costa estende toque de recolher na Bahia até 31 de março

Paulo Guedes diz que Brasil pode virar Venezuela em 1 ano e meio

Casos de reinfecção por Covid-19 preocupam Secretaria de Saúde na Bahia

Brumado chega à 400 casos ativos de Covid-19;; 34 estão hospitalizados

Lockdown é suspenso em Brumado e toque de recolher é antecipado para às 19h

Médico é espancado por familiar após alertar sobre riscos da covid-19

Variante brasileira da Covid-19 é mais transmissível, diz pesquisa

Rui Costa e Prefeitos se reúnem para discutir prorrogação de medidas restritivas

Antenas parabólicas vão receber a internet 5G; entenda

Com 76 anos de idade e 51 de profissão, barbeiro resiste a modernidade em Brumado

Bolsonaro zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha

Bahia entra com ação no STF para aplicar vacinas sem autorização da Anvisa

Conquista: Dois passageiros são presos por viajar com documento falso

Guanambi: Município adere a decreto que restringe circulação até a próxima segunda (8)

Covid-19 na Bahia: Mortes por dia voltam a aumentar e chegam a 95 na segunda-feira

Supremo garante porte de arma para guardas municipais

Brumado: Município registra 62 mortes por conta da Covid-19; 392 pacientes estão em tratamento


Natural de Muritiba, funcionária de banco é assassinada pelo marido com golpes de marreta

Carmelita Rosa Topázio Barbosa era funcionária do Bradesco e foi morta a marretadas dadas pelo seu próprio marido (Foto: Reprodução)

Neste último domingo, 29, Carmelita Rosa Topázio Barbosa, 57 anos, morta com golpes de marreta pelo próprio marido , foi a 36ª mulher vítima de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em Salvador e Região Metropolitana este ano. Os dados são do boletim de ocorrências da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Ela era natural da cidade de Muritiba, no Recôncavo Baiano, e era funcionária do banco Bradesco. Ela também havia trabalhado no extinto Banco do Estado da Bahia (Baneb). A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Bancários da Bahia. 

De acordo com Adelmo Andrade, diretor de imprensa do Sindicato, a morte de Carmelita foi lamentada entre colegas de trabalho. Uma das colegas de Carmelita, inclusive, chegou a ir até o Instituto Médico Legal (IML) neste domingo ao saber da morte da amiga, mas não coseguiu reconhecer o corpo. Segundo informações o crime aconteceu no Caminho das Árvores, bairro de classe média de Salvador. E de acordo com a SSP-BA, policiais da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Iguatemi) receberam um chamado através do telefone 190 e, ao chegarem ao local, um apartamento na Rua do Benjoim, prenderam em flagrante José Sampaio Barbosa, 63 anos. A marreta usada no crime foi apreendida. O filho do casal, de 30 anos, também ficou ferido. Ele deverá ser indiciado pelo crime de feminicídio. José Barbosa, que é natural de Cabaceiras do Paraguaçu, também no Recôncavo, foi funcionário da Petrobras. Nas redes sociais, ele mantém uma foto da família. De acordo com porteiros de prédios vizinhos ao local onde ocorreu o crime, o casal costumava passear junto pelo bairro. Após ser preso em flagrante pelo crime de feminicídio, José Barbosa foi encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Em casos de prisão em flagrante, o preso passa por uma audiência de custódia em até 24 horas, onde um juiz determina se ele permanecerá preso ou não. Não há informações sobre o resultado da audiência de José Barbosa até o momento.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário